02122020Qua
AtualizadoQua, 02 Dez 2020 2pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

Novembro Azul quer driblar o preconceito

300x250.jpgO mês de novembro entrou para o calendário como símbolo de uma campanha nacional pela saúde do homem. O grande alerta é para o diagnóstico precoce do câncer de próstata, o mais frequente na população masculina.

“O homem brasileiro precisa estar consciente da importância do exame regular para acompanhar a saúde da próstata, através do toque retal e do controle periódico do PSA”, ensina Carlos Corradi Fonseca, presidente da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU). “Infelizmente, 95% dos casos ainda chegam aos serviços de saúde em estágios avançados”, lamenta o especialista.
 
Para mudar essa realidade, a SBU e o Instituto Lado a Lado pela Vida lideram o movimento Novembro Azul com uma série de ações para multiplicar informação de qualidade sobre o câncer de próstata e despertar a atenção para esse tema tão importante.
 
Para atingir a população masculina, a campanha chega aos estádios de futebol, promove intervenções em eventos populares e pedágios em locais de grande circulação. O calendário de atividades do Novembro Azul contempla ainda uma série de palestras informativas para leigos, além da iluminação de pontos turísticos em várias regiões do país.
 
O calendário do Novembro Azul também promove um fórum no Congresso Nacional e no Senado Federal com uma programação que quer debater as políticas públicas para a saúde do homem e dar relevo ao rastreamento do câncer de próstata.
 
"A campanha tem sido referência na missão de orientar a população masculina a cuidar melhor da saúde e procurar o médico com mais frequência”, diz Marlene Oliveira, presidente do Instituto Lado a Lado pela Vida. 

Recomendação

A Sociedade Brasileira de Urologia recomenda que homens a partir de 50 anos procurem seu urologista para discutir a prática e a realização da avaliação. Aqueles com maior risco da doença (história familiar, raça negra) devem procurar o urologista a partir dos 45 anos. Os exames consistem na dosagem sérica do PSA e no exame digital retal, complementares para o diagnóstico, com periodicidade anual.

O câncer de próstata é o câncer mais frequente no sexo masculino e a idade continua como o maior fator de risco. Cerca de 62% dos casos são em homens a partir dos 65 anos. Para 2014, o INCA estima 68.800 novos casos, valores que correspondem a um risco de 70,42 novos casos a cada 100 mil homens. 

Um toque, um drible

Preocupado com a saúde do homem, o Instituto Lado a Lado pela Vida criou em 2008 a campanha "Um Toque, Um Drible", com o objetivo de promover uma verdadeira mudança de paradigmas: de provedor de cuidados, o homem passa agora a ser sujeito de cuidados. A ideia deu certo e serviu para estimular a população masculina a realizar os exames preventivos. Em 2012, veio o Novembro Azul, que no ano passado alcançou 30 milhões de pessoas, com mais de 260 ações realizadas em 23 estados brasileiros.
 


 

Publicidade
banner pfizer 2018 institucional 300x250px
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
banner_janssen2016_300x250_v2.jpg
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
Astrazeneca
Publicidade
IBCC
Publicidade
300x250 ad onconews200519