03062020Qua
AtualizadoSeg, 01 Jun 2020 5pm

Conheça o Podcast Onconews no Spotfy

ASCO: 50 anos de avanços

asco_50anos_bx.jpgA 50ª ASCO aconteceu em Chicago, tradicional sede do encontro, que este ano atraiu mais de 25 mil oncologistas de todo o mundo. Como se previa, a edição do cinquentenário resgatou os grandes progressos na luta contra o câncer e apontou os avanços e desafios para o futuro da oncologia. 


REVEL mostra ganhos de sobrevida em segunda linha no CPNPC

Maurice_Perol_NET_OK.jpgRamucirumab, um novo inibidor de angiogênese, prolonga significativamente a mediana de sobrevida global (SG) na segunda linha de tratamento de câncer de pulmão não-pequenas células avançado (CPNPC). Essa foi a conclusão do estudo de fase III REVEL (Abstract LBA8006 ^) apresentado na ASCO, no qual a mediana de SG atingiu 9,1 meses com docetaxel, mas melhorou para 10,5 meses com a combinação de ramucirumab e docetaxel ([HR] 0,857, IC 95% [0,751, 0,979], p = 0,0235), alcançando assim o endpoint primário do estudo.

ALTTO não confirma eficácia da dupla terapia em câncer de mama

Piccart_horiz_OK.jpgApresentado em Sessão Plenária no congresso da ASCO, o aguardado estudo de fase III ALTTO não confirmou a hipótese de que a dupla terapia anti-HER2 com lapatinib e trastuzumabe melhora os resultados clínicos no cenário adjuvante em pacientes com câncer de mama HER2-positivo em estadio inicial (Abstract LBA4). O principal endpoint - a sobrevida livre de doença (SLD) em 4 anos – não foi superior com a combinação das duas terapias-alvo se comparado ao trastuzumabe sozinho.

ALSYMPCA confirma segurança do Ra-223

Xofigo_1.jpgO Ra-223 (Xofigo, da Bayer) melhorou significativamente a sobrevida global e foi bem tolerado, de acordo com os dados adicionais do estudo ALSYMPCA divulgados no encontro da ASCO este ano. O estudo já havia publicado seus dados preliminares (Parker, NEJM2013) e agora apresentou uma análise completa sobre perfil de segurança. O Ra-223 é indicado no câncer de próstata resistente à castração para pacientes com metástases ósseas, sem doença visceral.

O que é notícia na ASCO 2014

ASCO_OK.jpgAvanços sem precedentes, da prevenção e diagnóstico ao tratamento-alvo molecular, ajudaram a mudar a história do câncer nos últimos 50 anos e são lembrados na edição de aniversário desta 50ª ASCO. Ao todo, 5.300 abstracts foram submetidos este ano e permitiram selecionar as 2.900 apresentações que se sucedem no McCormick Place, em Chicago, tradicional palco da conferência da ASCO.

SBOC comenta os destaques do 50º ASCO

Nota1_ESTRO_prostata_3_OK.jpgO Presidente da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC), Evanius Wiermann, comentou dois importantes estudos sobre câncer de próstata apresentados neste 50º encontro anual da ASCO. Confira a opinião do especialista sobre o ensaio CHAARTED, destacado em Sessão Plenária, e sobre a investigação que mostra que o receptor de androgênio AR-V7 pode explicar a resistência à enzalutamida e abiraterona.

Bevacizumabe ou Cetuximabe com FOLFOX ou FOLFIRI no câncer colorretal

Colorretal_OK.jpgNa sessão oral de câncer gastrointestinal na ASCO, os regimes FOLFOX (oxaliplatina, 5-fluorouracil (5-FU) e leucovorina (LV)) e FOLFIRI(leucovorin/5-fluorouracil/irinotecano) foram objeto de diferentes estudos.

Apresentado na sessão plenária, o estudo de fase III CALGB/SWOG 80405 (Abstract #LBA3) estabeleceu um novo marco na mediana de sobrevida global (SG) em pacientes com câncer colorretal metastático (CCRm) sem mutações KRAS, de aproximadamente 29 meses.

PANORAMA 1 mostra resultados em mieloma múltiplo

braco_celula_mieloma_20120815_size_598_OK.jpgO estudo PANORAMA 1 demonstrou na ASCO resultados promissores para o tratamento de pacientes com mieloma múltiplo (MM). A apresentação de Paul Richardson, da Harvard Medical School, mostrou que o ensaio clínico duplo-cego randomizado, de fase III, atingiu o desfecho de sobrevida livre de progressão (SLP).

A investigação reuniu 215 centros, em 34 países, com a participação de 768 pacientes com MM refratário, com idade média de 63 anos. Como critério, foram elegíveis pacientes sem resistência ao bortezomibe que receberam pelo menos um dos três regimes de primeira linha.

Momento promissor para a imunoterapia em melanoma

Melanoma_2.jpgNo ano passado, o ipilimumab no tratamento do melanoma metastático concentrou as atenções da oncologia mundial e pavimentou caminho para repetir a mesma performance nesta 50ª ASCO, que novamente apresentou estudos promissores com imunoterapia. Os chamados inibidores de checkpoint são objeto de diferentes pesquisas, que este ano mostraram em Chicago seus principais resultados.

SUS tem disparidades na mortalidade por câncer do SNC

Met__stases_Cerebrais_News_OK.jpgUm levantamento realizado pelo recém-inaugurado HCorOnco a partir da base de dados do DataSUS mostrou que o sistema público de saúde no Brasil apresenta grandes disparidades regionais na mortalidade por cirurgias de câncer do sistema nervoso central (cérebro e medula espinhal). O estudo foi apresentado em poster na reunião anual da ASCO pelos oncologistas Lucíola Pontes e Gilberto Lopes, Coordenador do HCorOnco.


Publicidade
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
banner_janssen2016_300x250_v2.jpg
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
Astrazeneca
Publicidade
300x250 ad onconews200519