25052022Qua
AtualizadoTer, 24 Maio 2022 1pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

Parâmetros histopatológicos diferenciais em metástases hepáticas do câncer colorretal

Colorretal OK NET OK ASCO 2016Os padrões de crescimento histopatológico (HGPs) das metástases hepáticas do câncer colorretal (CRCLM) podem afetar a sensibilidade aos antiangiogênicos. Estudo buscou avaliar as diferenças nos parâmetros histopatológicos de resposta de pacientes submetidos à ressecção de metástases hepáticas de acordo com o uso de bevacizumabe ou cetuximabe como terapias alvo de primeira linha, bem como explorar o papel prognóstico e preditivo dos padrões de crescimento histopatológico.

 

Os pesquisadores realizaram uma caracterização histopatológica abrangente das das metástases hepáticas do câncer colorretal de 159 pacientes submetidos à ressecção secundária, após receberam o regime de quimioterapia triplo (triplets) FOLFOXIRI (ácido folínico, 5-fluorouracil, oxaliplatina e irinotecan) ou COI (capecitabina, oxaliplatina e irinotecano) mais bevacizumabe (n=103) vs cetuximabe (n= 56) em cinco ensaios clínicos de primeira linha.

Resultados

As principais respostas histopatológicas (grau de regressão tumoral TRG1–2, 32 vs 14%, p = 0,013) e necrose tipo infarto (80 vs 64%, p = 0,035) foram significativamente maiores no grupo de bevacizumabe em comparação com o grupo de cetuximabe. Atingir a resposta principal afetou positivamente a sobrevida livre de recidiva (SLR) (p = 0,012) e a sobrevida global (SG) (p = 0,045), também em modelos multivariáveis (RFS, p = 0,008; OS, p = 0,033).

No padrão de crescimento histopatológico desmoplásico (n=28), uma porcentagem maior da resposta principal foi relatada (57 vs 17% no pushing e 22% no HGP replacement, p <0,001) e uma vantagem não significativa de cetuximabe vs bevacizumabe foi evidente na sobrevida livre de recidiva (p = 0,116). No HGP pushing (N = 66), foi observado um benefício significativo do bevacizumabe versus cetuximabe (p = 0,017). Nenhuma diferença foi descrita no HGP replacement (N = 65, p = 0,615).

Os autores concluíram que a resposta histopatológica é o único determinante independente de sobrevida em pacientes ressecados após o regime triplo de quimioterapia mais um medicamento biológico. Quando associado à quimioterapia tripla, o bevacizumabe induz uma maior taxa de resposta histopatológica em comparação com o cetuximabe. “A avaliação dos padrões de crescimento histopatológico deve ser mais explorada como um preditor do benefício das terapias-alvo disponíveis”, afirmaram.

Referência:  Differential histopathologic parameters in colorectal cancer liver metastases resected after triplets plus bevacizumab or cetuximab: a pooled analysis of five prospective trials - Chiara Cremolini, Alfredo Falcone & Filippo Pietrantonio et al - British Journal of Cancervolume 118, pages955–965 (2018) - doi:10.1038/s41416-018-0015-z

 


Publicidade
KITE PHARMA
Publicidade
NOVARTIS
Publicidade
https://xperienceforumoncologia21.com.br/
Publicidade
SANOFI
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
300x250 ad onconews200519