21052022Sáb
AtualizadoSex, 20 Maio 2022 7pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

Nivolumabe mostra dados de qualidade de vida no câncer urotelial

casal bergerot 2021Os brasileiros Cristiane Decat Bergerot (foto) e Paulo Bergerot são autores de editorial1 publicado na European Urology Oncology (EUO) que discute dados de qualidade de vida relacionada à saúde (HR-QOL) do ensaio CheckMate 274, tema de artigo de Witjes e colegas2 na mesma edição do EUO. O editorial tem como autor sênior o oncologista Sumanta K. Pal, do City of Hope Comprehensive Cancer Center.

Na era dos chamados inibidores de checkpoint imune, o tratamento adjuvante com nivolumabe mostrou benefício significativo na sobrevida livre de doença (20,8 vs 10,8 meses, P<0,001) em pacientes com câncer urotelial, estadio pT3-pT4a ou pN+ ou ypT2-4a ou ypN+ após quimioterapia neoadjuvante e cirurgia, conforme publicado no artigo de Fase 3 do CheckMate 274. O benefício foi ainda maior em pacientes com expressão de PD-L1 ≥1% (HR 0,55; IC 99% 0,35–0,85, p < 0,001). “No artigo de HR-QOL, Witjes e colegas, os resultados mostram, de forma sumária, que não houve diferença na HR-QOL entre os braços controle e experimental em comparações diretas entre pontos de tempo. Uma análise mais aprofundada do tempo de deterioração também mostrou pouca diferença entre os braços do estudo. As análises de subgrupo da população PD-L1 mostraram tendências semelhantes”, descreve o editorial.

No entanto, esses dados não são decepcionantes, sustentam os autores. “Pelo contrário, no contexto da terapia adjuvante, um equilíbrio nos resultados entre uma terapia ativa e placebo não implica em prejuízo global na HR-QOL induzida pelo tratamento”, analisam Pal e colegas.

Nesse estudo, foram utilizados dois questionários validados (EORTC QLQ-C30 e o EORTC QLQ 5 Dimensões -EQ-5D) em tempos pré-estabelecidos no tratamento e pós-tratamento. Contudo, os autores lembram que esses questionários (e outros também validados) têm limitações importantes no contexto de novas terapias, como os inibidores de checkpoint imune, que têm um conjunto único de considerações de toxicidade. “Nosso grupo está atualmente envolvido em pesquisas para examinar as percepções dos pacientes sobre as métricas atuais e esperamos que, em última análise, guiem seu refinamento”, destacam os autores do editorial.

Referências: 

1 - Cristiane Decat Bergerot, S. Liu, P. Bergerot et al., Quality of Life Data in CheckMate 274: Does It Move the Needle?, Eur Urol Oncol (2022), https://doi.org/10.1016/j.euo.2022.03.008

2 - Witjes JA, Galsky M, Gschwend JE, Broughton E, Braverman J, Nasroulah F. Health-related quality of life with adjuvant nivolumab after radical resection for high-risk muscle-invasive urothelial carcinoma: results from the phase 3 CheckMate 274 trial. Eur Urol Oncol. In press. https://doi.org/10.1016/j.euo.2022.02.003.


Publicidade
KITE PHARMA
Publicidade
NOVARTIS
Publicidade
https://xperienceforumoncologia21.com.br/
Publicidade
SANOFI
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
300x250 ad onconews200519