dirce carraro okEstudo publicado no British Journal of Cancer mostrou que o teste Dxcover® teve sensibilidade e foi eficaz para detectar 8 dos mais incidentes tipos de câncer, a partir de um exame de sangue rápido e de baixo custo. “É um trabalho extremamente promissor no campo de biópsia líquida para diagnóstico de câncer”, analisa Dirce Maria Carraro (foto), pesquisadora principal do grupo de Genômica e Biologia Molecular do A.C.Camargo Cancer Center.

Neste estudo, os pesquisadores consideraram um número robusto de participantes (n = 2.092 pacientes) e aplicaram um teste de biópsia líquida (Dxcover®) para examinar oito tipos de câncer diferentes. O teste usa espectroscopia infravermelha com transformada de Fourier (FTIR) e algoritmos de aprendizado de máquina para detectar câncer.

Os valores da área sob a curva característica de operação do receptor (ROC) foram calculados para oito tipos de câncer versus controles sintomáticos sem câncer: cérebro (0,90), mama (0,76), colorretal (0,91), rim (0,91), pulmão (0,91), ovário (0,86), pancreático (0,84) e próstata (0,86). Os pesquisadores avaliaram o desempenho do teste quando todos os oito tipos de câncer foram agrupados para classificar “qualquer câncer” versus pacientes sem câncer. A classificação de câncer versus não-câncer assintomático detectou 64% dos cânceres em estágio I quando a especificidade foi de 99% (sensibilidade geral de 57%). Quando ajustado para maior sensibilidade, este modelo identificou 99% dos cânceres em estágio I (com especificidade de 59%).

“Este exame de sangue espectroscópico pode detectar eficazmente doenças em estágio inicial e pode ser ajustado para maximizar a sensibilidade ou a especificidade, dependendo dos requisitos dos diferentes sistemas de saúde e das vias de diagnóstico do câncer. Esta estratégia de baixo custo poderia facilitar o diagnóstico precoce necessário, quando o tratamento do câncer poder ser mais eficaz ou menos tóxico”, concluem os autores.

Dirce Carraro destaca os diferenciais do teste. “Diferente da biopsia líquida baseada em sequenciamento de próxima geração para detecção de DNA tumoral circulante (ctDNA), o teste Dxcover® é capaz de analisar uma ampla gama de moléculas liberadas tanto das células tumorais, como pela resposta imune, melhorando a sensibilidade da detecção de tumores em estágios precoces, o que é importante para melhorar as perspectivas de tratamento e sobrevida dos pacientes”, destaca.

Na visão da especialista, outro aspecto importante é a flexibilidade do teste. “Ele pode ser ajustado para maximizar a sensibilidade ou especificidade para diferentes tipos de câncer e de protocolos de rastreamento”, explica, com a ressalva de que, apesar de promissor, pesquisas adicionais são necessárias para identificar as situações em que o teste traria real benefício antes de ser implementado na prática clínica.

A íntegra do estudo está disponível em acesso aberto.

Referência: Cameron, J.M., Sala, A., Antoniou, G. et al. A spectroscopic liquid biopsy for the earlier detection of multiple cancer types. Br J Cancer (2023). https://doi.org/10.1038/s41416-023-02423-7