17092021Sex
AtualizadoSex, 17 Set 2021 1pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

Oncologia torácica e os avanços de 2020

pulmao 2020Em ano de bons resultados, a oncologia torácica continua em clima de entusiasmo. 2020 confirmou evidências, como apontam dados da análise exploratória do estudo de Fase III (ADAURA) com osimertinibe adjuvante em pacientes com câncer de pulmão de células não pequenas (CPCNP) com mutação EGFR. Dados do ensaio de Fase III (CASPIAN) com durvalumabe no câncer de pulmão pequenas células (CPPC) também estão entre os highlights do ano, assim como os resultado finais do estudo LungArt.

Com publicação simultânea no New England Journal of Medicine (NEJM), o ensaio ADAURA1 mostrou benefício clínico e estatisticamente significativo de osimertinibe na sobrevida livre de doença versus placebo (HR: 0,20 [99,12% CI 0,14, 0,30]; p <0,001) em tumores ressecados estágio IB-IIIA EGFRm (ex19del / L858R).

Em 18 meses, a probabilidade de recorrência no SNC foi <1% com osimertinibe  vs 9% com placebo. A mediana de SLD CNS não foi alcançada no braço tratado com osimertinibe (95% CI 39.0 meses – não calculável) versus 48.2 meses com placebo (HR: 0.18 (95% CI 0.10, 0.33); p<0.0001 para SLD CNS). “Osimertinibe reduziu 82% o risco de recorrência da doença no SNC ou morte no cenário do CPCNP EGFR mutado ressecado”, concluíram os autores.

A imunoterapia se manteve em alta. Estudo de Fase III (CASPIAN)2 selecionado para a Sessão Oral do ASCO 2020 avaliou durvalumabe e o anti CTLA-4 tremelimumab como primeira linha no câncer de pulmão pequenas células, com ou sem quimioterapia, em pacientes com doença extensa. Os resultados foram publicados no Journal of Clinical Oncology e mostram que a adição de durvalumabe ao esquema de etoposídeo e cisplatina ou carboplatina,  com ou sem tremelimumab, confirmou benefícios como tratamento de primeira linha.

Após acompanhamento médio  de 25,1 meses, a combinação de  durvalumabe + etoposídeo mostrou benefício de sobrevida global, com 12,9 vs 10,5 meses, HR= 0,75 (IC 95% 0,62-0,91);  p = 0,0032. Aos 2 anos,  22,2% dos pacientes estavam vivos no braço durvalumabe vs 14,4% entre os tratados com quimioterapia isolada. O braço de intervenção AD +T+ EP também alcançou benefício, mas o ganho de sobrevida não atingiu significância estatística.

O anti PD-L1 também apontou resultados promissores em  pacientes com mesotelioma pleural maligno avançado. Os dados são de estudo de Fase II (DREAM)3 reportado na edição de setembro do Lancet Oncology, mostrando que a adição de durvalumabe resultou em elevada de taxa de resposta e de controle de doença em 6 meses quando comparado à quimioterapia isolada, atingindo mediana de SG de 18 meses, também superior ao esperado com cisplatina e pemetrexede.

Aguardado com expectativa, o estudo LungArt4  é outro a figurar entre os destaques do ano. A radioterapia pós-operatória em pacientes com CPCNP após ressecção completa e após quimioterapia (neo) adjuvante não mostrou diferença estatisticamente significativa na sobrevida livre de doença em 3 anos, de acordo com dados apresentados no Simpósio Presidencial do ESMO 2020. 

Referências:

1 - Wu Y-L, Tsuboi M, He J, et al. Osimertinib in resected EGFR-mutated non-small-cell lung cancer. N Engl J Med. Published online September 19, 2020. doi:10.1056/NEJMoa2027071

2 - Durvalumab ± tremelimumab + platinum-etoposide in first-line extensive-stage SCLC (ES-SCLC): Updated Results from the phase III CASPIAN study - J Clin Oncol 38: 2020 (suppl; abstr 9002) - DOI: 10.1200/JCO.2020.38.15_suppl.9002 https://ascopubs.org/doi/abs/10.1200/JCO.2020.38.15_suppl.9002

3 - Durvalumab with first-line chemotherapy in previously untreated malignant pleural mesothelioma (DREAM): a multicentre, single-arm, phase 2 trial with a safety run-in - Lancet Oncology, 21 (2020) 1213-1223. doi:10.1016/S1470-2045(20)30462-9

4 - Le Pechoux C, et al. An international randomized trial, comparing post-operative conformal radiotherapy (PORT) to no PORT, in patients with completely resected non-small cell lung cancer (NSCLC) and mediastinal N2 involvement: Primary end-point analysis of LungART (IFCT-0503, UK NCRI, SAKK) NCT00410683. ESMO Virtual Congress 2020, LBA3.

 

Publicidade
https://xperienceforumoncologia21.com.br/
Publicidade
MERCK
Publicidade
SANOFI
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
300x250 ad onconews200519