13042024Sáb
AtualizadoSex, 12 Abr 2024 4pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

 

Duração da abstinência do tabagismo antes do diagnóstico e sobrevida no CPCNP

aline fares 2 bxInterromper o tabagismo, mesmo no ano anterior ao diagnóstico do câncer de pulmão de células não pequenas, tem impacto na sobrevida global, com benefícios crescentes conforme mais longo for o tempo de abstinência (particularmente para pessoas que deixaram de fumar mais de 5 anos antes do diagnóstico). “Parar de fumar é benéfico a qualquer momento”, destacam os pesquisadores no Lancet Public Health. A oncologista Aline Fares (foto), pesquisadora do Princess Margaret Cancer Centre e médica da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (SP), é coprimeira autora do trabalho.

Nesta análise retrospectiva e agrupada de estudos de coorte, os pesquisadores utilizaram 26 coortes participantes do Clinical Outcomes Studies of the International Lung Cancer Consortium (COS-ILCCO) em 23 hospitais. 16 (62%) eram da América do Norte, seis (23%) eram da Europa, três (12%) eram da Ásia e um (4%) era da América do Sul. Os pacientes inscritos foram diagnosticados entre 1º de junho de 1983 e 31 de dezembro de 2019.

Os pacientes elegíveis tinham dados sobre tabagismo antes do diagnóstico de CPCNP, dados epidemiológicos no momento do diagnóstico (obtidos em grande parte a partir de questionários aos pacientes) e informações clínicas (obtidas de registros médicos). Curvas de Kaplan-Meier e modelos multivariáveis de Cox (isto é, taxas de risco ajustadas [aHRs]) foram gerados com dados individuais e harmonizados de pacientes do banco de dados do consórcio.

Os pesquisadores estimaram a sobrevida global para todas as causas, medida em anos desde a data do diagnóstico até a data do último acompanhamento ou morte por qualquer causa; e sobrevida específica do CPNPC.

Resultados

Dos 42.087 pacientes com CPCNP no banco de dados COS-ILCCO, 21.893 (52,0% homens) e 20.194 (48,0% mulheres), 4.474 (10,6%) foram excluídos por falta de dados.

Em comparação com os fumantes atuais (15.036 [40,0%] de 37.613), os pacientes com 1–3 anos de abstinência de tabaco antes do diagnóstico de CPNPC (2.890 [7,7%]) tiveram uma aHR de sobrevida global de 0,92 (95% IC 0,87–0,97). Pacientes com 3–5 anos de abstinência tabágica (1114 [3,0%]) tiveram uma aHR de sobrevida global de 0,90 (0,83–0,97), e pacientes com mais de 5 anos de abstinência de tabaco (10.841 [28,8%]) tiveram uma aHR de sobrevida global de 0,90 (0,87–0,93).

A melhora na sobrevida específica do CPNPC foi observada em 4.301 (44%) dos 9.727 pacientes que pararam de fumar e foi significativa em períodos de abstinência superiores a 5 anos (aHR 0,87, 95% CI 0,81–0,93). Os resultados foram consistentes em todas as distribuições de idade, sexo, histologia e estágio da doença.

“A análise de Aline Fares e colegas é a primeira a analisar os efeitos da duração da cessação do tabagismo antes do diagnóstico de câncer de pulmão na sobrevida global e específica do câncer de pulmão de células não pequenas (NSCLC) em quatro continentes (ou seja, Ásia, Europa, América do Norte e América do Sul)”, afirmam as pesquisadoras Rachael Murray e Emma O’Dowd em editorial2 que acompanha a publicação.

Murray e O’Dowd observam que as descobertas vêm somar às evidências de que parar de fumar é benéfico a qualquer momento. “Como os maiores ganhos na sobrevida específica do CPNPC vêm com uma maior duração da cessação do tabagismo, todos os profissionais de saúde devem reforçar os benefícios da cessação do tabagismo em todas as interações com os pacientes, e oferecer intervenções eficazes e baseadas em evidências para todos que fumam e estão dispostos a parar”, avaliam.

“Estas conclusões também devem ser incorporadas nas mensagens de saúde pública, contrariando as opiniões muitas vezes fatalistas dos fumantes de o dano já está feito e de que não há benefício em deixar de fumar ou em fazer rastreamento do câncer de pulmão”, conclui o editorial.

O estudo foi financiado pela Alan B Brown Chair, The Posluns Family Fund, The Lusi Wong Fund, e Princess Margaret Cancer Foundation, e está disponível em acesso aberto.

Referências: Fares AF, Li Y, Jiang M, et al. Association between duration of smoking abstinence before non-small-cell lung cancer diagnosis and survival: a retrospective, pooled analysis of cohort studies. Lancet Public Health. 2023; 8: e691-e700

Murray RL; O’Dowd E. Smoking cessation and lung cancer: never too late to quit. Open Access. Published: September, 2023 DOI: https://doi.org/10.1016/S2468-2667(23)00158-5


Publicidade
ABBVIE
Publicidade
ASTRAZENECA
Publicidade
SANOFI
Publicidade
ASTELLAS
Publicidade
NOVARTIS
banner_assine_300x75.jpg
Publicidade
300x250 ad onconews200519