30112020Seg
AtualizadoSeg, 30 Nov 2020 1am

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

Diabetes e o risco aumentado de câncer de cabeça e pescoço

C__ncer_de_Cabe__a_e_Pesco__o_NET_OK.jpgPacientes com diabetes mellitus (DM) podem ter um risco aumentado de quase 50% para câncer de cabeça e pescoço. A conclusão é de um estudo de caso-controle retrospectivo publicado online dia 24 de julho no periódico JAMA Otolaryngology-Head & Neck Surgery. 

A ligação de diabetes com câncer já é bem estabelecida para vários tumores, como câncer de pâncreas, de mama e de endométrio, além de dados que sugerem também sua relação com o câncer de cólon. “Nos tumores de cabeça e pescoço essa associação talvez não tenha sido muito estudada ou não estava tão evidente”, diz o oncologista Fernando Maluf, diretor do serviço de oncologia clínica do Centro Oncológico Antônio Ermírio de Moraes.

Utilizando bancos de dados do sistema de saúde de Taiwan, os pesquisadores estudaram cerca de 90 mil pacientes diagnosticados com diabetes em 2002 e compararam com 90 mil pacientes sem diabetes no grupo controle. Durante o seguimento até 2011, os cânceres de cabeça e pescoço foram diagnosticados em 0,71% dos pacientes com diabetes e em 0,50% do grupo controle. A incidência foi 1,47 vezes maior em pacientes recém-diagnosticados com DM na comparação com o grupo controle ([HR], 1,48, 95% CI, 1,31-1,67).

Os mecanismos relacionados à associação não são claros, mas podem envolver fatores de risco compartilhados, relacionados com morbidades metabólicas, como por exemplo hipertensão, dislipidemia e obesidade. Como no diabetes há uma pobre produção de insulina, muitas vezes acontece o aumento de substâncias que vão tentar compensar essa produção. “São outros fatores de crescimento. Além disso, o diabetes tem uma certa associação com a obesidade, outro ponto importante em termos de fatores de crescimento que podem estimular o câncer”, explica Maluf.

Segundo os autores, o risco de desenvolver câncer de cavidade oral, câncer de orofaringe e carcinoma de nasofaringe foram significativamente maiores em pacientes com DM. Os resultados ressaltam a necessidade de acompanhamento de pacientes diabéticos para o câncer de cabeça e pescoço.“Caso esses dados se confirmem, é preciso saber se esse fator de risco pode ser potencializado pela existência de outros fatores de risco, como o cigarro, o álcool e o HPV”, finaliza o oncologista.

Referência: http://archotol.jamanetwork.com/article.aspx?articleid=1888798
 

 


Publicidade
banner pfizer 2018 institucional 300x250px
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
banner_janssen2016_300x250_v2.jpg
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
Astrazeneca
Publicidade
IBCC
Publicidade
300x250 ad onconews200519