21052022Sáb
AtualizadoSex, 20 Maio 2022 7pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

Brotamento tumoral como biomarcador prognóstico no câncer de cólon

augusto cangucu bxAnálise post-hoc do estudo IDEA-France indica que duas categorias de brotamento tumoral, as categorias B2 e B3, estão fortemente associadas à sobrevida livre de doença e sobrevida global no câncer de colon estágio III. Os resultados foram reportados online por Basile et al. no Annals of Oncology. Augusto Canguçu (foto), oncologista no Hospital Aliança e na Oncologia D'Or em Salvador, Bahia, comenta os resultados.

Nesta análise foram avaliadas lâminas de tecido de 1048 pacientes com câncer de colon estágio III. O brotamento tumoral ou tumor budding (Bd) foi pontuado por revisão central considerando os critérios da Conferência Internacional de Consenso de Brotação de Tumores de 2016 (ITBCC 2016) e classificado como Bd1 (0-4 brotos/0,785 mm2), Bd2 (5-9 brotos) e Bd3 (≥10 brotos). A sobrevida livre de doença (SLD) e a sobrevida global (SG) foram analisadas pelo teste log-rank. As características clinicopatológicas e o Immunoscore® foram correlacionados com o Bd. 

Resultados

No geral, Bd1, Bd2 e Bd3 foram observados em 39%, 28% e 33% dos casos de câncer de colon, respectivamente. Bd2 e Bd3 foram associados com invasões vasculares (P = 0,002) e perineural (P = 0,0009). As taxas de SLD em 3 anos e SG em 5 anos para Bd (1 versus 2-3) foram de 79,4% versus 67,2% (P = 0,001) e 89,2% versus 80,8% (P = 0,001), respectivamente. Isso foi confirmado após o ajuste para características clínico-patológicas relevantes para SLD (HR, 1,41; IC 95%, 1,12 a 1,77; P = 0,003) e SG (HR, 1,65; IC 95% 1,22 a 2,22; P = 0,001). “Quando combinado com o estágio pTN e os subgrupos Immunoscore®, o Bd melhorou significativamente o prognóstico da doença”, descreve a publicação.

Em conclusão, Bd demonstrou seu valor prognóstico independente para SLD e SG. Diante desses achados, os autores sustentam que Bd pelo ITBCC 2016 deve ser obrigatório em todos os laudos de patologia em pacientes com câncer de colon estágio III. “Bd e Immunoscore® podem desempenhar um papel complementar na assistência médica personalizada neste cenário”, destacam.

Canguçu observa que essa análise post-hoc do estudo IDEA-France reforça o papel do tumor budding como importante estratificação prognóstica dos pacientes com adenocarcinoma de cólon, visto que maior número de budding foi relacionado a invasões vasculares (P = 0,002) e perineural (P = 0,0009). “Em outro subgrupo de pacientes, os com estágio II, o budding grau 3 não é isoladamente um fator decisivo para indicação de quimioterapia adjuvante. Acredito que em breve a intensificação do tratamento adjuvante em câncer de colon seja refinada usando achados patológicos, como o budding, associados ao monitoramento de marcadores (ex.: células tumorais circulantes); outras análises deverão ser realizadas e validadas neste intuito”, conclui Canguçu. 

Referências: D. Basile et al. Tumor budding is an independent prognostic factor in stage III colon cancer patients: A post-hoc analysis of the IDEA-France phase III trial (PRODIGE-GERCOR). Annals of Oncology. Published:March 16, 2022 DOI:https://doi.org/10.1016/j.annonc.2022.03.002


Publicidade
KITE PHARMA
Publicidade
NOVARTIS
Publicidade
https://xperienceforumoncologia21.com.br/
Publicidade
SANOFI
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
300x250 ad onconews200519