28072021Qua
AtualizadoTer, 27 Jul 2021 2pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

Governo veta PL da quimioterapia oral

comprimidos diversosO presidente Jair Bolsonaro (sem partido) vetou integralmente o projeto de lei que obrigaria os planos de saúde a oferecer medicamentos orais para tratamento de câncer até 48 horas após o registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a exemplo do que ocorre com medicamentos de administração intravenosa. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) hoje, 27 de julho. De autoria do senador José Antônio Reguffe (Podemos-DF), o PL 6.330/2019 havia sido aprovado pela Câmara dos Deputados no dia 1º de julho.


Gravidez após câncer de mama

azambuja ok bxO oncologista Evandro de Azambuja (foto) é coautor de revisão sistemática e meta-análise publicada no Journal of Clinical Oncology que fornece evidências atualizadas sobre os potenciais efeitos da gravidez após o câncer de mama em termos de resultados reprodutivos e segurança materna.

Sexo e estágio clínico explicam diferenças no câncer de pulmão

Pulm o 2017 NET OKO câncer de pulmão tem um prognóstico ruim que varia internacionalmente de acordo com os dois principais subtipos histológicos: células não pequenas (CPCNP) e células pequenas (CPCP). Agora, estudo multicêntrico publicado online no periódico Thorax indica que sexo, tipo histológico e estágio ao diagnóstico também explicam as diferenças internacionais no cenário do câncer de pulmão.

Fatores de risco para disgeusia durante quimioterapia

disgeusiaEstudo transversal retrospectivo analisou os fatores de risco para disgeusia transquimioterápica em pacientes com câncer. Os resultados foram publicados no periódico Supportive Care in Cancer, em artigo que tem a estomatologista Cássia Nóbrega Malta como primeira autora.

Estimulação ovariana e câncer de mama, existe risco?

MAMA NET OKQual a associação entre o uso de medicamentos para estimulação ovariana e o risco de câncer de mama? Artigo de revisão sistemática e meta-análise mostra que não houve aumento significativo no risco de câncer de mama entre as mulheres tratadas com qualquer medicamento de estimulação ovariana, assim como não houve aumento significativo no risco de câncer de mama com o uso de citrato de clomifeno ou gonadotrofinas, isoladamente ou em combinação. A análise foi reportada por Beebeejaun et al. no periódico Fertility and Sterility.

Radioterapia adjuvante no câncer de próstata

Hanriot Net OKEstudo de coorte que avaliou mais de 26 mil pacientes com câncer de próstata de alto risco em um seguimento mediano de 8,16 anos concluiu que a radioterapia adjuvante deve ser considerada em homens com câncer de próstata com estadiamento T3/4, com linfonodos pélvicos positivos (pN1) ou escore de Gleason de 8 a 10, impactando significativamente na redução do risco de mortalidade. Os resultados estão em artigo de Anthony V. D´Amico e colegas, no Journal of Clinical Oncology (JCO), em acesso aberto. “Este estudo não somente é provocativo, como retrata bem que há que se escolher quem vai se beneficiar de radioterapia adjuvante ou de resgate”, analisa Rodrigo Hanriot (foto), coordenador do Serviço de Radioterapia do Hospital Alemão Oswaldo Cruz.

Câncer e consumo de álcool

buzaid 2021Qual a carga global de câncer atribuída ao uso de álcool? Artigo de Ramgay et. al. publicado 13 de julho no Lancet Oncology apresenta estimativas globais e regionais da carga de câncer associada ao consumo de álcool em 2020 para subsidiar políticas de controle do câncer em diferentes cenários. Os resultados estão em acesso aberto e mostram que tumores de esôfago, fígado e mama aparecem globalmente como os mais associados ao etilismo. “Não há dúvida que o álcool é cancerígeno e é um problema de saúde pública mundial. Como oncologistas, temos que orientar nossos pacientes e enfatizar que aqueles que desejam ingerir bebidas alcoólicas, devem fazê-lo o mínimo possível”, observa o oncologista Antonio Carlos Buzaid (foto), diretor médico geral da BP – A Beneficência Portuguesa de São Paulo.

Ácido folínico de resgate na neoplasia trofoblástica gestacional de baixo risco

braga 21 2Estudo publicado no periódico Gynecologic Oncology comparou os resultados de pacientes com neoplasia trofoblástica gestacional de baixo risco tratadas com metotrexato por 8 dias com dois regimes diferentes de ácido folínico. Antonio Braga (foto), Professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro e da Universidade Federal Fluminense, é autor sênior do trabalho realizado em colaboração com a Harvard Medical School.

Perspectiva dos oncologistas sobre atendimento odontológico no tratamento do câncer de cabeça e pescoço

daniel cohen 2021Artigo publicado no JCO Oncology Practice buscou entender as perspectivas de médicos envolvidos no tratamento do câncer em relação ao atendimento odontológico em pacientes com câncer de cabeça e pescoço, população com risco aumentado de complicações dentárias em longo prazo. Quem comenta é o estomatologista Daniel Cohen Goldemberg (foto), pesquisador do Instituto Nacional do Câncer (INCA).

Panorama genético do câncer de mama masculino

elizabeth fernando 2021Estudo multicêntrico liderado por pesquisadores do A.C.Camargo Cancer Center realiza uma revisão do conhecimento atual da base genética da linhagem germinativa do câncer de mama masculino e seu impacto no manejo dos pacientes e de suas famílias. Publicado no periódico Cancers, o artigo tem como autora sênior a oncologista Elizabeth Santana dos Santos; Fernando Campos é o primeiro autor do trabalho.

Associação de fadiga e resultados no câncer avançado

caponero 2019 bxOs participantes de estudos em oncologia com fadiga clinicamente significativa (do inglês, CSF) no baseline tiveram pior sobrevida e experimentaram mais eventos adversos em comparação com participantes sem CSF. Os resultados são de uma análise de quatro ensaios do SWOG e foram publicados no JCO Oncology Practice. "A fadiga é um sintoma presente em 80% dos pacientes durante o tratamento antineoplásico e, com o advento da terapia-alvo, passou a ser mais significativo do que náuseas, dor ou outros sintomas”, observa o Ricardo Caponero (foto), oncologista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz.

NALA: resultados em pacientes com câncer de mama HER2-positivo e metástases do sistema nervoso central

cristiano padua 2020 ok bxEm um subgrupo de pacientes com câncer de mama HER2-positivo e metástases do sistema nervoso central (SNC) previamente tratados com terapias anti-HER2, a combinação de neratinibe mais capecitabina foi associada a sobrevida livre de progressão prolongada e resultados do SNC em comparação com lapatinibe mais capecitabina. Os resultados de análise do estudo de fase III NALA foram publicados na The Oncologist, em artigo que tem o oncologista Cristiano de Souza Pádua (foto), do Hospital de Câncer de Barretos, como coautor.

Plasma convalescente e sobrevida em pacientes com câncer hematológico e COVID-19

carlos chiatonne bxA terapia com plasma convalescente está associada a melhores resultados em pacientes hospitalizados com COVID-19 e câncer hematológico? Estudo de coorte com 966 participantes sugere um potencial benefício de sobrevida na administração de plasma convalescente nessa população de pacientes. Os resultados foram publicados no JAMA Oncology. "Embora retrospectivo e sem detalhamento do momento da doença em que o plasma hiperimune foi utilizado, o artigo traz mais uma evidência da possível uitilidade da estratégia", avalia o hematologista Carlos Chiattone (foto), professor titular da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo e coordenador do Núcleo de Onco-Hematologia do Hospital Samaritano.

Consumo de carne vermelha e mutações associadas a danos no DNA em pacientes com câncer colorretal

alexandre palladino inca bxPela primeira vez, um estudo identificou uma assinatura mutacional alquilante nas células do cólon vinculada ao consumo de carne vermelha e às mutações causadoras do câncer. "Sem dúvida é um dado importante e abre possibilidade para abordagens promissoras em prevenção e diagnóstico precoce", observou Alexandre Palladino (foto), chefe da oncologia clínica do Hospital do Câncer I (INCA). O trabalho foi publicado na Cancer Discovery, periódico da American Association for Cancer Research (AACR).

FDA aprova enfortumab vedotin no câncer urotelial avançado

approved NET OKA agência reguladora norte-americana Food and Drug Administration (FDA) aprovou dia 9 de julho o registro regular de enfortumab vedotin (PADCEV®), além da expandir a indicação do novo agente, um conjugado anticorpo-droga que representa a primeira e única terapia aprovada pelo FDA para pacientes com câncer urotelial inelegíveis a cisplatina e que receberam uma ou mais linhas de tratamento. A decisão do FDA é baseada nos resultados de sobrevida global do ensaio EV-301, que demonstrou a superioridade de enfortumab vedotin frente à quimioterapia nessa população de pacientes.

MRI no rastreamento do câncer de próstata

oliver clarosArtigo de M Eklund e colegas publicado na New England Journal of Medicine discute a biópsia orientada por ressonância magnética (MRI) no contexto do rastreamento do câncer de próstata1. Os resultados mostraram que a estratégia não foi inferior à biópsia padrão e resultou em menos detecção de câncer sem significância clínica.  "O estudo reforça o conhecimento atual de que a biópsia randômica tem acurácia inferior em relação a biópsias guiadas por fusão de imagens de Ultrassonografia e Ressonância Multiparamétrica de Próstata", destaca Oliver Rojas Claros (foto), urologista do Hospital Israelita Albert Einstein.

Resultados e fatores prognósticos de pacientes hospitalizados com covid-19 e câncer

guilherme nader marta bxO oncologista Guilherme Nadar Marta (foto) é primeiro autor de estudo que buscou avaliar os fatores prognósticos de mortalidade em pacientes hospitalizados com diagnóstico de câncer e COVID-19 no Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (ICESP). “Esta é a maior coorte latino-americana para avaliar as características, determinantes de mortalidade e desfechos clínicos nessa população de pacientes”, destacam os autores, em artigo publicado no JCO Global Oncology.

ORIENT-32: novo regime mostra benefício como primeira linha no carcinoma hepatocelular

Duilio Rocha 2020 ok 2A China tem alta carga de carcinoma hepatocelular e a infecção pelo vírus da hepatite B (HBV) é o principal fator causal. A assertiva é de pesquisadores do ensaio de Fase II/III ORIENT-32, que reportaram no Lancet Oncology os resultados do anti PD-1 sintilimabe combinado a bevacizumabe biossimilar (IBI305) versus sorafenibe como tratamento de primeira linha em pacientes com carcinoma hepatocelular irressecável associado ao HBV. O oncologista Duilio Rocha Filho (foto), chefe do Serviço de Oncologia Clínica do Hospital Universitário Walter Cantídio (UFC-CE) e membro da diretoria do Grupo Brasileiro de Tumores Gastrointestinais (GTG).

OMS atualiza recomendações para triagem e tratamento do câncer cervical

jesus carvalho 21 bxMuitas mulheres em todo o mundo - principalmente as mais pobres - continuam a morrer de câncer cervical, um tumor que pode ser prevenido e tratado. O alerta foi reforçado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) no último dia 6 de julho, com o lançamento de um novo guideline para triagem e tratamento do câncer cervical. Quem comenta as diretrizes atualizadas é Jesus Paula Carvalho (foto), coordenador da equipe de ginecologia do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (ICESP).

Tratamento do câncer de próstata avançado e função cognitiva

funcao cognitiva bxEstudo de coorte avaliou a função cognitiva de homens que receberam entre uma e quatro linhas de tratamentos para câncer de próstata avançado. Afinal, existe impacto de docetaxel, enzalutamida, abiraterona ou radio 223 na função cognitiva desses pacientes? Resultados reportados no Jama Network Open dia 2 de julho mostram que não.


Publicidade
NEXT FRONTIERS 2021
Publicidade
MERCK
Publicidade
SANOFI
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
300x250 ad onconews200519