29022024Qui
AtualizadoQua, 28 Fev 2024 5pm

SAN ANTONIO 2023

Regime neodjuvante de nivolumabe e quimioterapia mostra resultados no TNBC

mama 2021 6 bxCom taxas de resposta patológica completa (pCR) superiores a 50%, o regime neoadjuvante com nivolumabe e quimioterapia sem antraciclina por 12 semanas mostrou eficácia e segurança no tratamento do câncer de mama triplo negativo estágio I/II. Os resultados foram apresentados no SABCS 2023 e mostram que no subgrupo PD-L1 positivo a pCR foi ainda maior, alcançando 70,6%.

Estudo clínico anterior sugeriu que uma dose inicial de monoterapia com anti PD-L1 duas semanas antes da adição da quimioterapia pode ser mais eficaz do que iniciar todos os agentes simultaneamente. Além disso, a adição de inibidor de checkpoint imune pode permitir uma duração mais curta da quimioterapia em pacientes selecionados.

Neste estudo multicêntrico de Fase 2, o objetivo foi investigar as estratégias de monoterapia com Nivolumabe (N) inicial e iniciar N com 12 semanas de carboplatina e paclitaxel no câncer de mama triplo negativo (TNBC, do inglês triple negative breast cancer).

Pacientes elegíveis com TNBC estágio I (cT1c) - II foram randomizados para receber o Braço A (introdução): N 240 mg em monoterapia, seguido de N 360 mg + carboplatina (AUC 5) 2 semanas depois, a cada 21 dias x 4 ciclos + paclitaxel semanal (80 mg/m2) durante 12 semanas; ou Braço B (simultâneo):mesmos agentes iniciados concomitantemente durante 12 semanas, seguidos 2 semanas depois por N 240 mg em monoterapia, antes da cirurgia. O endpoint primário foi resposta patológica completa (pCR ypT0/Tis ypN0). Os endpoints secundários incluíram carga residual de câncer (RCB), segurança e resposta de acordo com a quantidade basal de linfócitos infiltrantes de tumor estromal (sTILs) e expressão de PD-L1, além de sobrevida livre de eventos (EFS). sTIL alto foi definido como ≥30% e PD-L1 positivo como ≥1% (ensaio SP142). Nenhum N adjuvante foi administrado e a quimioterapia adjuvante foi a critério do investigador em caso de não pCR.

De julho de 2020 a abril de 2022, foram randomizados 110 pacientes. Dados de 108 pacientes que iniciaram tratamento estavam disponíveis para análise.  Na linha de base, a idade média dos pacientes era de 49 anos (IQR 43-60 anos), 16,7% tinham doença com linfonodos positivos, 34,3/64,8% tinham doença em estágio I/II, 33,3% tinham sTIL alto e 47,2% eram PD-L1 positivos.

Os resultados apresentados no SABCS 2023 mostram que para os braços A e B, respectivamente, as taxas de pCR foram de 50,9% (IC 90%: 39,0-63,2) e 54,5% (IC 90%: IC:42,7-66,2) com uma taxa global de pCR de 52,8% (IC 90%:44,4-61,0). As taxas RCB 0+1 foram de 68,5% (IC 90%: 60,4-75,9), com 64,2% (IC 90%: 52,0-75,1) e 72,7% (IC 90%: 61,2-

82.4) para os braços A e B, respectivamente. No geral, nos subgrupos sTIL alto vs baixo, o pCR foi de 66,7% (IC: 51,7-79,5) vs 45,7% (IC: 35,5-56,2%), e no subgrupo PD-L1 positivo vs negativo, o pCR foi de 70,6% (IC: 58,4-80,9) vs 33,3% (CI: 21,8-46,6), respectivamente. O PCR foi de 48,6% no estágio I e 54,9% no estágio II.

Os eventos adversos relacionados ao tratamento foram semelhantes em ambos os braços, com eventos adversos de grau 3-4 em 64,8% dos pacientes. A descontinuação precoce de N ocorreu em 17 pacientes (15,7%). Disfunção endócrina imunomediada (qualquer grau) foi observada em 22 pacientes (20,4%).

Em conclusão, as taxas de pCR superiores a 50% sustentam que 12 semanas do regime neoadjuvante com nivolumabe e quimioterapia neoadjuvante não antraciclina é eficaz para TNBC estágio I/II com N simultâneo ou inicial. Este estudo não apoiou a hipótese de que a introdução de N foi associada a uma vantagem de pCR. O regime foi bem tolerado, sem novos sinais de segurança. Pacientes com tumores imunoenriquecidos, identificados por sTILs elevados ou positividade de PD-L1 tiveram taxas de pCR muito altas, identificando um subgrupo para o qual um intervalo de 12 semanas do regime de quimioterapia sem antraciclina com N pode ser apropriado. Os resultados de sobrevida livre de eventos ainda não estão maduros.

Referência: LBO1-03 Randomized Phase II Study of Neoadjuvant Nivolumab (N) 2 week lead-in followed by 12 weeks of concurrent N+carboplatin plus paclitaxel (CbP) vs concurrent N+CbP in Triple Negative Breast Cancer (TNBC): (BCT1902/IBCSG 61-20 Neo-N)

Publicidade
ASTRAZENECA
Publicidade
ABBVIE
Publicidade
LIBBS
Publicidade
SANOFI
Publicidade
ASTRAZENECA
Publicidade
ASTELLAS
Publicidade
NOVARTIS
Publicidade
SANOFI
Publicidade
INTEGRAL HOME CARE
Publicidade
300x250 ad onconews200519