25092021Sáb
AtualizadoSex, 24 Set 2021 3pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

AVC e risco de câncer

stroke_cover_gde.jpgEstudo publicado no periódico Stroke (2015:46:A210) sugere que sobreviventes de acidente vascular cerebral isquêmico têm um maior risco de curto prazo para desenvolver câncer de pele, câncer de próstata e outros tumores malignos. O artigo descreve o trabalho de Adnan Qureshi e colegas, da Universidade de Minnesota, e conclui que a incidência de neoplasias ajustada por idade foi 20% maior entre sobreviventes de AVC incluídos no estudo um ano após o acidente vascular cerebral e 40% superior dois anos após o evento isquêmico. 

Os pesquisadores demonstraram que o câncer foi associado com um risco de morte três vezes maior entre os sobreviventes de AVC após dois anos de seguimento. Os resultados do estudo foram tema de apresentação oral na 2015 International Stroke Conference, realizada de 11 a 13 de fevereiro, em Dallas."Na perspectiva de saúde pública, sempre consideramos câncer e AVC como doenças mutuamente exclusivas e este trabalho aponta para o fato de que elas podem não ser como imaginamos até hoje", disse Qureshi.

Robert J. Adams, da Universidade Médica da Carolina do Sul, sugeriu que a associação pode ser observada em grande parte devido ao aumento da vigilância médica sobre os sobreviventes de AVC. "Alguém que teve um acidente vascular cerebral vai estar sob uma vigilância reforçada em comparação com a população em geral", disse ele. "Isso pode explicar por que mais sobreviventes de AVC são diagnosticados com câncer", argumenta.

Métodos e resultados

Qureshi e colegas incluíram no estudo 3.247 sobreviventes de acidente vascular cerebral isquêmico, que foram considerados na análise final. A média de idade foi de 66 anos e a participação foi majoritariamente masculina, com 2.013 homens incluídos no estudo.

Dentro de dois anos após ocorrência do AVC, 133 sobreviventes receberam um diagnóstico de câncer: 47 casos de câncer de pele (35%); 24 de próstata (18%), oito casos de câncer de mama (6%); sete de pulmão (5,3%); seis casos de câncer de cólon (4,5%), cinco casos de câncer de bexiga (3,8 %), quatro de câncer de esôfago (3,0), e 32 outros tipos de câncer (24%).

Quase todos os casos de câncer foram diagnosticados entre 12 e 24 meses após o acidente vascular cerebral, e a maioria das características basais foram semelhantes entre aqueles que mais tarde receberam ou não o diagnóstico de câncer.

A análise revelou que a taxa anual de câncer ajustada por idade em pacientes com AVC isquêmico mais de um ano após o recrutamento foi 581,8 / 100 mil pessoas, que foi maior do que a taxa de câncer ajustada por idade para a população em geral, que é de 486,5 / 100 mil pessoas (SIR 1,2; IC95% 1,16-1,24).

Esse risco continuou mais elevado nos doentes com AVC isquêmico após dois anos de follow-up (1,301.7 / 100.000 contra 911,5 / 100 mil pessoas na população geral (taxa de incidência padronizada ou SIR 1,4, IC 95% 1,2-1,6).

Referências:
International Stroke Conference Oral Abstracts
Abstract 210: The Risk Of A Diagnosis Of Cancer After Ischemic Stroke: Two Year Follow-up Study Of 3247 Cancer Free Ischemic Stroke Patients
Adnan I Qureshi, Ahmed A Malik, Omar Saeed, Malik M Adil e Fareed K Suri

http://stroke.ahajournals.org/content/46/Suppl_1/A210.abstract?sid=996e8e92-a6ce-41dd-9a07-cd5537429010
 


Publicidade
https://xperienceforumoncologia21.com.br/
Publicidade
MERCK
Publicidade
SANOFI
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
300x250 ad onconews200519