27012021Qua
AtualizadoTer, 26 Jan 2021 11pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

Vitamina D e câncer, novas evidências

Vitamina D NET OKNíveis elevados de vitamina D podem significar menor risco de desenvolver câncer, incluindo câncer de fígado. A conclusão é de um dos primeiros estudos a analisar os efeitos da vitamina D e risco de câncer em uma população asiática. Os resultados foram publicados no British Medical Journal.

Modelos animais mostraram que a ativação do eixo endócrino pela vitamina D ou seus análogos inibe o desenvolvimento e a progressão de vários tipos de câncer, assim como estudos in vitro demonstraram que a vitamina D tem efeito antiproliferativo e atua na regulação de múltiplas vias de sinalização envolvidas no ciclo celular, apoiando um papel quimiopreventivo da vitamina D na carcinogênese. Agora, este estudo de coorte considerou dados prospectivos do Centro de Saúde Pública do Japão (JPHC) e envolveu 33.736 participantes entre 40 e 69 anos, homens e mulheres, com 3.301 casos de câncer em um seguimento médio de 16 anos.

Os pesquisadores analisaram a concentração plasmática de 25-hidroxivitamina D (25 OH VD) medida por imunoensaio enzimático e estratificaram os pacientes em grupos, com base na concentração de 25OH VD. Os pacientes foram avaliados trimestralmente. Os modelos de Cox foram utilizados para calcular as razões de risco ajustadas para câncer global e específico em todas as categorias de concentração de 25-hidroxivitamina D, com o menor trimestre como referência.

Resultados

Os resultados mostram que após o ajuste para vários fatores de risco de câncer conhecidos, como idade, peso (IMC), tabagismo, nível de atividade física, ingestão de álcool e padrão nutricional, um maior nível de vitamina D esteve associado a um risco relativo cerca de 20% menor de câncer em geral, em homens e mulheres (HR=0,81 (intervalo de confiança de 95% 0,70 a 0,94).

Os achados também mostram associação inversa entre vitamina D e câncer de fígado, com redução do risco relativo de 30-50%), com associação mais evidente em homens do que em mulheres.

Em conclusão, a maior concentração de vitamina D foi associada a menor risco de câncer neste estudo prospectivo. “Mais estudos são necessários para esclarecer as concentrações ótimas de vitamina D para a prevenção do câncer", concluem os autores.

Referências: Plasma 25-hydroxyvitamin D concentration and subsequent risk of total and site specific cancers in Japanese population: large case-cohort study within Japan Public Health Center-based Prospective Study cohort - Sanjeev Budhathoki, Akihisa Hidaka, Taiki Yamaji et al - BMJ 2018; 360 doi: https://doi.org/10.1136/bmj.k671 (Published 07 March 2018)

Leia mais: Vitamina D e câncer


Publicidade
banner pfizer 2018 institucional 300x250px
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
banner_janssen2016_300x250_v2.jpg
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
Astrazeneca
Publicidade
IBCC
Publicidade
300x250 ad onconews200519