ASCO GU 2019

FIZAZI ASCOGU 2019 NET OKUm dos destaques do programa científico do primeiro dia da ASCO GU foi a apresentação da análise final do LATITUDE, estudo Fase III com pacientes recém diagnosticados com câncer de próstata metastático sensível à castração tratados com abiraterona (Zytiga®) e terapia de privação androgênica (ADT). Em apresentação oral, Karim Fizazi (foto), primeiro autor do estudo, mostrou que a análise final confirmou o ganho significativo de sobrevida com abiraterona nessa população de pacientes.

RIM CAPA NET OKDados atualizados do estudo Keynote-426 serão apresentados no ASCO GU 2019, mostrando a eficácia e segurança da combinação de axitinibe e do anti PD-1 pembrolizumabe como primeira linha de tratamento no câncer renal avançado. "São resultados empolgantes", disse o primeiro autor, Thomas Powles, do Barts Cancer Institute em Londres, Inglaterra.

BALANCO PROSTATA bx ASCOGUEstudo de Fase II apontado entre os destaques do ASCO-GU 2019 apresenta dados atualizados de lutécio-177 (177Lu)-PSMA-617 (LuPSMA) em pacientes com câncer de próstata metastático resistente a castração. LuPSMA é uma molécula radiomarcada que se liga com alta afinidade ao antígeno de membrana específico da próstata (PSMA), possibilitando a entrega direcionada da radiação (Abstract 228).

Brancos e Negros NET OKAfroamericanos têm maior mortalidade por câncer de próstata metastático resistente a castração (mCPRC) comparados aos caucasianos, mas podem ter melhor resposta ao tratamento com abiraterona ou enzalutamida. É o que mostram resultados de estudo que promete concentrar as atenções no ASCO GU 2019, em apresentação de Megan McNamara, professora da Faculdade de Medicina da Universidade de Duke, Carolina do Norte.