25052022Qua
AtualizadoTer, 24 Maio 2022 1pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

Linfócitos infiltrantes de tumor estromal e valor prognóstico no câncer de mama precoce

MAMA bxAproximadamente um em cada 18 pacientes com câncer de mama tem menos de 40 anos no momento do diagnóstico. Somente nos Estados Unidos, o câncer de mama precoce afeta mais de 11 mil mulheres anualmente. Agora, estudo multicêntrico reportado 30 de março no Journal of Clinical Oncology (JCO) discute o valor prognóstico dos linfócitos infiltrantes de tumor estromal em pacientes jovens com câncer de mama triplo negativo.

O câncer de mama triplo negativo (TNBC, da sigla em inglês) é considerado agressivo e, portanto, praticamente todas as pacientes jovens com TNBC recebem quimioterapia (neo)adjuvante. O aumento de linfócitos infiltrantes de tumor estromal (sTILs) tem sido associado a um prognóstico favorável messa população.  No entanto, não se sabe se essa associação é válida para orientar estratégias de de-escalonamento de quimioterapia em mulheres jovens (< 40 anos), com linfonodo negativo (N0) e virgens de quimioterapia.

Neste estudo, os pesquisadores selecionaram pacientes com TNBC N0 diagnosticados entre 1989 e 2000 a partir de um registro de base populacional holandês. Foram consideradas mulheres abaixo de 40 anos ao diagnóstico, não expostas à terapia sistêmica (neo)adjuvante, como era prática padrão na época. Blocos embebidos em parafina fixados em formalina foram recuperados (PALGA: Dutch Pathology Registry) para revisão de patologia, incluindo sTILs. Modelo de regressão multivariada de Cox foi utilizado para estimar sobrevida global, com ou sem sTILs como covariável. A incidência cumulativa de metástase à distância ou morte foi analisada em um modelo que considerou um segundo tumor primário como risco competitivo.

Os resultados reportados por Jong et al. mostram que sTILs foram identificados em 441 pacientes. Altos sTILs (≥ 75%; 21%) se traduziram em excelente prognóstico, com incidência cumulativa em 15 anos de metástase à distância ou morte de apenas 2,1% (IC 95%, 0 a 5,0), enquanto baixos sTILs (< 30%; 52%) tiveram prognóstico desfavorável, com incidência cumulativa em 15 anos de metástase à distância ou morte de 38,4% (32,1 a 44,6). Além disso, os autores descrevem que cada incremento de 10% de sTILs diminuiu o risco de morte em 19% (razão de risco ajustada: 0,81; IC de 95%, 0,76 a 0,87), como um preditor independente que adiciona informações prognósticas às variáveis ​​clínico-patológicas padrão (χ2 = 46,7, P < 0,001).

“Pacientes jovens virgens de quimioterapia com TNBC N0 com sTILs elevados (≥ 75%) têm um excelente prognóstico a longo prazo. Portanto, os sTILs devem ser considerados para ensaios clínicos prospectivos investigando estratégias de redução de quimioterapia (neo)adjuvantes”, concluem os autores.

Referência: de Jong VMT, Wang Y, Ter Hoeve ND, Opdam M, Stathonikos N, Jóźwiak K, Hauptmann M, Cornelissen S, Vreuls W, Rosenberg EH, Koop EA, Varga Z, van Deurzen CHM, Mooyaart AL, Córdoba A, Groen EJ, Bart J, Willems SM, Zolota V, Wesseling J, Sapino A, Chmielik E, Ryska A, Broeks A, Voogd AC, Loi S, Michiels S, Sonke GS, van der Wall E, Siesling S, van Diest PJ, Schmidt MK, Kok M, Dackus GMHE, Salgado R, Linn SC. Prognostic Value of Stromal Tumor-Infiltrating Lymphocytes in Young, Node-Negative, Triple-Negative Breast Cancer Patients Who Did Not Receive (neo)Adjuvant Systemic Therapy. J Clin Oncol. 2022 Mar 30:JCO2101536. doi: 10.1200/JCO.21.01536. Epub ahead of print. PMID: 35353548.

 


Publicidade
KITE PHARMA
Publicidade
NOVARTIS
Publicidade
https://xperienceforumoncologia21.com.br/
Publicidade
SANOFI
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
300x250 ad onconews200519