24112020Ter
AtualizadoSeg, 23 Nov 2020 9pm

Conheça o Podcast Onconews no Spotfy

Resultados animadores do estudo PALOMA-1

Nota7_Diversos_Richard_Finn_1_OK.jpgA Pfizer anunciu os resultados do estudo PALOMA-1, randomizado, fase 2, que avaliou o medicamento palbociclib (PD-0332991) em combinação com o letrozol para o tratamento de mulheres na pós-menopausa com câncer de mama localmente avançado ou metastático receptor de estrogênio positivo (ER +), HER2-. 

Os dados foram apresentados por Richard S. Finn, professor associado de medicina na Universidade da Califórnia, Los Angeles (UCLA), na Congresso Anual da Associação Americana de Pesquisa do Câncer (AACR), em San Diego, EUA, no início de abril.

O PALOMA-1 (também conhecido como Estudo 1003 e TRIO-18) é um estudo multicêntrico que conta com a participação de 101 centros participantes. Realizado em colaboração com Jonsson Cancer Center’s Revlon/UCLA Women’s Cancer Research Program, o estudo foi desenhado para avaliar a sobrevida livre de progressão em mulheres na pós-menopausa com câncer de mama avançado ER +, HER2- que receberam palbociclib (125mg uma vez ao dia em três a cada quatro semanas, em ciclos repetidos) em combinação com o letrozol contra letrozol sozinho (2,5 mg uma vez por dia em um regime contínuo). O estudo foi dividido em duas partes. Na primeira, foram inscritos 66 pacientes com câncer de mama avançado ER +, HER2-. A segunda parte do estudo recrutou mais 99 pacientes cujos tumores foram selecionados para a presença de biomarcadores: amplificação de ciclina D1 e/ou perda da proteína p16.

O estudo atingiu o seu endpoint primário ao prolongar significativamente a sobrevida livre de progressão, em comparação com letrozol em monoterapia. Para as mulheres tratadas com a combinação, a mediana de PFS foi de 20,2 meses em comparação com 10,2 meses em mulheres que receberam apenas o letrozol (HR = 0,488 [95% CI: 0,319, 0,748]; p = 0,0004).

A mediana de sobrevida global (OS) de 37,5 meses também favoreceu o braço da combinação contra 33,3 meses para aqueles que receberam apenas letrozol, uma diferença de 4,2 meses (HR = 0,813, 95% CI: 0,492, 1,345).
A combinação de palbociclib e letrozol foi bem tolerada e o perfil de segurança consistente com os dados anteriormente relatados. Os eventos adversos mais comuns no braço da combinação foram neutropenia, leucopenia, fadiga e anemia. A neutropenia observada com a combinação neste estudo foi não-cumulativa e clinicamente controlável. Não houve casos de neutropenia febril em nenhum dos braços do estudo.

Em abril de 2013 o Palbociclib recebeu a designação Breakthrough Therapy do FDA para o tratamento inicial de mulheres com câncer de mama avançado ou metastático ER+, HER2-. A designação se baseou em dados provisórios do estudo PALOMA-1, mas o medicamento ainda não foi aprovado pelas autoridades reguladoras para qualquer indicação, em nenhum mercado.


Publicidade
banner pfizer 2018 institucional 300x250px
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
Astrazeneca
Publicidade
IBCC
Publicidade
300x250 ad onconews200519