pancreas 19 bxEnsaio aberto de fase II de braço único avalia a eficácia e segurança de enfortumabe vedotina (EV) no adenocarcinoma pancreático avançado. O estudo (EPIC) foi selecionado para apresentação em poster no ASCO GI 2024, na sessão trials in progress.

A nectina-4 é uma proteína transmembrana tipo I envolvida na formação e manutenção das junções aderentes. Em contraste com a sua expressão limitada em tecidos normais, a superexpressão aberrante da nectina-4 foi identificada em vários tumores sólidos, incluindo o adenocarcinoma pancreático (PDAC). Cerca de 71% das amostras humanas de PDAC apresentam coloração positiva e 13% apresentam coloração fortemente positiva para nectina-4.

A nectina-4 tem sido associada a vários processos celulares pró-oncogênicos, incluindo a promoção da proliferação de células tumorais e metástase através da ativação da via WNT-βcatenina. Ele interage com ERBB2/HER2 e ativa a proteína Rac1 para, em última análise, regular positivamente a sinalização da via PI3K-AKT, levando à proliferação celular.

Enfortumabe vedotina (EV) é um conjugado anticorpo-droga que fornece o agente de ruptura de microtúbulos monometil auristatina E (MMAE) às células que expressam Nectina-4. EV é aprovado pela FDA como agente único para o tratamento de pacientes adultos com câncer urotelial localmente avançado ou metastático previamente tratados com imunoterapia anti PD-1/PD-L1 e quimioterapia contendo platina, com base no ensaio EV-301, que demonstrou benefício de sobrevida global. Tomados em conjunto, esses dados e a eficácia de EV observada no câncer de bexiga justificam a avaliação de EV no adenocarcinoma pancreático avançado.

Neste ensaio aberto, de fase II, de braço único (EPIC - Enfortumab Vedotin in Previously Treated Locally Advanced or Metastatic Pancreatic Cancer) o objetivo é avaliar EV em pacientes (n = 28) com adenocarcinoma pancreático localmente avançado, recorrente ou metastático previamente tratado. O esquema de tratamento deste protocolo prevê o uso de EV 1,25 mg/kg administrado IV em D1, D8, D15 a cada 28 dias, até progressão da doença ou toxicidade inaceitável. A avaliação de imagem será feita a cada 8 semanas. É necessária uma biópsia antes da terapia e uma biópsia durante o tratamento (entre os dias 15-21 do ciclo 1).

São elegíveis pacientes com adenocarcinoma pancreático previamente tratado, localmente avançado, recorrente ou metastático. Os critérios de inclusão também incluem ECOG PS 0-1 e pelo menos 1 linha de terapia anterior. O principal endpoint é determinar a atividade antitumoral pela taxa de resposta global usando RECIST 1.1. Endpoints secundários incluem segurança, duração da resposta, taxa de controle da doença, sobrevida livre de progressão e sobrevida global. Endpoints exploratórios incluem a expressão de Nectina-4 (escore H) no tecido tumoral e a relação entre a resposta e o perfil mutacional do tumor.

As inscrições estão em andamento. O estudo EPIC está registrado na plataforma ClinicalTrials.gov: NCT05915351.

Referência: Enfortumab Vedotin in Previously Treated Locally Advanced or Metastatic Pancreatic Cancer (EPIC). J Clin Oncol 42, 2024 (suppl 3; abstr TPS719)