28112020Sáb
AtualizadoSex, 27 Nov 2020 1pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

Consumo de álcool e risco de melanoma

Vinho_Branco.jpegUm risco mais elevado de melanoma invasivo está associado com o consumo de álcool entre homens e mulheres brancos. A associação é com vinho branco, em particular, e as lesões têm maior probabilidade de se desenvolver em áreas do corpo que recebem menos exposição ao sol. Os dados foram publicados na revista Cancer Epidemiology, Biomarkers & Prevention.

O consumo de álcool está associado a uma maior incidência de vários tipos de câncer, incluindo tumores no trato aerodigestivo, fígado, pâncreas, cólon, reto e mama. Neste estudo, os pesquisadores procuraram determinar se o álcool também aumenta o risco de melanoma.
 
Foram utilizados dados de 210.252 participantes envolvidos em três grandes estudos prospectivos que foram seguidos por uma média de 18,3 anos. O consumo de álcool foi determinado através da revisão de questionários de frequência alimentar. Uma bebida padrão foi definida como 12,8 g de álcool.
 
Os resultados mostraram associação entre o consumo total de álcool e o melanoma, com aumento de 14% no risco para cada bebida alcoólica consumida por dia. O vinho branco foi associado com um aumento de 13% no risco para cada bebida consumida por dia. Nenhum aumento significativo no risco foi associado com a ingestão de vinho tinto, cerveja ou licor.
 
Além disso, as pessoas que bebem 20g ou mais de álcool foram 2% mais propensas a desenvolver melanoma da cabeça, pescoço ou extremidades, além de probabilidade 73% maior de desenvolver melanoma do tronco.
 
A carcinogênese de bebidas alcoólicas pode ser atribuída ao etanol do álcool metabolizando em acetaldeído, que prejudica e impede a reparação do DNA. No entanto, os pesquisadores não conseguem explicar o motivo do vinho branco estar associado a um risco aumentado, mas o vinho tinto, cerveja ou licor não terem efeito sobre o risco de melanoma.
 
A pesquisa mostrou que alguns vinhos têm níveis pré-existentes mais elevados de acetaldeído do que cerveja ou licor. Embora esses níveis de acetaldeído sejam semelhantes em vinhos tintos e brancos, antioxidantes no vinho tinto podem compensar o risco de melanoma, explicaram os pesquisadores.
 
Os pesquisadores concluíram que o melanoma está associado ao consumo de álcool. Entretanto, advertem que o estudo não inclui participantes não brancos, o que não permite que estas descobertas sejam generalizadas a outros grupos raciais ou étnicos. Além disso, o estudo não considerou fatores de risco como comportamentos de proteção solar.
 
Referência: Alcohol intake and risk of incident melanoma: a pooled analysis of three prospective studies in the United States. Cancer Epidemiology Biomarkers Prevention. 2016 Dec. doi: 10.1158/1055-9965.EPI-16-0303. [epub ahead of print]

 

 

 

Publicidade
banner pfizer 2018 institucional 300x250px
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
banner_janssen2016_300x250_v2.jpg
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
Astrazeneca
Publicidade
IBCC
Publicidade
300x250 ad onconews200519