12082022Sex
AtualizadoQui, 11 Ago 2022 5pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

Trastuzumabe-deruxtecana reconfigura o tratamento do câncer de mama avançado

mama1Shanu Modi e colegas relataram análise do ensaio DESTINY-Breast04 em artigo publicado 7 de julho no New England Journal of Medicine, com resultados que reconfiguram o tratamento do câncer de mama avançado.

Neste estudo randomizado de Fase III (DESTINY-Breast04) os pesquisadores consideraram pacientes com câncer de mama metastático HER2 low que receberam uma ou duas linhas prévias de quimioterapia. A baixa expressão de HER2 foi definida como uma pontuação de 1+ na análise imuno-histoquímica [IHC] ou como pontuação de IHC de 2+ e resultados negativos na hibridização in situ.

Os pacientes elegíveis foram randomizados 2:1 para receber trastuzumabe deruxtecana (T-DXd) ou a quimioterapia de escolha do médico. O endpoint primário foi a sobrevida livre de progressão na coorte com receptor hormonal positivo. Os principais endpoints secundários foram a sobrevida livre de progressão entre todos os pacientes e a sobrevida global na coorte com receptor hormonal positivo e entre todos os pacientes.

Os resultados de Modi et al. demonstram que 557 pacientes foram randomizados, 494 (88,7%) com receptor hormonal positivo e 63 (11,3%) com doença receptor hormonal negativo. Na coorte receptor hormonal positivo, a sobrevida livre de progressão mediana foi de 10,1 meses no grupo trastuzumabe deruxtecana e de 5,4 meses no grupo de escolha do médico (razão de risco para progressão da doença ou morte, 0,51; P <0,001). A sobrevida global foi de 23,9 meses no grupo tratado com T-DXd e de 17,5 meses no grupo de quimioterapia (razão de risco para morte, 0,64; P=0,003). Entre todos os pacientes, a sobrevida livre de progressão mediana foi de 9,9 meses no grupo trastuzumabe deruxtecana e de 5,1 meses no grupo de quimioterapia de escolha do médico (razão de risco para progressão da doença ou morte, 0,50; P <0,001), e a sobrevida global foi de 23,4 meses e 16,8 meses, respectivamente (razão de risco para morte, 0,64; P=0,001).

Em relação ao perfil de segurança, os autores descrevem que eventos adversos de grau 3 ou superior ocorreram em 52,6% dos pacientes que receberam trastuzumabe deruxtecana e em 67,4% daqueles que receberam quimioterapia de escolha do médico. Doença pulmonar intersticial relacionada ao tratamento ou pneumonite ocorreram em 12,1% dos pacientes que receberam trastuzumabe deruxtecana; 0,8% tiveram eventos de grau 5.

“Neste estudo envolvendo pacientes com câncer de mama metastático HER2 low,  trastuzumabe deruxtecana resultou em uma sobrevida global e livre de progressão significativamente mais longa do que a quimioterapia de escolha do médico”, concluem os autores.

Em editorial na mesma edição do NEJM, Sara Hurvitz destaca que as implicações dos resultados do estudo DESTINY-Breast04 mudam de imediato a prática clínica, demonstrando que trastuzumabe deruxtecana levou a melhorias significativas e marcantes tanto na sobrevida livre de progressão quanto na sobrevida global em comparação com a quimioterapia entre pacientes com câncer de mama metastático com baixa expressão de HER2.

Mais da metade dos casos de câncer de mama expressam baixos níveis de HER2.

Este estudo (DESTINY-Breast04) foi financiado pela Daiichi Sankyo e AstraZeneca e está inscrito na plataforma ClinicalTrials.gov: NCT03734029.

Os resultados foram apresentados na ASCO 2022, em Sessão Plenária.

Referência: Trastuzumab Deruxtecan in Previously Treated HER2-Low Advanced Breast Cancer - Shanu Modi, M.D., William Jacot, M.D., Ph.D., Toshinari Yamashita, M.D., Ph.D., Joohyuk Sohn, M.D., Maria Vidal, M.D., Ph.D., Eriko Tokunaga, M.D., Ph.D., Junji Tsurutani, M.D., Ph.D., Naoto T. Ueno, M.D., Ph.D., Aleix Prat, M.D., Ph.D., Yee Soo Chae, M.D., Ph.D., Keun Seok Lee, M.D., Ph.D., Naoki Niikura, M.D., Ph.D., et al., for the DESTINY-Breast04 Trial Investigators - N Engl J Med 2022; 387:9-20
DOI: 10.1056/NEJMoa2203690

Leia mais sobre trastuzumabe deruxtecana no câncer de mama:

Anvisa amplia indicação de trastuzumabe deruxtecana no câncer de mama metastático

DESTINY-Breast04: trastuzumabe deruxtecana mostra ganho de sobrevida no câncer de mama HER2-low

Trastuzumabe deruxtecana mostra dados de qualidade de vida e benefício em SNC

Captação de trastuzumabe deruxtecana é maior em células HER2-low do que em células HER2-negativas

FDA aprova trastuzumabe deruxtecana no câncer de mama metastático HER2 positivo em pacientes previamente tratados com agente anti-HER2

TUXEDO-1: Trastuzumabe-deruxtecana em pacientes com câncer de mama HER2+ com metástases cerebrais ativas

DESTINY-Breast03: pacientes relatam benefício de qualidade de vida com Trastuzumabe-deruxtecana

DESTINY-Breast03: estudo confirma eficácia de trastuzumabe deruxtecana no câncer de mama metastático HER2-positivo

DESTINY-Breast03: análise de subgrupo mostra superioridade de trastuzumabe deruxtecana versus T-DM1

Trastuzumabe deruxtecana no câncer de mama HER2-positivo avançado

 

 

Publicidade
Publicidade
KITE PHARMA
Publicidade
NOVARTIS
Publicidade
FARMAUSA
Publicidade
https://xperienceforumoncologia21.com.br/
Publicidade
SANOFI
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
300x250 ad onconews200519