16092019Seg
AtualizadoSeg, 16 Set 2019 1am

PUBLICIDADE
topbanner novartis2019 468x60

O exercício de cuidar

paliativos 2019 bxEnsaios clínicos randomizados mostram que instituir precocemente cuidados paliativos traz benefícios, melhora a qualidade de vida e até prolonga a sobrevida. Mas nem argumentos como esses parecem vencer o estigma e a desinformação. Afinal, como avançar na oferta de cuidados paliativos na assistência oncológica?


Câncer de mama em foco

Daniela Rosa NET OKO ano de 2018 trouxe diversas novidades no tratamento do câncer de mama. Em artigo, a oncologista Daniela Dornelles Rosa (foto), médica do Hospital Moinhos de Vento,em Porto Alegre, e presidente do Grupo Brasileiro de Estudos em Câncer de Mama (GBECAM/LACOG), comenta os estudos mais importantes, em diversos cenários.

Ano de surpresas na oncoginecologia

ANGELICA GLAUCO NET OKO ano de 2018 surpreendeu a oncoginecologia com avanços significativos no tratamento sistêmico do carcinoma epitelial de ovário (CEO), alerta de cautela com algumas incorporações recentes na arena cirúrgica e o reaquecimento das discussões sobre HIPEC. Confira a análise dos médicos Angélica Nogueira-Rodrigues e Glauco Baiocchi Neto (foto), do Grupo Brasileiro de Tumores Ginecológicos (EVA/GBTG).

Câncer de cabeça e pescoço: um ano em revisão

gbcp logo atualizada NET OKEntre os estudos em câncer de cabeça e pescoço apresentados e publicados em 2018, dois tópicos chamaram a atenção: de-intensificação de tratamento nos pacientes com câncer de orofaringe HPV positivo e imunoterapia. Confira os trabalhos mais importantes, na opinião do médicos Aline Lauda Freitas Chaves e Thiago Bueno de Oliveira, do Grupo Brasileiro de Câncer de Cabeça e Pescoço.

Os destaques do ano na oncohematologia

PERINI 2018 NET OKO ano de 2018 foi movimentado na oncohematologia, especialmente no Brasil, onde a aprovação de diversos agentes terapêuticos trouxe novidades relevantes para a prática clínica. Quem comenta os destaques da especialidade é Guilherme Perini (foto), médico hematologista do Hospital Albert Einstein e da Beneficência Portuguesa de São Paulo.

Panorama GU, o ano em review

GENITURINARIO NET OKControvérsias e evidências marcaram o ano, em diferentes cenários. Avanços continuam a reconfigurar o tratamento do câncer de próstata; imunoterapia é promessa em renal e desafios ainda marcam o câncer de bexiga. Confira a análise dos oncologistas Andrey Soares, Fernando Sabino e Vinícius Carrera, membros do LACOG-GU.

Oncologia torácica: o que foi destaque em 2018

IGOR MORBECK LACOG GU NET OKO ano de 2018 foi particularmente produtivo na oncologia torácica, com estudos impactantes em diversos cenários: no rastreamento do câncer de pulmão para pacientes com alto risco, passando pela doença localmente avançada e finalmente por avanços no âmbito da imunoterapia e terapias-alvo. O oncologista Igor Morbeck (foto), do Centro de Oncologia do Hospital Sírio-Libanês, em Brasília, comenta os principais trabalhos.  

Microbiota e câncer, novas perspectivas

microbiota intestinal NET OKA prestigiada revista Science considerou estudos com microbioma entre os avanços do ano, nas edições de 2011 e 2013. Hoje, o entusiasmo é ainda maior e começa a ter impacto na pesquisa e no tratamento do câncer, indicando que esse universo invisível está cada vez mais em pauta no contexto da oncologia.Agora, estudos corroboram o papel do microbioma intestinal também na resposta aos inibidores de checkpoint imune. Afinal, quais as interações entre o microbioma e os novos tratamentos que atuam no sistema imune? Como essa extensa população - nada menos que 30 trilhões de bactérias por humano – interfere com a eficácia e segurança dos modernos imuno-oncológicos? Confira.

Big Data, limites e possibilidades

Big data e saudePara muitos, a próxima fronteira da inovação virá do Big Data. Mas a visão está longe de ser unanimidade. A hiperconectividade facilitou o acesso a um universo de informação e seu compartilhamento, mas não dá para ignorar que questões centrais continuam a desafiar a nova era da informação.

Destaques ONCO – 21 anos de atualização científica

Destaques2018 3Em sua 21ª edição, Destaques ONCO trouxe para a oncologia brasileira a síntese dos estudos que marcaram o programa científico da ASCO 2018, em evento que reuniu expoentes da especialidade para discutir tendências, avanços e controvérsias do encontro de Chicago.

Burnout, um desafio silencioso

BURN OUT BAIXANunca se falou tanto em burnout na Oncologia – mas ainda é pouco. Oncologistas do mundo inteiro tipificam uma das populações mais afetadas pela chamada síndrome da exaustão profissional, descrita por Freudenberger em 1974, e que hoje parece ter impacto ainda maior na prática médica. Onconews conversou com os principais centros de câncer, públicos e privados, e parece que estamos longe de reconhecer a real dimensão do problema.

Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
banner_janssen2016_300x250_v2.jpg
Publicidade
banner teva inst 300x250
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
banner ibcc2019 300x250
Publicidade
300x250 ad onconews200519