28112021Dom
AtualizadoSáb, 27 Nov 2021 11pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

Terapia de prótons no câncer de próstata não tem evidências

Pr__tons_NET_OK.jpgA Sociedade Americana de Radioterapia (ASTRO) divulgou no mês de junho sua recomendação para as políticas de cobertura sobre o uso da terapia de prótons em câncer de próstata, baseada na força das evidências sobre a eficácia do tratamento.

Enquanto o relatório afirma que existem evidências para o uso da terapia de prótons em cânceres oculares, tumores de base de crânio, alguns tumores da coluna vertebral, carcinoma hepatocelular primário e vários cânceres pediátricos, não há evidências para suportar sua recomendação no câncer de próstata, não sendo recomendada sua utilização para o tratamento primário fora de um ensaio clínico.

Apesar de haver poucas evidências de sua superioridade sobre a radioterapia padrão ou braquiterapia, nos EUA a terapia de prótons é comumente utilizada para câncer de próstata. No entanto, o Comitê de Tecnologia da ASTRO produziu uma revisão baseada em evidências e destacou o fato de que não há nenhuma evidência sólida para apoiar esse uso terapêutico. Segundo o documento, a técnica não mostra melhores resultados no controle da doença, nem na toxicidade.

No contexto atual, em que diversas reformas no sistema de saúde dos EUA têm sido defendidas para reduzir os custos do sistema de saúde, A ASTRO entendeu que não há muito sentido em continuar a reembolsar quase o dobro de um tratamento que não tem nenhum benefício comprovado sobre alternativas mais econômicas.

Referência:http://www.thelancet.com/journals/lanonc/article/PIIS1470-2045(14)70304-3/fulltext


 


Publicidade
https://xperienceforumoncologia21.com.br/
Publicidade
MERCK
Publicidade
SANOFI
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
300x250 ad onconews200519