20042021Ter
AtualizadoSeg, 19 Abr 2021 9pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

Pesquisadores encontram ligação entre oncogene e obesidade

SARKAR_Gene_Obesidade.jpgPesquisadores do Massey Cancer Center, da Universidade de Virgínia, descobriram que um gene conhecido por seu papel oncogênico também pode ter papel na obesidade. Trata-se do AEG-1, o gene de astrócito elevado tipo 1, que no estudo americano mostrou pela primeira vez regular o acúmulo de gordura. "Esta é uma função completamente nova do gene AEG-1 e não esperávamos por isso", disse Devanand Sarkar (foto), da Universidade de Virgínia.

O trabalho demonstra que a ausência de AEG-1 desencadeia uma série de fatores que impedem a absorção de gordura no intestino. Cobaias sem expressão do gene AEG-1 ficam magras e vivem por mais tempo, levando os pesquisadores a concluir que a superexpressão do gene está associada ao acúmulo de gordura.

"O estudo é muito bem feito e possibilitou isolar uma das ações deste gene, mas esta também é sua limitação. É pouco provável que intervir no mecanismo de ação de um gene de forma isolada possa modificar o desequilíbrio energético e todos seus processos inflamatórios que leva a obesidade. A obesidade é uma doença multifatorial, definida por vários mecanismos que interagem entre si, extremamente complexos", afirma Alice Zelmanowicz, Coordenadora do Centro de Prevenção de Câncer na Irmandade Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre.

Descobertas

O gene AEG-1 interage com uma variedade de proteínas relacionadas à regulação de vitaminas, hormônios e lipídios. Sarkar e colegas têm estudos de longo prazo sobre o papel do AEG-1 no processo de oncogênese e no metabolismo. Os resultados estão documentados em uma série de artigos publicados na edição online do Journal of Biological Chemistry.
 
O AEG-1, também denominado de metaderina ou MTDH, desempenha papel-chave no mecanismo envolvido na formação de metástases e torna os tumores mais resistentes à quimioterapia. Agora, os dados dos pesquisadores de Virgínia mostram que AEG-1 também modula o metabolismo lipídico e atua como determinante da obesidade.

"Aprofundar o conhecimento sobre as vias moleculares que participam deste desequilíbrio é muito relevante e apontam para um possível tratamento futuro com diferentes abordagens das atuais caso estudos em humanos confirmem o mesmo efeito sobre a absorção das gorduras e sua expressão fenotípica", concluiu Alice.

Referência: Astrocyte Elevated Gene-1 (AEG-1) Regulates Lipid Homeoastasis - Chadia L. Robertson, Jyoti Srivastava, Ayesha Siddiq, Rachel Gredler, Luni Emdad, Devaraja Rajasekaran, Maaged Akiel, Xue-Ning Shen, Frank Corwin, Gobalakrishnan Sundaresan, Jamal Zweit,Colleen Croniger, Xiaoli Gao, Shobha Ghosh, Philip B. Hylemon, Mark A. Subler, Jolene J. Windle, Paul B. Fisher e Devanandr Sankar

 
 


Publicidade
SANOFI
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
300x250 ad onconews200519