01122020Ter
AtualizadoSeg, 30 Nov 2020 1am

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

Doenças cardíacas e osteoporose em sobreviventes de câncer de tireoide

Tireoide_NET_OK.jpgUm estudo apresentado 2017 Cancer Survivorship Symposium, em San Diego, concluiu que os sobreviventes mais jovens do câncer de tireoide, diagnosticados antes dos 40 anos de idade, estão em risco aumentado de hipertensão, doenças cardíacas e osteoporose.

"Pacientes diagnosticados com câncer de tireoide geralmente têm um excelente prognóstico e taxa de sobrevida, especialmente aqueles diagnosticados em idades mais jovens, com menos de 3% de mortes por câncer de tireoide em pacientes diagnosticados antes dos 40 anos. Conforme cresce o número de sobreviventes de câncer de tireoide, mais as pessoas estão vivendo com outras condições de saúde graves resultantes do tratamento", disse a autora principal do estudo, Brenna Blackburn, membro do Hashibe Lab no Huntsman Cancer Institute (HCI) e candidata à doutorado na Universidade de Utah.
 
"É importante entender esses riscos de longo prazo para que possamos não só ajudar a gerenciar sua saúde, mas também informar como oncologistas devem cuidar desses pacientes desde o início do diagnóstico", acrescentou.
 
Blackburn e colegas examinaram dados de 3.706 pacientes em Utah, que foram diagnosticados com câncer de tireoide entre 1997 e 2012 e os compararam com 15.587 pessoas (grupo controle) que não tinham um diagnóstico de câncer.
 
Para doença cardíaca, persistiram riscos aumentados para os pacientes jovens> 10 anos após o diagnóstico de câncer para distúrbios valvulares cardíacos (HR = 2,43, 95% CI = 1,36, 4,33) e para peri-, endo- ou miocardite (HR = 5,12; 95% IC = 1,04, 25,14), enquanto os HRs correspondentes para o grupo etário mais avançado não sugerem riscos aumentados. Para a osteoporose, os pacientes mais jovens tiveram um risco maior (HR = 8,77, 95% CI = 3,18, 24,18) do que a população mais velha (HR = 2,55, 95% CI = 2,07, 3,13) 1-5 anos após o diagnóstico de câncer
 
O risco de hipertensão arterial aumentou significativamente tanto nos pacientes mais jovens (HR = 1,54, 95% CI = 1,18, 2,01) como nos pacientes com mais idade (HR = 1,30, 95% CI = 1,11, 1,53) > 10 anos após o diagnóstico de câncer.
 
Embora tais efeitos tardios estejam tipicamente associados ao envelhecimento, os autores especulam que os pacientes mais jovens provavelmente estão sendo tratados com tratamentos mais agressivos, incluindo cirurgia, terapia com iodo radioativo, radiação e terapia hormonal.
 
"Pacientes mais jovens são muitas vezes considerados mais saudáveis e melhor equipados para lidar com terapias mais agressivas que podem ser associadas a danos cardíacos, tais como radiação e terapia hormonal. Mas vimos que eles também estão desenvolvendo efeitos colaterais tardios preocupantes ", disse Blackburn.
 
Referência: Abstract 111 - Late effects among young thyroid cancer survivors  - Citation: J Clin Oncol 35, 2017 (suppl 5S; abstr 111) - Author(s): Brenna Blackburn, Patricia A. Ganz, Kerry G. Rowe, Yuan Wan, Vikrant Deshmukh, Michael Newman, Alison M Fraser, Ken R Smith, Jaewhan Kim, Anne C. Kirchhoff, Christina Poruznik, Heidi Hanson, Marcus Monroe, Mia Hashibe;

 

 

 

Publicidade
banner pfizer 2018 institucional 300x250px
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
banner_janssen2016_300x250_v2.jpg
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
Astrazeneca
Publicidade
IBCC
Publicidade
300x250 ad onconews200519