03062020Qua
AtualizadoSeg, 01 Jun 2020 5pm

Conheça o Podcast Onconews no Spotfy


TV Onconews: anti-PD-L1 na neoplasia trofoblástica gestacional

A oncologista Angélica Nogueira-Rodrigues recebe os ginecologistas Antônio Braga e Sue Yazaki Sun, da Associação Brasileira de Doença Trofoblástica Gestacional (ABDTG), para discutir perspectivas no tratamento da neoplasia trofoblástica gestacional. Em foco, o estudo de Fase II TROPHIMMUN, que avaliou o inibidor de checkpoint anti-PD-L1 avelumabe em pacientes com neoplasia trofoblástica gestacional resistente à mono-quimioterapia. Assista.

Radioterapia no ASCO 2020

Robson Ferrigno NET OK 1O médico especialista em radioterapia Robson Ferrigno, coordenador dos Serviços de Radioterapia dos Hospitais BP - A Beneficência Portuguesa de São Paulo e BP Mirante, analisa os principais estudos apresentados no ASCO 2020 que envolveram radioterapia e podem influenciar a rotina de condutas.

Enzalutamida mostra ganho de sobrevida global no câncer de próstata

ASCO prostata 1Com publicação simultânea no New England Journal of Medicine, o ensaio PROSPER apresentou dados maduros de sobrevida global no ASCO 2020, demonstrando benefício de enzalutamida em pacientes com câncer de próstata não metastático resistente a castração (nmCPRC). Os resultados apresentados por Cora N. Sternberg,  do Weill Cornell Medicine, mostram que o tratamento com enzalutamida reduziu em 27% o risco de morte na comparação com placebo. O urologista Ubirajara Ferreira, da Unicamp, é coautor do trabalho (Abstract #: 5515).

Resultados encorajadores no mesotelioma pleural maligno

Pulm o 2017 NET OKEstudo de Fase II de braço único selecionado para sessão oral na ASCO 2020 mostrou que a associação do anti-PD-L1 durvalumabe  (durva) à quimioterapia com cisplatina (C) e pemetrexede (P)  pode ampliar a sobrevida de pacientes com mesotelioma  pleural maligno irressecável.  A apresentação foi de Patrick M. Forde, do Johns Hopkings Sidney Kimmel Comprehensive Cancer Center.

TAPUR: olaparibe mostra resultados no câncer de próstata e pâncreas BRCA-mutado

DNA 2017 NET OKOs resultados positivos de duas coortes do estudo Targeted Agent and Profiling Utilization Registry (TAPUR) fornecem evidências de mundo real para apoiar dados recentes de ensaios clínicos que demonstram o papel do olaparibe no tratamento de câncer de próstata e pâncreas avançado com mutações BRCA1/2. Os resultados foram selecionados para o programa científico do ASCO 2020 (Abstracts #4637 e #5567).

MINDACT: perfil genômico e  de-escalonamento de dose

mama 2020 bxEm 2016, a análise primária do estudo MINDACT confirmou o valor do perfil genômico para pacientes com câncer de mama em estágio inicial que poderiam com segurança abandonar a quimioterapia sem comprometer o resultado. Agora, dados de longo prazo da assinatura de 70 genes (MammaPrint) foram  destacados no 2020 ASCO Virtual Scientific Program, em apresentação de Fátima Cardoso, do Champalimaud Cancer Clinical, em Lisboa.

Novo agente é promessa no tratamento de gliomas

glioma 2020 bxMutações na isocitrato desidrogenase 1 (mIDH1) estão presentes em> 70% dos pacientes com gliomas de grau II / III, resultando na produção e no acúmulo de (R) -2-hidroxiglutarato, causando hipermetilação do DNA e promovendo a tumorigênese. Estudo destacado em sessão oral apresentou resultados do agente experimental olutasidenib,  um inibidor seletivo da proteína IDH1 mutada (Abstract #:2505).

Nova dose de IMRT melhora disfagia no câncer de orofaringe

daniel 200 foto2 bxA maioria dos tumores oro e hipofaríngeos recém diagnosticados são tratados com quimiorradioterapia com intenção curativa, mas às custas de efeitos adversos com grande impacto na qualidade de vida. Este estudo da Cancer Research UK avaliou como o uso de dose ótima da radioterapia IMRT (Do-IMRT) pode reduzir a dose de RT nas estruturas relacionadas à disfagia/ aspiração, melhorando a função da deglutição comparada à dose padrão (S-IMRT). O radio-oncologista Daniel Przybysz* (foto), membro do Comitê de Radioterapia Avançada da International Association for the Study of Lung Cancer, comenta os resultados.

Medicina integrativa no tratamento do câncer

eliza dalsasso ricardoO uso de medicina integrativa e complementar é relativamente comum entre pacientes com câncer. Estudo brasileiro aceito no ASCO 2020 procurou definir o uso da prática por pacientes com câncer e investigar fatores que podem influenciar sua adoção. A oncologista Eliza Dalsasso Ricardo (foto) assina como primeira autora.


Publicidade
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
banner_janssen2016_300x250_v2.jpg
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
Astrazeneca
Publicidade
300x250 ad onconews200519