19042024Sex
AtualizadoSex, 19 Abr 2024 4pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

 

Gastrointestinal

  • RAPIDO trial, mais problemas?

    Subanálise do ensaio RAPIDO publicada no European Journal of Cancer é o primeiro relatório que comparou em um ambiente randomizado os resultados oncológicos de pacientes com câncer retal localmente avançado que atingiram resposta patológica completa após terapia neoadjuvante total e após o tratamento padrão. Não foram observadas diferenças estatisticamente significativas em recorrência locorregional e metástases à distância em toda a coorte RAPIDO após 5 anos de acompanhamento, em contraste com relatórios anteriores. Rodrigo Perez (foto), coordenador de cirurgia colorretal do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, analisa os resultados.

  • PRECEDE: consórcio global refina vigilância para indivíduos de alto risco de câncer pancreático

    O Consórcio de Detecção Precoce do Câncer de Pâncreas (PRECEDE) é uma colaboração multicêntrica internacional que realizou estudo de coorte prospectivo, com achados que fornecem suporte para aumentar o acesso à vigilância clínica em todo o mundo para indivíduos de alto risco de câncer pancreático. Os resultados estão em artigo de Zogopoulos et al., no periódico da National Comprehensive Cancer Network (NCCN).

  • Testes genéticos germinativos permanecem subutilizados no câncer pancreático

    As diretrizes recomendam testes genéticos germinativos para pacientes com adenocarcinoma ductal pancreático (PDAC). Infelizmente, a utilização desses testes permanece subutilizada, como alertam Klatte et al. no JCO Oncology Practice.

  • Deficiência de vitamina B12 após gastrectomia total para câncer gástrico

    Revisão sistemática e meta-análise investigou a prevalência da deficiência de vitamina B12 e seus sintomas em pacientes com câncer gástrico (CG) submetidos à gastrectomia. “A deficiência de nutrientes é uma das complicações comuns em pacientes submetidos à gastrectomia, principalmente aquelas vitaminas e minerais absorvidos no estômago ou por substâncias do suco gástrico, como a vitamina B12”, observam os autores em artigo publicado no European Journal of Cancer Prevention.

  • Reuniões multidisciplinares e sobrevida global de pacientes com câncer

    Revisão sistemática e meta-análise confirmou o efeito positivo significativo das reuniões multidisciplinares (e subsequente intervenção multidisciplinar) na sobrevida global de pacientes com câncer. Os resultados foram publicados no Journal of the National Cancer Institute(JNCI).

  • TOPAZ-1 mostra resultados históricos de SG com durvalumabe no câncer do trato biliar avançado

    Resultados atualizados do estudo TOPAZ-1 de Fase III mostraram que durvalumabe (Imfinzi®, da AstraZeneca) em combinação com a quimioterapia padrão demonstrou benefício clinicamente significativo na sobrevida global (SG) a longo prazo para pacientes com câncer do trato biliar avançado. Esses resultados são o acompanhamento de sobrevida mais longo já relatado para um estudo global randomizado de Fase III neste cenário.

  • Localização primária do tumor do cólon transverso como biomarcador no câncer colorretal metastático

    joao paulo solar vasconcelos bxJoão Paulo Solar Vasconcelos (foto), oncologista na University of British Columbia, em Vancouver, Canadá, é primeiro autor de estudo que avalia a localização do tumor primário do cólon transverso como um biomarcador no câncer colorretal metastático. Os resultados foram publicados no periódico Clinical Cancer Research.

  • Dieta pobre em carboidratos e risco de carcinoma hepatocelular

    hepatoUma dieta com baixo teor de carboidratos e maior quantidade de gordura e proteína animal foi significativamente associada ao aumento no risco de carcinoma hepatocelular. Os resultados são de estudo de coorte prospectivo chinês publicado no periódico Cancer Prevention Research.

  • Inteligência artificial na vigilância do câncer de pâncreas

    pancreasAlgorítmos computacionais, deep learninge robôs que analisam grandes conjuntos de dados baseados na extração de registros eletrônicos de saúde. Em artigo no Lancet, Anirban Maitra e Eric Topol descrevem experiências bem-sucedidas que ajudam a entender como a inteligência artificial começa a se mostrar um caminho promissor na vigilância do câncer de pâncreas.

  • ICI + FOLFIRI: combinação mostra atividade antitumoral no câncer gástrico avançado

    Ensaio randomizado de fase 2 mostrou que a combinação do anti PD-L1 durvalumabe, do anti CTLA-4 tremelimumabe e FOLFIRI teve impacto importante no controle da doença em pacientes com adenocarcinoma gástrico ou de junção gastroesofágica (GEJ) avançado, embora não tenha alcançado o endpoint primário de sobrevida livre de progressão. “Quando desenhamos o estudo, não sabíamos que o controle da doença em longo prazo seria um desfecho mais relevante para avaliar a eficácia dos inibidores de checkpoint imunológico (ICI). Na verdade, observamos um controle notável da doença além de 1 ano em cerca de 20% dos pacientes, em comparação com menos de 10% para quimioterapia com ou sem terapia-alvo”, destacam os autores.

  • TNT mostra resultados semelhantes ao tratamento padrão no câncer retal localmente avançado

    Subanálise do ensaio RAPIDO publicada por Zwart et al. no European Journal of Cancer é o primeiro relatório que comparou em um ambiente randomizado os resultados oncológicos de pacientes com câncer retal localmente avançado que atingiram resposta patológica completa após terapia neoadjuvante total e após o tratamento padrão. Não foram observadas diferenças estatisticamente significativas em recorrência locorregional e metástases à distância em toda a coorte RAPIDO após 5 anos de acompanhamento, em contraste com relatórios anteriores.

  • OPTICAL: QT NEO versus cirurgia inicial no câncer de cólon localmente avançado

    ColonEm pacientes com câncer de cólon localmente avançado, a quimioterapia neoadjuvante com mFOLFOX6 ou CAPOX foi segura e aumentou a chance de downstaging patológico, mas não melhorou a sobrevida livre de doença em comparação com a cirurgia inicial (tratamento padrão). Os resultados são do estudo randomizado de Fase III OPTICAL, publicado no Journal of Clinical Oncology (JCO).

  • Assinaturas mutacionais revelam novos insights sobre o câncer colorretal de início precoce

    wellington dos santosO brasileiro Wellington Oliveira dos Santos (foto), pesquisador da International Agency for Research on Cancer (IARC/WHO), é principal autor de estudo que busca compreender as causas mutagênicas subjacentes que contribuem para as diferenças nas taxas de incidência de câncer colorretal através de assinaturas mutacionais. O trabalho integra o projeto Cancer Research UK Grand Challenge Mutographs, e os resultados foram selecionados como Late Breaking Abstract no AACR 2024.

  • Medicina de precisão em tumores gastrointestinais

    precisao einstein 1O Hospital Israelita Albert Einstein realiza entre os dias 11 e 13 de abril o seu I Simpósio Internacional de Medicina de Precisão em Câncer Gastrointestinal. O evento acontece em formato híbrido.

  • COMPASSION-15: anti PD-1/CTLA4 mostra resultados de fase 3 no câncer gástrico e GEJ

    jiafu jiO anticorpo biespecífico PD-1/CTLA-4 cadonilimabe mais quimioterapia melhorou a sobrevida livre de progressão e a sobrevida global em pacientes com câncer gástrico ou de junção gastroesofágica (GEJ) não tratado, HER2-negativo, localmente avançado ou metastático, incluindo aqueles com tumores com baixa expressão de PD-L1, em comparação com a quimioterapia isolada. É o que mostram os resultados do estudo de fase III COMPASSION-15 apresentado pelo cirurgião Jiafu Ji (foto) na edição de 2024 do encontro anual da Associação Americana para Pesquisa do Câncer (AACR), realizada de 5 a 10 de abril.

  • Valor prognóstico do número de linfonodos examinados em pacientes com adenocarcinoma ampular

    vivian resendeVivian Resende (foto), professora titular do Departamento de Cirurgia da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais, é primeira autora de estudo multicêntrico que avalia o número limite de linfonodos examinados no adenocarcinoma ampular para comparar a precisão do prognóstico de vários esquemas de classificação nodal em relação ao prognóstico a longo prazo. Os resultados foram publicados no Journal of Gastrointestinal Surgery.

  • ACCENT/IDEA: análise agrupada avalia QT adjuvante com oxaliplatina no idoso com câncer de cólon

    Análise agrupada de 12 ensaios ACCENT/IDEA avaliou a quimioterapia adjuvante à base de oxaliplatina em pacientes idosos (≥70 anos) com câncer de cólon estágio III que receberam 3 ou 6 meses de tratamento. Os resultados mostram que o regime foi bem tolerado e o tempo para recorrência foi comparável ao de pacientes mais jovens. “Até onde sabemos, esta análise agrupada de 12 ensaios adjuvantes incluindo mais de 17.000 pacientes é o maior estudo avaliando a tolerância e eficácia de quimioterapia adjuvante contendo oxaliplatina em pacientes com câncer de cólon estágio III, de acordo com a idade”, destacam os autores. O oncologista Alexandre Paladino (foto), do INCA, comenta o trabalho.

  • Zolbetuximab é aprovado no Japão para o tratamento do câncer gástrico

    aprovado 21O Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar do Japão aprovou o anticorpo monoclonal anti-claudina 18.2 (CLDN18.2) zolbetuximab (VYLOY™, Astellas) para o tratamento de primeira linha de pacientes com câncer gástrico CLDN18.2-positivo, irressecável, avançado ou recorrente. Zolbetuximab é a primeira e única terapia direcionada ao CLDN18.2 aprovada por qualquer agência reguladora do mundo. A aprovação é baseada nos resultados dos ensaios clínicos de Fase 3 SPOTLIGHT e GLOW.

  • Microbioma tem assinaturas distintas por raça, etnia e idade no câncer retal

    Microbioma IntestinalPesquisadores do UT Southwestern Medical Center analisaram uma coorte diversificada de pacientes submetidos a tratamento definitivo para câncer retal e identificaram assinaturas distintas do microbioma intestinal associadas à raça e etnia, assim como a idade de início da doença. O estudo foi publicado no Journal of Immunotherapy and Precision Oncology, com resultados que podem apoiar futuros esforços de prevenção e tratamento baseados na manipulação do microbioma.

  • Estudo descreve 15 anos de QT neoadjuvante com docetaxel no adenocarcinoma esofágico

    daniel fernandesEstudo de Tankel et al., que analisou 15 anos de resultados de uma rede regional de câncer gastrointestinal superior, mostra que os regimes FLOT (fluorouracil, leucovorina, oxaliplatina e docetaxel) e DCF (docetaxel, cisplatina e 5-fluorouracil) proporcionaram resultados significativos no adenocarcinoma esofágico quando combinados com a ressecção transtorácica em bloco, com sobrevida global em 5 anos de 50,0% e 59,7%, respectivamente. A íntegra do artigo está no Annals of Surgical Oncology.O cirurgião oncológico Daniel Fernandes (foto) analisa os resultados.

Publicidade
ABBVIE
Publicidade
ASTRAZENECA
Publicidade
SANOFI
Publicidade
ASTELLAS
Publicidade
NOVARTIS
banner_assine_300x75.jpg
Publicidade
300x250 ad onconews200519