15042024Seg
AtualizadoSex, 12 Abr 2024 4pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

 

Estudo populacional mostra associação entre tuberculose e risco de câncer

tuberculoseTuberculose (TB) é um fator de risco independente para o câncer, não apenas o de pulmão. A conclusão é de Kim et al. em estudo de base populacional que será apresentado na próxima edição do Congresso Europeu de Microbiologia Clínica e Doenças Infecciosas (ECCMID) de 2024, que acontece de 27 a 30 de abril, em Barcelona.

Embora a tuberculose possa ser curada com sucesso, a doença pode causar danos estruturais ou vasculares, anomalias metabólicas e resposta inflamatória do hospedeiro que podem levar a complicações, entre elas o risco aumentado de desenvolver câncer. Este risco pode ser influenciado tanto por danos no tecido do hospedeiro e no DNA, quanto pela interrupção dos processos normais de reparação genética e fatores de crescimento presentes no sangue.

Neste estudo observacional de base populacional, os pesquisadores usaram dados do Serviço Nacional de Seguro de Saúde – Banco de Dados Nacional de Informações de Saúde da Coreia do Sul, de 2010 a 2017, para examinar a incidência de câncer recém-diagnosticado entre 72.542 pacientes com tuberculose, com idade média de 62 anos, e 72.542 controles selecionados aleatoriamente da população geral. O grupo de análise e o grupo controle foram avaliados em uma proporção de 1:5, pareados com base em sexo, idade, nível de renda, residência e ano índice.

Os pacientes com tuberculose foram definidos como aqueles com código de doença para tuberculose inserido no sistema ou tratados com dois ou mais medicamentos contra tuberculose por mais de 28 dias. O endpoint primário do estudo foi a incidência de câncer em pacientes diagnosticados com infecções por tuberculose entre 2010 e 2017, em comparação com a coorte correspondente. Os endpoints secundários foram investigar os fatores de risco para incidência de câncer em pacientes com tuberculose.

Após um seguimento mediano de 67 meses, os pesquisadores identificaram que a incidência de todos os tipos de câncer combinados, câncer colorretal, câncer de tireoide e câncer de esôfago e gástrico foi respectivamente 80%, 57%, 56% e 55% maior entre os pacientes com tuberculose em comparação com os controles. Além disso, os pacientes do grupo da tuberculose tiveram incidência de câncer de pulmão 3,6 vezes maior, 2,4 vezes maior a incidência de malignidades hematológicas e 2,2 vezes maior a incidência de câncer ginecológico.

Após ajuste, tabagismo atual (risco aumentado de 40% versus não fumantes), consumo excessivo de álcool (risco aumentado de 15% versus consumo regular de álcool), doença hepática crônica (risco aumentado de 42% versus nenhuma doença hepática) e doença pulmonar obstrutiva crônica (8% risco aumentado) foram identificados como fatores de risco independentes para a incidência de câncer em pacientes com tuberculose.

“A tuberculose é um fator de risco independente para o câncer, não apenas o câncer de pulmão, mas também vários tipos de câncer, após ajuste para fatores de confusão. O rastreio e o tratamento do câncer devem ser garantidos em doentes com tuberculose”, concluem os autores.

Referência: ECCMID 2024 Abstract P0654: Increased risk of malignancy in patients with tuberculosis: a nationwide cohort study. J. Kim, S.J. Lee, J.Y. Ahn, S.J. Jeong, N.S. Ku, J.Y. Choi, J.S. Yeom, J.H. Kim, S.H. Park.

 

Publicidade
ABBVIE
Publicidade
ASTRAZENECA
Publicidade
SANOFI
Publicidade
ASTELLAS
Publicidade
NOVARTIS
banner_assine_300x75.jpg
Publicidade
300x250 ad onconews200519