DENIZAR NET OKDenizar Viana (foto), coordenador de Centro de Excelência em Avaliação Econômica e Análise de Decisão da ProVac Network, da Organização Panamericana de Saúde (OPAS), destaca a importância do uso racional de testes moleculares no diagnóstico e tratamento do câncer.

Em cenários clínicos de uso recomendado da pesquisa das mutações genéticas para fins de terapia medicamentosa, os médicos prescritores solicitam de forma empírica os testes mais prováveis para o caso específico, mas em geral este processo é pouco eficiente, gerando custos agregados.

Frampton e colaboradores propuseram plataformas que tornam o processo mais eficiente, como Next-Generation Sequencing (NGS)1. NGS é uma tecnologia de sequenciamento de DNA que incorpora de forma sequencial os marcadores tumorais e, em tese, otimiza o diagnóstico, ao evitar o processo empírico (tentativa e erro).

Estudos de custo-efetividade realizados no Brasil têm avaliado o uso de NGS versus os testes com marcadores tumorais de forma isolada para otimizar o diagnóstico e terapia-alvo do câncer2. Neste estudo, os autores identificaram probabilidade de diagnóstico correto com NGS (soma de casos verdadeiramente positivos e negativos) de 96.3% versus 68%. Estes estudos orientam o uso racional do recurso e evitam desperdícios para o sistema de saúde.

Referências:

1 - Frampton GM et al. Development and validation of a clinical cancer genomic profiling test based on massively parallel DNA sequencing. Nat Biotechnol. 2013; 31(11): 1023–1031.

2 - Schluckebier L, Caetano R, Aran V, Ferreira CGM. Cost-effectiveness analysis comparing companion diagnostic tests for EGFR, ALK and ROS-1 versus nextgeneration sequence (NGS) in advanced adenocarcinoma lung cancer patients. J Clin Oncol. 2017;35(suppl; abst 9068).