28112020Sáb
AtualizadoSex, 27 Nov 2020 1pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

Combinação de terapias-alvo na era da medicina de precisão

Terapias_alvo_Net_OK.jpgUm dos desafios mais importantes na oncologia hoje é o co-desenvolvimento de drogas-alvo capazes de atuar de forma sinérgica ou complementar, uma vez que as terapias baseadas em agente único têm levado geralmente a resultados modestos, apesar dos notáveis progressos alcançados. A análise é do British Journal of Cancer, em editorial que destaca a importância de novos esquemas no tratamento do câncer. 

Múltiplos fatores inibem a ação das drogas-alvo, como a heterogeneidade tumoral e os mecanismos de resistência. Nesse contexto, os autores descrevem os resultados de um estudo de fase I que avalia o bloqueio vertical de MEK1/2 e do fator de receptor de insulina-1 (IGFR-1) em combinação com os agentes-alvo selumetinibe, da AstraZeneca, e o anticorpo monoclonal cixutumumabe, uma molécula desenvolvida por uma biotech de New Jersey, a ImClone Systems.

Nesta investigação, tanto o selumetinibe quanto o cixutumumabe tiveram atividade antitumoral modesta como agentes únicos, mas demonstraram resultados encorajadores com a combinação envolvendo IGFR-1 e inibidores de MEK, que tem o objetivo de minimizar os efeitos que podem levar ao desenvolvimento de resistência aos medicamentos. Os desfechos de segurança e tolerabilidade foram alcançados. Sintomas oftalmológicos relacionados com selumetinibe foram reportados, assim como erupção cutânea (77%), mucosite (53%), sintomas gastrintestinais e hiperglicemia.

Na próxima geração de sequenciamento, os autores defendem que todos os tumores devem ser testados e que a análise molecular deve ser entendida como fator crítico. Plataformas de investigação podem investigar uma série de mutações "hot-spot" e outras alterações, no esforço de identificar biomarcadores preditivos de resposta e resistência.

Com base na atividade anti-tumoral observada neste estudo preliminar realizado por Wilky e colegas, os investigadores sugerem que carcinomas de células escamosas de cabeça e pescoço, bem como da tireoide e os tumores colorretais são plataformas promissoras para explorar, assim como os carcinomas de pulmão não-pequenas células com mutação KRAS, suscetíveis de se beneficiar com o bloqueio simultâneo e IGFR-1 e MEK, numa combinação que promete atrair novas linhas de investigação.

Referências:
Combining targeted therapeutics in the era of precision medicine
D Papadatos-Pastos, M J De Miguel Luken e Timothy A Yap

http://www.nature.com/bjc/journal/v112/n1/full/bjc2014558a.html?WT.ec_id=BJC-201501
 


Publicidade
banner pfizer 2018 institucional 300x250px
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
banner_janssen2016_300x250_v2.jpg
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
Astrazeneca
Publicidade
IBCC
Publicidade
300x250 ad onconews200519