Coberturas Especiais 2021

dan waitzberg 21O microbioma intestinal é capaz de prever o tempo de sobrevida em pacientes com câncer gástrico avançado tratados com nivolumabe. É o que mostram resultados de ensaio destacado em sessão oral no ESMO-GI (DELIVER, JACCRO GC-08). “Estes resultados confirmam a forte interrelação entre câncer e microbiota intestinal, anteriormente bem definida em melanoma, câncer de pulmão, cólon e mama, para o câncer gástrico”, destaca Dan Waitzberg (foto), professor associado do departamento de Gastroenterologia da FMUSP e Diretor científico da Bioma4me.

alexandre palladino inca bxEstudo apresentado no ESMO GI 2021 sugere que o uso desnecessário de antibióticos pode aumentar o risco de câncer de cólon, especialmente em pessoas com menos de 50 anos.1 Apesar de não mostrar uma relação direta de causa e efeito, os resultados levantam novas preocupações sobre o impacto do aumento estimado de 65% no consumo global de antibióticos relatado entre 2000 e 2015.2 "A importância do uso racional de antibióticos sempre foi defendida como boa prática em medicina para evitar seleção de cepas de germes resistentes a antimicrobianos, e agora temos mais um forte argumento", afirma o oncologista Alexandre Palladino (foto), chefe da oncologia clínica do Hospital do Câncer I (INCA). 

tiago biachi 21Independentemente do momento do teste para status HER2 ou nível de amplificação de ERBB2 de plasma em ctDNA, o conjugado anticorpo-droga trastuzumabe deruxtecana demonstrou eficácia clinicamente significativa em pacientes com câncer gástrico avançado HER2+. Os resultados são de análise exploratória do estudo DESTINY-Gastric01 selecionada para apresentação oral no ESMO GI 2021. Tiago Biachi (foto), oncologista do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, comenta os resultados.

alexandre jacome 2020 bxSelecionado como o primeiro Late Breaking Abstract do 23º Congresso ESMO dedicado aos tumores do trato gastrointestinal, o estudo APACT atualizou os resultados, agora com dados de sobrevida global (SG) em 5 anos em uma análise por intenção de tratar (ITT) na população geral. A análise indica benefício significativo da adição de nab-paclitaxel (nab-P) à quimioterapia com gemcitabina (Gem) na adjuvância do câncer de pâncreas.1 “Diante da toxicidade associada ao regime gemcitabina + capecitabina, Gem + nab-P demonstra-se como uma opção terapêutica no contexto adjuvante, principalmente pela sua relevância clínica em SG em 5 anos, com diferença absoluta de 7% entre os dois regimes”, avalia o oncologista Alexandre Jácome (foto).

trato gastro 21 2 bxTrês estudos mapeando a prevalência de mutações KRAS em tumores do trato gastrointestinal, com foco específico na mutação KRAS G12C e nos resultados dos pacientes, integram o programa científico do 23º Congresso Mundial ESMO de Câncer Gastrointestinal, realizado de 30 de junho a 3 de julho, em edição online.

allan pereira bxElena Élez, médica do Instituto de Oncologia Vall D’Hebron, em Barcelona, é primeira autora de estudo selecionado como Late Breaking Abstract no 23º Congresso ESMO dedicado aos tumores do trato gastrointestinal. “Embora seja um estudo que traga novos insights para avaliação molecular quanto a sensibilidade de terapia-alvo inibidora de BRAF em pacientes com câncer colorretal metastático, esses resultados vieram de um número muito pequeno de pacientes, o que nos obriga a esperar sua validação em coortes maiores”, avalia o oncologista Allan Pereira (foto).

rivadavio 2020Meta-análise apresentada no ESMO GI 2021 demonstrou que pacientes obesos com câncer colorretal (CCR) recebem doses cumulativas mais baixas de quimioterapia adjuvante em relação à área de superfície corporal (BSA) em comparação com pacientes não obesos1, o que poderia explicar a pior sobrevida observada nessa população de pacientes. O oncologista Rivadávio Antunes de Oliveira (foto), coordenador da residência médica do Hospital do Câncer de Londrina, comenta os resultados.

jose aquinoJose Luis Braga de Aquino (foto), professor titular de clínica cirúrgica na Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas), é primeiro autor de estudo selecionado para apresentação em pôster no ESMO GI 2021 que avalia os resultados da esofagectomia de resgate em pacientes com câncer de esôfago submetidos a quimiorradiação e descreve as complicações locais e sistêmicas do procedimento.

marcelle cescaEstudo com participação brasileira, promovido pela Sociedade Latino Americana de Oncologia Gastrointestinal (SLAGO), avaliou a influência da utilização de inibidor da bomba de prótons na resposta patológica do câncer retal. A oncologista Marcelle Goldner Cesca (foto), do A.C.Camargo Cancer Center, é primeira autora do trabalho.