22022024Qui
AtualizadoQua, 21 Fev 2024 9pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

 

A carga global do câncer de pulmão

pulmao 2020Estudo de Zhang et al. buscou quantificar a carga global, regional e nacional da incidência de câncer de pulmão para os quatro principais subtipos histológicos em 185 países e territórios. Os resultados foram relatados no Lancet Oncology e mostram que o adenocarcinoma se tornou globalmente o subtipo mais comum de câncer de pulmão em 2020.

O câncer de pulmão é o segundo câncer mais comum em todo o mundo, mas a distribuição por subtipo histológico permanece desconhecida. Neste estudo de base populacional, os pesquisadores utilizaram dados da incidência de câncer em cinco continentes e da Rede Africana de Registro de Câncer para avaliar as proporções de adenocarcinoma, carcinoma de células escamosas, carcinoma de células pequenas e carcinoma de células grandes. Zhang e colegas consideraram país, sexo e grupo etário, aplicando os dados obtidos às correspondentes estimativas nacionais de incidência do câncer de pulmão em 2020 (GLOBOCAN). Morfologias não especificadas foram realocadas para subtipos específicos. As taxas de incidência padronizadas por idade foram calculadas, ajustadas para diferenças na composição etária entre populações por país, utilizando a população padrão mundial para comparar os riscos de subtipos em todo o mundo.  

Os resultados mostram que, em 2020, houve uma estimativa de 2 206 771 novos casos de câncer de pulmão, com 1 435 943 casos em homens e 770 828 em mulheres em todo o mundo. Nos homens, os autores descrevem que 560 108 (39%) de todos os casos de câncer de pulmão eram adenocarcinoma, 351 807 (25%) eram carcinoma de células escamosas, 163 862 (11%) eram carcinoma celular de pequenas células e 115 322 (8%) eram carcinoma celular de grandes células.  Nas mulheres, 440 510 (57%) de todos os casos de câncer de pulmão eram adenocarcinoma, 91 070 (12%) eram carcinoma de células escamosas, 68 224 (9%) eram carcinomas de células pequenas e 49 246 (6%) carcinoma celular de células grandes.

As taxas de incidência padronizadas por idade para adenocarcinoma, carcinoma de células escamosas, carcinoma de células pequenas e carcinoma de células grandes, respectivamente, foram estimadas em 12,4, 7,7, 3,6 e 2,6 por 100.000 pessoas-ano em homens e 8,3, 1,6, 1,3 e 0,9 por 100.000 pessoas-ano em mulheres em todo o mundo.

Os resultados de Zhang et al. indicam que as taxas de incidência de adenocarcinoma excederam as do carcinoma de células escamosas em 150 dos 185 países em homens e em todos os 185 países em mulheres. Para homens, as maiores taxas de incidência padronizadas por idade por 100.000 pessoas-ano para adenocarcinoma, carcinoma de células escamosas, carcinoma de pequenas células e carcinoma de células grandes, respectivamente, ocorreram no leste da Ásia (23,5), na Europa Central e Oriental (17,5), Ásia Ocidental (7,2) e Sudeste Asiático (11,0). Para as mulheres, ocorreram, respectivamente, no leste da Ásia (16,0), norte da América (5,4), norte da América (4,7) e sudeste da Ásia (3,4).

“A incidência de cada subtipo apresentou um claro gradiente, de acordo com o Índice de Desenvolvimento Humano, para indivíduos do sexo masculino e feminino, com maiores taxas em países com Índice de Desenvolvimento Humano alto e muito alto”, destacam os autores.

Em síntese, o adenocarcinoma tornou-se globalmente o subtipo mais comum de câncer de pulmão em 2020, com taxas de incidência nos homens superiores às do carcinoma espinocelular na maioria dos países, e nas mulheres em todos os países. Os achados fornecem novos conhecimentos sobre a natureza da carga global do câncer de pulmão e facilitam ações preventivas personalizadas em cada região do mundo.

Referência: Published:October 11, 2023 DOI:https://doi.org/10.1016/S1470-2045(23)00444-8



Publicidade
ASTRAZENECA
Publicidade
ABBVIE
Publicidade
LIBBS
Publicidade
SANOFI
Publicidade
ASTRAZENECA
Publicidade
ASTELLAS
Publicidade
NOVARTIS
Publicidade
SANOFI
Publicidade
INTEGRAL HOME CARE
Publicidade
300x250 ad onconews200519