20062021Dom
AtualizadoQui, 17 Jun 2021 6pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

Kit de coleta de linfonodos e resultados de sobrevida no câncer de pulmão

ricardo terra bxUm kit de coleta de linfonodos pode ajudar os cirurgiões a obter uma ressecção completa e melhorar a sobrevida a longo prazo após a cirurgia de câncer de pulmão com intenção curativa. É o que mostra estudo de Smeltzer et al. reportado no Journal of Thoracic Oncology Clinical and Research Reports, publicação da Associação Internacional para o Estudo do Câncer de Pulmão (IASLC). Ricardo Terra (foto), professor associado da Faculdade de Medicina da USP e chefe da Divisão de Oncologia Torácica Cirúrgica do ICESP, comenta os resultados.


Tamoxifeno e densidade mamográfica

Nazario NET OKO tratamento com tamoxifeno previne o câncer de mama em mulheres de alto risco e reduz a mortalidade no cenário adjuvante. "Testamos se doses mais baixas de tamoxifeno foram não-inferiores para reduzir a densidade mamográfica e se foram associadas a menos sintomas", analisa artigo de Mikael Eriksson e colegas, publicado no JCO. O mastologista Afonso Nazário (foto), da EPM-Unifesp, analisa criticamente os resultados e observa que a utilização de baixas doses de tamoxifeno na quimioprevenção do câncer de mama é uma proposta atraente, mas ainda carece de ensaios clínicos com seguimento prolongado.

SOLO2: terapia de manutenção no câncer de ovário revidivado BRCAm

elias abdo bxAnálise final do estudo SOLO2/ENGOT-Ov21 demonstrou que olaparibe (Lynparza®, Astrazeneca) proporcionou uma mediana de benefício de sobrevida global de 12,9 meses em comparação com placebo em pacientes com câncer de ovário recidivado sensível à platina e mutação BRCA1/2. Os resultados foram publicados no Lancet Oncology, em artigo que tem o oncologista Elias Abdo (foto), chefe do Serviço de Oncoginecologia Clínica do ICESP-HCFMUSP e Oncologia D`Or, como um dos autores.

CTCs como fator prognóstico no câncer colorretal metastático

Virgilio ASCOGI NET OKO oncologista Virgílio Souza (foto), médico do A.C.Camargo Cancer Center, é o primeiro autor de estudo prospectivo que avaliou as células tumorais circulantes (CTCs) como potencial marcador prognóstico no câncer colorretal metastático (CCRm). O trabalho foi publicado no periódico Diagnostics, como parte da edição especial ‘A Novel Class of Biomarkers: Novelties and Criticisms about Liquid Biopsy in Solid Tumors’. A pesquisadora Ludmilla Domingos Chinen é a orientadora do trabalho.

Biópsia líquida, redes sociais e câncer de pulmão em tempos de COVID-19

marcos andre 21 bxA análise genômica do DNA livre de células plasmáticas (cfDNA) permite a caracterização remota do genoma do câncer. É o que motiva estudo liderado por pesquisadores do Dana-Farber Cancer Institute em busca de abordagens de biópsia líquida para estudar remotamente a resistência terapêutica em pacientes com câncer de pulmão não pequenas células metastático ALK-positivo. Quem comenta o trabalho é o oncologista Marcos André Costa (foto), do Hospital Alemão Oswaldo Cruz.

Impacto da pandemia da COVID-19 em idosos com câncer

isabella vernaglia bxA oncogeriatra Isabella Gattás Vernaglia (foto), médica do ICESP e do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, é primeira autora de estudo que buscou avaliar o impacto da pandemia de COVID-19 na saúde física e psicológica no tratamento de pacientes ambulatoriais idosos com câncer. Os resultados foram publicados no Journal of Geriatric Oncology. Theodora Karnakis, coordenadora de oncogeriatria das institutições, é a autora sênior do trabalho.

Bloqueio concomitante de EGFR/BRAF/MEK no adenocarcinoma pulmonar metastático

Mauricio Ribeiro bxO oncologista Maurício Ribeiro (foto), do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, é primeiro autor de relato de caso que descreve a experiência da terapia combinada com dabrafenibe, trametinibe e osimertinibe no resgate de um paciente com adenocarcinoma de pulmão avançado EGFR mutado que desenvolveu a mutação BRAF V600E como um dos mecanismos de resistência ao tratamento de segunda linha com osimertinibe. O trabalho foi publicado no npj Precision Oncology, periódico do Grupo Nature, em artigo que tem a pesquisadora Franciele Hinterholz Knebel como coprimeira autora.

Eficácia dos inibidores de checkpoint em idosos com câncer renal metastático

daniel araujo bxIdosos com carcinoma de células renais metastático (CCRm) são subrepresentados em ensaios clínicos com inibidores de checkpoint imune (ICI). Agora, uma análise multicêntrica comparou a eficácia do tratamento com ICIs entre pacientes com CCRm idosos e mais jovens, e demonstrou resultados semelhantes de sobrevida global, tempo até falha do tratamento e tempo até o próximo tratamento. O trabalho foi publicado no Journal of Geriatric Oncology, em artigo que tem como primeiro autor o oncologista Daniel Vilarim Araújo (foto), chefe do serviço de oncologia clínica do Hospital de Base, em São José do Rio Preto, SP.

Cirurgia axilar após endocrinoterapia neoadjuvante no câncer de mama RE+, HER2-

Estudo publicado no Annals of Surgical Oncology discute a necessidade de cirurgia axilar em pacientes RE+, HER-2-negativo que realizaram endocrinoterapia neoadjuvante, em duas coortes de pacientes com câncer de mama cT1-4N0-1M0 . Quem comenta os resultados é o mastologista Silvio Bromberg (foto), médico cirurgião do Centro de Oncologia do Hospital Israelita Albert Einstein e da BP - A Beneficência Portuguesa de São Paulo. Ouça, em mais um PODCAST ONCONEWS.

FDA aprova pembrolizumabe para câncer de esôfago ou GEJ

aprovado 2019 net okA agência norte-americana Food and Drug Administration (FDA) aprovou o uso de pembrolizumabe (Keytruda®, MSD) em combinação com platina e quimioterapia à base de fluoropirimidina para pacientes com câncer de esôfago metastático ou localmente avançado ou tumores de junção gastroesofágico (GEJ) em pacientes que não são candidatos a ressecção cirúrgica ou quimiorradioterapia.

Estudo japonês compara duas gerações de tratamento no câncer de pulmão

Pulm o 2017 NET OKQual a taxa de sobrevida em 10 anos para pacientes com câncer de pulmão não pequenas células irressecável estágio III tratados com quimiorradioterapia curativa, com regimes de segunda e terceira geração? Ensaio clínico randomizado de Fase III com 440 pacientes randomizados para 3 grupos de tratamento mostra que as probabilidades de sobrevida em 10 anos foram de 13,6 %, 7,5% e 15,2%.“Este estudo contribui com dados de controle históricos para comparar resultados de longo prazo em futuros ensaios clínicos de quimiorradioterapia”, reportam os autores, em artigo no Jama Oncology.

Câncer de pulmão e risco genético

Pulmão NGS NET OKEmbora o risco de câncer de pulmão seja influenciado por fatores ambientais e estilo de vida, estima-se que 18% dos casos sejam associados a variantes genéticas hereditárias. Estudo de Liu et al. publicado em acesso aberto na NPJ Precision Oncology investigou como variantes genéticas podem contribuir para aumentar o risco de câncer de pulmão.

CCC19: fatores clínicos, tratamento oncológico e gravidade da COVID-19 em pacientes com câncer

Gilberto Lopes 2019Entre 4.966 pacientes com câncer diagnosticados com COVID-19, 58% foram hospitalizados e 14% morreram em 30 dias. Os resultados são de estudo de coorte observacional retrospectivo do COVID-19 and Cancer Consortium (CCC19) publicado no Annals of Oncology, em artigo que tem o oncologista brasileiro Gilberto Lopes (foto) como autor sênior. "Um ano após o começo da pandemia, agora temos dados suficientes para informar nossas decisões em relação a pacientes com câncer e infecção pelo novo coronavírus", destaca Lopes. 

Privação socioeconômica e resultados de câncer em participantes de estudos clínicos

equidade saude 21 bxO acesso inicial ao tratamento de qualidade para o câncer, representado pela participação em um ensaio clínico, é insuficiente para eliminar as disparidades de resultados relacionados à privação socioeconômica. A conclusão é de estudo do SWOG Cancer Research Network publicado no Journal of Clinical Oncology (JCO). “Políticas para mitigar as diferenças socioeconômicas nos resultados do câncer devem enfatizar o acesso aos serviços de tratamento do câncer além da terapia inicial”, salientam os autores.

Anvisa aprova cemiplimabe no carcinoma basocelular localmente avançado e metastático

approved NET OKA Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o inibidor de PD-1 cemiplimabe (Libtayo®, Sanofi) para o tratamento de pacientes com carcinoma basocelular avançado (CBC) previamente tratados com um inibidor da via de hedgehog (HHI) ou para quem um HHI não é apropriado. A aprovação foi publicada no Diário Oficial da União no dia 22 de março.

Prognósticos de sobrevida no seminoma metastático

flavio carcano 21 bxA classificação do International Germ-Cell Cancer Collaborative Group (IGCCCG) foi um grande avanço no manejo de tumores de células germinativas, baseada em dados de 660 pacientes com seminoma tratados entre 1975 e 1990. “Nós reavaliamos essa classificação em um banco de dados de um grande consórcio internacional”, sustentam Beyer et al. em artigo no JCO, com resultados que propõem uma nova classificação somando lactato desidrogenase como fator prognóstico. O oncologista Flavio Mavignier Carcano (foto), docente do curso de Medicina e Diretor Acadêmico na Faculdade de Ciências da Saúde de Barretos Dr. Paulo Prata – FACISB, analisa o trabalho.

Rastreio de metástases pulmonares na neoplasia trofoblástica gestacional

braga 21 bxAntonio Braga (foto), professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e da Universidade Fluminense (UFF), é primeiro autor de editorial do British Journal of Cancer (BJC) que discute o rastreio inicial de metástases pulmonares na neoplasia trofoblástica gestacional (NTG), no esteio dos resultados publicados por Parker et al. “A TC de tórax não influencia o resultado geral do tratamento ou o tempo para remissão. Assim, endossamos a recomendação da Federação Internacional de Ginecologia e Obstetrícia (FIGO) de que o rastreamento de metástases na NTG deve ser feito com radiografia de tórax”, reforça o editorial.

Tendências na incidência do câncer de tireoide em 25 países

adalberto ok bxEstudo de base populacional realizado por pesquisadores da Agência Internacional de Pesquisa sobre o Câncer (IARC) apresenta um panorama da incidência de câncer de tireoide por subtipo histológico, em uma análise que envolve 25 países. O trabalho liderado pelo brasileiro Adalberto Miranda-Filho (foto) em parceria com colegas do Centro di Riferimento Oncologico di Aviano (Italy) e da Organização Mundial da Saúde foi publicado no Lancet Diabetes & Endocrinology. "Este é o primeiro estudo a fornecer uma avaliação global da epidemiologia dos principais subtipos histológicos do câncer de tireoide", destacam os autores.

Tecido glandular residual da mama após mastectomia

Revisão sistemática publicada no Annals of Surgical Oncology buscou localizar e/ou estimar a quantidade de tecido glandular mamário residual (rBGT) após a mastectomia, além de identificar fatores possivelmente relacionados com rBGT e/ou doença residual. Quem discute os resultados do trabalho é o mastologista Silvio Bromberg (foto), cirurgião do Centro de Oncologia do Hospital Israelita Albert Einstein e da BP - A Beneficência Portuguesa de São Paulo. Ouça, em mais um PODCAST ONCONEWS. 


Publicidade
NEXT FRONTIERS 2021
Publicidade
MERCK
Publicidade
SANOFI
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
300x250 ad onconews200519