01122020Ter
AtualizadoSeg, 30 Nov 2020 1am

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

ELCC 2018 e os destaques da oncologia torácica

logo elcc 2018 NET OKRealizado de 11 a 14 de abril em Genebra, o European Lung Cancer Congress (ELCC) 2018 não trouxe propriamente grandes surpresas. Em sua oitava edição, o ELCC mais uma vez destacou os inibidores de checkpoint imune na oncologia torácica, agora em estudos que exploram diferentes combinações. O programa científico também apresentou novos dados sobre a implementação do rastreamento no câncer de pulmão, assim como contemplou estudos que ilustram os avanços e desafios da biologia molecular, sem esquecer das perspectivas inauguradas com a chamada biópsia líquida.

Entre os destaques, as promessas de biomarcadores no mesotelioma pleural maligno (MPM), indicando pacientes com potencial de responder ao tratamento com nintedanibe e melhorar os resultados de sobrevida livre de progressão e sobrevida global. É o que sugere uma análise exploratória do estudo randomizado de fase II-III LUME-Meso, apresentada em Genebra.

Outro highlight do programa científico foi o estudo chinês de Zhang e colegas, do Shanghai Chest Hospital, que apresentaram uma análise retrospectiva indicando que a presença de 2 ou mais mutações de EGFR alterou a eficácia do tratamento com TKIs de primeira geração em pacientes com câncer de pulmão.

Leia mais: Biomarcadores são promessa no mesotelioma

Mutações e resposta a TKIs no câncer de pulmão
 


Publicidade
banner pfizer 2018 institucional 300x250px
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
banner_janssen2016_300x250_v2.jpg
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
Astrazeneca
Publicidade
IBCC
Publicidade
300x250 ad onconews200519