A tomografia por emissão de pósitrons com antígeno de membrana específico da próstata (PET/CT PSMA) tem sensibilidade e especificidade superiores na detecção do câncer de próstata (CaP) recorrente e está sob investigação quanto ao potencial no estadiamento pré-tratamento. Revisão sistemática e meta-análise sobre a precisão diagnóstica do PET/CT PSMA no estadiamento do CaP destacam a eficácia do PET-CT com PSMA na detecção de CaP com invasão de vesículas seminais e invasão linfonodal, mas enfatizam a necessidade de estudos de alta qualidade sobre seu desempenho no estadiamento clínico T, extensão extraprostática e avaliação de metástase à distância.

Os bancos de dados Medline, Scopus e Web of Science foram pesquisados ​​até março de 2023. As diretrizes Preferred Reporting Items for Systematic Reviews and Meta-analysis (PRISMA) foram seguidas para identificar estudos elegíveis. Os resultados primários foram especificidade, sensibilidade, valor preditivo positivo (VPP) e valor preditivo negativo (VPN) do PET/CT PSMA para estadiamento local, linfonodal e metastático em pacientes com CaP. Pela indisponibilidade de dados, os autores destacam que a meta-análise foi viável apenas para detecção de invasão de vesículas seminais (SVI) e LNI.

Os resultados foram relatados por Andrea Mari e colegas na Prostate Cancer and Prostatic Diseases (Nature) e mostram que 49 estudos foram incluídos, compreendendo 3876 pacientes. Destes, 6 investigaram a precisão da PET/CT com PSMA na detecção de SVI. Sensibilidade, especificidade, VPP e VPN combinados foram 42,29% (IC 95%: 29,85–55,78%), 87,59% (IC 95%: 77,10%–93,67%), 93,39% (IC 95%: 74,95%–98,52%) e 86,60% (IC 95%: 58,83%–96,69%), respectivamente.

A análise de heterogeneidade revelou variabilidade significativa para VPP e VPN. Dezoito estudos investigaram a precisão da PET/CT com PSMA na detecção de LNI. Sensibilidade agregada, especificidade, PPV e NPV foram 43,63% (IC 95%: 34,19–53,56%), 85,55% (IC 95%: 75,95%–91,74%), 67,47% (IC 95%: 52,42%–79,6%) e 83,61% (IC 95%: 79,19%–87,24%). Nenhuma heterogeneidade significativa foi encontrada entre os estudos.

“A presente revisão sistemática e meta-análise destaca a eficácia da PET-CT com PSMA na detecção de SVI e sua boa precisão em LNI em comparação com CI. No entanto, também revela uma falta de pesquisa de alta qualidade sobre seu desempenho no estadiamento clínico T, extensão extraprostática e avaliação de metástase à distância, enfatizando a necessidade de estudos mais rigorosos”, concluem os autores. 

Referência:

Mari, A., Cadenar, A., Giudici, S. et al. A systematic review and meta-analysis to evaluate the diagnostic accuracy of PSMA PET/CT in the initial staging of prostate cancer. Prostate Cancer Prostatic Dis (2024). https://doi.org/10.1038/s41391-024-00850-y