19042024Sex
AtualizadoSex, 19 Abr 2024 4pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

 

EMPOWER-Lung 3: resultados de longo prazo confirmam benefício de sobrevida com cemiplimabe no câncer de pulmão

Estudo randomizado, duplo-cego, de fase III (EMPOWER-Lung 3) apresentou no Congresso Europeu de Câncer de Pulmão (ELCC 2023) dados atualizados do anti PD-1 cemiplimabe associado à quimioterapia em pacientes com câncer de pulmão de não pequenas células (CPNPC) avançado, sem alterações em EGFR, ALK ou ROS1, com histologia escamosa ou não escamosa e qualquer nível de expressão de PD-L1. Os resultados mostram que após seguimento mediano de 28,4 meses, a adição de cemiplimabe continuou a aumentar a sobrevida global e livre de progressão nessa população de pacientes e praticamente dobrou a taxa de resposta.

Neste ensaio, os pacientes foram randomizados 2:1 para receber 4 ciclos de quimioterapia dupla com platina, com 350 mg de cemiplimabe (n = 312) ou placebo (n = 154) a cada 3 semanas por até 108 semanas. O endpoint primário foi a sobrevida global (SG); endpoints secundários incluíram sobrevida livre de progressão (SLP) e taxa de resposta objetiva (ORR).

Estudo randomizado, duplo-cego, de fase III (EMPOWER-Lung 3) apresentou no Congresso Europeu de Câncer de Pulmão (ELCC 2023) dados atualizados do anti PD-1 cemiplimabe associado à quimioterapia em pacientes com câncer de pulmão de não pequenas células (CPNPC) avançado, sem alterações em EGFR, ALK ou ROS1, com histologia escamosa ou não escamosa e qualquer nível de expressão de PD-L1. Os resultados mostram que após seguimento mediano de 28,4 meses, a adição de cemiplimabe continuou a aumentar a sobrevida global e livre de progressão nessa população de pacientes e praticamente dobrou a taxa de resposta.

Neste ensaio, os pacientes foram randomizados 2:1 para receber 4 ciclos de quimioterapia dupla com platina, com 350 mg de cemiplimabe (n = 312) ou placebo (n = 154) a cada 3 semanas por até 108 semanas. O endpoint primário foi a sobrevida global (SG); endpoints secundários incluíram sobrevida livre de progressão (SLP) e taxa de resposta objetiva (ORR).

 design empower 03

Fonte: EMPOWER-Lung 3 trial – Makharadze et al, ELCC 2023, Abstract 5O, Proffered Paper 2

Após seguimento mediano de 28,4 meses, cemiplimabe + QT continuou a mostrar benefício significativo de sobrevida global e livre de progressão. A SG mediana foi de 21,1 meses para cemiplimabe + quimioterapia vs 12,9 meses para o grupo tratado exclusivamente com quimioterapia (HR = 0,65, 0,51–0,82, p = 0,0003). A SLP mediana também foi superior com cemiplimabe versus QT isolada (8,2 meses vs 5,5 meses; HR =0,55, 0,44–0,68, p < 0,0001), assim como a ORR (43,6% vs 22,1%), com duração da resposta de 16,4 e 7,3 meses, respectivamente.

os empower 03
pfs empower 03
Fonte: EMPOWER-Lung 3 trial – Makharadze et al, ELCC 2023, Abstract 5O, Proffered Paper 2

Vale destacar ainda os resultados estratificados por histologia. No subgrupo com histologia escamosa, a combinação de cemiplimabe e quimioterapia conferiu uma sobrevida global de 22,3 meses versus 13,8 meses para os pacientes que receberam quimioterapia isolada (95% CI; HR 0,61). A sobrevida livre de progressão com a combinação foi de 8,2 meses para pacientes que receberam cemiplimabe e quimioterapia em comparação com 4,9 meses para aqueles que receberam quimioterapia isolada (95% CI; HR 0,56).

Os pacientes com histologia não escamosa também tiveram benefício de sobrevida global com a combinação do anti-PD-1 com quimioterapia, com 19.4 meses em comparação com 12.4 meses para os pacientes tratados com quimioterapia isolada (95% CI; HR 0,64). A sobrevida livre de progressão nos pacientes com histologia não escamosa foi de 7,9 meses no grupo que recebeu cemiplimabe e quimioterapia em comparação com 5,7 meses para a quimioterapia isolada (95% CI; HR 0,53).

“A taxa de reposta é outro desfecho que nos chama a atenção, com praticamente o dobro de taxa de resposta no grupo que recebeu cemiplimabe com quimioterapia em comparação com o grupo que recebeu quimioterapia isolada”, observa a oncologista Ana Gelatti, médica do Grupo Oncoclínicas, em Porto Alegre, e pesquisadora do Centro de Pesquisa do Hospital São Lucas, da PUCRS.

tumor response empower
Fonte: EMPOWER-Lung 3 trial – Makharadze et al, ELCC 2023, Abstract 5O, Proffered Paper 2

Em relação à segurança, o uso prolongado de cemiplimabe + quimioterapia mostrou perfil consistente com dados previamente relatados. Eventos adversos emergentes do tratamento (Grau ≥3) ocorreram em 48,7% dos pacientes tratados com cemiplimabe + quimioterapia e em 32,7% daqueles tratados apenas com quimioterapia.

“Esses dados de seguimento de 28,4 meses do estudo EMPOWER-Lung 3 confirmam a superioridade do uso de cemiplimabe com quimioterapia em comparação com a quimioterapia isolada em pacientes com câncer de pulmão de não pequenas células avançado, sem alterações em EGFR, ALK ou ROS1, independente da histologia e qualquer nível de expressão de PD-L1. A segurança também foi consistente com o que foi observado na análise primária. Esses dados reforçam a combinação de cemiplimabe e quimioterapia como mais uma opção de tratamento de primeira linha para nossos pacientes”, ressalta Gelatti.

O estudo está inscrito na plataforma Clinical trial: NCT03409614.

 

Cemiplimab + chemo

Chemo alone

m = Median

(N = 312)

(N = 154)

mDuration of follow-up

28.3

28.7

mOS, months

21.1

12.9

HR (95% CI)

0.65 (0.51, 0.82); P < 0.0003

 

mPFS, months

8.2

5.5

HR (95% CI)

0.55 (0.44, 0.68); P < 0.0001

 

ORR, %

44%

22%

Odds ratio (95% CI)

2.82 (1.80-4.41); P < 0.0001

 

Complete response, n (%)

13 (4%)

0

Partial response, n (%)

123 (39%)

34 (22%)

Kaplan-Meier estimated mDOR

16.4 months

7.3 months

(95% CI), months ≥Grade 3 EAEs

152 (48.7%)

50 (32.7%)

CI, confidence interval; DOR, duration of response; HR, hazard ratio; RR, objective response rate;
OS, overall survival; PFS, progression-free survival; TEAEs, mergent adverse events
.

 
Sobrevida em pacientes com câncer de pulmão avançado e metástases cerebrais

No ELCC 2023 também foram apresentados resultados de 3 anos do EMPOWER-Lung 1, incluindo pacientes com metástases cerebrais basais tratadas e clinicamente estáveis, uma população geralmente sub-representada em ensaios clínicos. O estudo avaliou cemiplimabe em monoterapia em comparação com quimioterapia como tratamento de primeira linha de pacientes com câncer de pulmão de não pequenas células (CPNPC) avançado sem aberrações genômicas acionáveis, cujos tumores expressam PD-L1 ≥50%.

Neste estudo, os pacientes foram randomizados 1:1 para cemiplimabe 350 mg IV Q3W em monoterapia ou quimioterapia à escolha do investigador. O acompanhamento mediano desde a randomização até o corte de dados (4 de março de 2022) foi de 37,1 meses (intervalo 24,0–56,5). A análise apresentada no ELCC 2023 considerou pacientes com metástases cerebrais clinicamente estáveis (confirmação de estabilidade radiológica não necessária).

Resultados

No estudo, 69 (12,2%) de 565 pacientes com PD-L1 ≥50% haviam recebido tratamento para metástases cerebrais e estavam clinicamente estáveis na randomização. As características basais nos grupos cemiplimabe (n = 34) versus quimioterapia (n = 35) foram: idade mediana,60,0 (intervalo: 45–76) versus 62,0 (intervalo: 48–77) anos; homens, 97,1% versus 82,9%; e histologia não escamosa, 85,3% versus 74,3%. Cemiplimabe mostrou superioridade nos resultados de eficácia em comparação com a quimioterapia, com benefício de sobrevida global (não alcançado versus 20,7 meses; HR = 0,42, 0,20–0,87), maior sobrevida livre de progressão (12,5 versus 5,3 meses; HR = 0,34,0,18–0,63) e melhor taxa de resposta objetiva (ORR; 55,9% vs 11,4%), além de de duração da resposta (31,7 meses vs 12,5 meses, veja tabela).

Após o baseline, a progressão da doença no cérebro ocorreu em 5 (14,7%) pacientes com cemiplimabe versus 7 (20%) com quimioterapia. A incidência de eventos adversos de grau ≥3 foi de 35,3% no grupo que recebeu cemiplimabe em comparação com 60% entre pacientes que receberam quimioterapia.

“Dados de acompanhamento de três anos mostram benefícios clínicos duradouros e um perfil de segurança aceitável com cemiplimabe como monoterapia de primeira linha no subgrupo de pacientes com CPNPC avançado e metástases cerebrais”, concluíram os autores.

Identificação do ensaio clínico: NCT03088540.

Clinical outcomes

Cemiplimab

(n = 34)

Chemotherapy

(n = 35)

HR (cemiplimab vs chemotherapy)

OS, mo, median (95% CI)

NR (20.6–NE)

20.7 (9.1–29.9)

0.42 (0.20–0.87); P = 0.0168

PFS, mo, median (95% CI)

12.5 (6.1–33.5)

5.3 (2.2–6.5)

0.34 (0.18–0.63); P = 0.0004

ORR, %, (95% CI)

55.9 (37.9–72.8)

11.4 (3.2–26.7)

NA

Median (95% CI)

duration of response

(CR or PR), mo

31.7 (14.7–NE)

12.5 (4.4–NE)

NA

Data cutoff date 4 March 2022. †Stratified log-rank test P-value. CI, confidence interval; CR, complete response;
ORR, objective response rate; OS, overall survival; mo, months; NA, not applicable; NE, not evaluable;
NR, not reached, PFS progression-free survival; PR, partial response.

 

Assista a um vídeo exclusivo sobre o mesmo tema:
EMPOWER-Lung 3: acompanhamento de longo prazo confirma eficácia de cemiplimabe no CPNPC
A oncologista Ana Gelatti (foto) comenta os resultados de acompanhamento de longo prazo do estudo de fase III EMPOWER-Lung 3 apresentados no ELCC 2023, que demonstraram a eficácia prolongada do anti PD-1 cemiplimabe associado à quimioterapia em pacientes com câncer de pulmão de não pequenas células (CPNPC) avançado, sem alterações em EGFR, ALK ou ROS1, com histologia escamosa ou não escamosa e qualquer nível de expressão de PD-L1. “Os dados confirmam a superioridade de cemiplimabe + quimioterapia nessa população de pacientes, com sobrevida global de 21,1 meses em comparação com 12,9 meses em pacientes que receberam quimioterapia isolada, com redução de 35% do risco de morte”, destaca Gelatti. Assista, na TV ONCONEWS.

Referências:

  1. Makharadze T, et al. Cemiplimab plus chemotherapy versus chemotherapy alone in non-small cell lung cancer: Longer follow-up results from the phase III EMPOWER-Lung 3 trial. European Lung Cancer Congress 2023, Abstract 5º
  2. Kilickap S, et al. EMPOWER-Lung 1: Cemiplimab (CEMI) monotherapy as first-line (1L) treatment of patients (pts) with brain metastases from advanced non-small cell lung cancer (aNSCLC) with programmed cell death-ligand 1 (PD-L1) ≥50% — 3-year update. European Lung Cancer Congress 2023, Abstract 10MO

 

 

  
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Publicidade
ABBVIE
Publicidade
ASTRAZENECA
Publicidade
SANOFI
Publicidade
ASTELLAS
Publicidade
NOVARTIS
Publicidade
300x250 ad onconews200519