09072020Qui
AtualizadoQua, 08 Jul 2020 6pm

Conheça o Podcast Onconews no Spotfy

Retrospectiva 2019 e os destaques do panorama GU

sistema gu bxEm 2019, estudos que tiveram impacto na prática clínica da oncologia geniturinária (GU) e reforçaram evidências no ambiente de pesquisa clínica estão entre os top 10 do panorama GU.

No câncer renal metastático, diferentes esquemas de combinação se mantiveram como tendência em 2019 e apresentaram resultados que começam a reformular o cenário de tratamento. É o caso da associação de axitinibe e do anti PD-1 pembrolizumabe (KEYNOTE 426)1, da combinação de ipilimumabe e nivolumabe (CHECKMATE-214)2 na primeira linha de tratamento e da combinação de axitinibe e avelumabe (JAVELIN 101)3.

Nova análise do CARMENA trial4 voltou a discutir nefrectomia citorredutora (NC) upfront no câncer renal metastático, agora com o objetivo de identificar quais pacientes ainda poderiam se beneficiar da NC seguida de tratamento sistêmico, especialmente no grupo de risco intermediário (critérios do International Metastatic Renal Cell Cancer Database Consortium – IMDC e do Memorial Sloan-Kettering Cancer Center - MSKCC). Após acompanhamento pela mediana de 61,5 meses, a sobrevida global pela análise por intenção de tratar foi de 15,6 vs 19,8 meses, confirmando que sunitinib isoladamente não é inferior à cirurgia de nefrectomia citorredutora seguido de sunitinib em pacientes com risco intermediário e alto pelos escores MSKCC e IMDC. No entanto, os resultados sugerem que para pacientes com apenas um fator de risco IMDC, a nefrectomia citorredutora pode trazer benefícios em casos selecionados.

No câncer de próstata, novos agentes hormonais apresentaram resultados practice changing mostrando ganho de sobrevida no cenário da doença metastática hormônio sensível (ENZAMET5 e TITAN6), além de análises de qualidade de vida em pacientes com câncer de próstata não metastático resistente a castração (ARAMIS)7.

Destaque em Sessão Plenária da 55ª ASCO, o estudo ENZAMET mostrou que enzalutamida teve impacto na sobrevida. Em três anos, 80% estavam vivos versus 72% dos que receberam exclusivamente antiandrógenos não esteroidais. Os resultados foram publicados na New England Journal of Medicine (DOI: 10.1056/NEJMoa1903835). Também na doença metastática hormônio sensível, apalutamida ampliou as opções de tratamento. Resultados apresentados em sessão oral na ASCO 2019 mostram que a adição de apalutamida à terapia de privação androgênica (ADT) aumentou significativamente a sobrevida global, com redução de 33% no risco de morte (HR = 0,67; IC 95%, 0,51-0,89; P = 0,0053)  e  redução de  52% no risco de progressão radiográfica (HR = 0,48; 95% CI, 0,39-0,60; P <0,0001).

Celebrado por representar um marco da oncologia personalizada no câncer de próstata, o estudo ProFound8 integra a lista dos destaques de 2019, com dados do inibidor de PARP olaparibe em pacientes com mutação germline. Olaparibe atrasou a progressão do câncer em cerca de quatro meses na comparação com os novos agentes hormonais (enzalutamida ou acetato de abiraterona) em pacientes com doença metastática previamente tratados e com tumores que apresentam falha nos principais genes de reparo do DNA. Resultados preliminares indicam que o tratamento prolongou a sobrevida global em mais de três meses.

O estudo RADICALS9 também merece lugar entre os highlights do ano. Os resultados apresentados no ESMO`19 mostram que homens com câncer de próstata localizado com alto risco de recorrência podem ser poupados de radioterapia adjuvante. Em um seguimento médio de cinco anos, a sobrevida livre de progressão foi de 85% no grupo de radioterapia e de 88% no grupo de observação (HR 1,10; 95% CI, 0,81-1,49; p = 0,56). “Os resultados indicam que a radioterapia é igualmente eficaz se é administrada logo após a cirurgia ou posteriormente a homens com doença recorrente”, explicou Chris Parker, do Royal Marsden NHS Foundation Trust, primeiro autor do estudo. “Agora, há um forte argumento de que a observação deve ser a abordagem padrão após a cirurgia. A radioterapia só deve ser usada se houver recorrência, concluiu”.

No câncer urotelial, estudo Fase II com o anticorpo droga-conjugado enfortumab-vedotin apresentou dados encorajadores na ASCO 2019, com taxa de resposta objetiva de 44% em uma primeira coorte de pacientes10. Enfortumab vedotin tem como alvo a Nectina-4, proteína encontrada em 97% dos tumores uroteliais, incluindo câncer de bexiga (90% dos casos), uretra, ureteres, pelve renal e órgãos adjacentes. Um total de 12% dos pacientes apresentou resposta completa, sem sinais detectáveis de câncer.

Outro destaque foi o estudo IMvigor13011, o primeiro a testar a combinação de quimioterapia e imunoterapia em pacientes com câncer urotelial elegíveis e inelegíveis para quimioterapia. Os resultados foram apresentados na ESMO 2019 e abrem novas perspectivas terapêuticas. “Esta é uma nova opção para o tratamento inicial de pacientes com câncer urotelial metastático”, disse o autor do estudo, Enrique Grande, do MD Anderson Cancer Center.

O conteúdo foi revisado pelo oncologista clínico Diogo Bastos, chair do LACOG-GU.

Referências:

1 - Pembrolizumab plus Axitinib versus Sunitinib for Advanced Renal-Cell Carcinoma - Brian I. Rini et al., for the KEYNOTE-426 Investigators* - N Engl J Med 2019; 380:1116-1127 - DOI: 10.1056/NEJMoa1816714

2 - Nivolumab plus ipilimumab versus sunitinib in first-line treatment for advanced renal cell carcinoma: extended follow-up of efficacy and safety results from a randomised, controlled, phase 3 trial – Robert j Motzer et al. - Published:August 16, 2019 DOI:https://doi.org/10.1016/S1470-2045(19)30413-9

3 - Avelumab plus Axitinib versus Sunitinib for Advanced Renal-Cell Carcinoma - Robert J. Motzer, M.D., et al. - N Engl J Med 2019; 380:1103-1115
DOI: 10.1056/NEJMoa1816047

4 - Cytoreductive nephrectomy (CN) in metastatic renal cancer (mRCC): Update on Carmena trial with focus on intermediate IMDC-risk population – Arnaud Mejean et al - DOI: 10.1200/JCO.2019.37.15_suppl.4508 Journal of Clinical Oncology 37, no. 15_suppl (May 20, 2019) 4508-4508. - Published online May 26, 2019.

5 - Enzalutamide with Standard First-Line Therapy in Metastatic Prostate Cancer - Ian D. Davis, M.B., B.S., Ph.D., et al., for the ENZAMET Trial Investigators and the Australian and New Zealand Urogenital and Prostate Cancer Trials Group* - N Engl J Med 2019; 381:121-131 - DOI: 10.1056/NEJMoa1903835

6 - Apalutamide for Metastatic, Castration-Sensitive Prostate Cancer - Kim N. Chi, M.D., et al.,  for the TITAN Investigators* - N Engl J Med 2019; 381:13-24 - DOI: 10.1056/NEJMoa1903307

7 - Darolutamide in Nonmetastatic, Castration-Resistant Prostate Cancer - Karim Fizazi, M.D., et al., - for the ARAMIS Investigators* - N Engl J Med 2019; 380:1235-1246 - DOI: 10.1056/NEJMoa1815671

8 - 1. Hussain M, Mateo J, Fizazi K, et al: PROfound: Phase 3 study of olaparib versus enzalutamide or abiraterone for metastatic castration-resistant prostate cancer with homologous recombination repair gene alterations. 2019 ESMO Congress. Abstract LBA12_PR. Presented September 30, 2019.

9 - Radiation Therapy and Androgen Deprivation Therapy in Treating Patients Who Have Undergone Surgery for Prostate Cancer (RADICALS) - ClinicalTrials.gov Identifier: NCT00541047

10 - Pivotal Trial of Enfortumab Vedotin in Urothelial Carcinoma After Platinum and Anti-Programmed Death 1/Programmed Death Ligand 1 Therapy – Jonathan E. Rosenberg et al - DOI: 10.1200/JCO.19.01140 Journal of Clinical Oncology 37, no. 29 (October 10, 2019) 2592-2600. - Published online July 29, 2019.

11 - Grande E, Galsky M, Arranz-Arija JA, et al: IMvigor130: Efficacy and safety from a phase 3 study of atezolizumab as monotherapy or combined with platinum-based chemotherapy versus placebo and platinum-based chemotherapy in previously untreated advanced or metastatic urothelial carcinoma. 2019 ESMO Congress. Abstract LBA14_PR. Presented September 30, 2019.

 


Publicidade
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
banner_janssen2016_300x250_v2.jpg
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
Astrazeneca
Publicidade
300x250 ad onconews200519