25052022Qua
AtualizadoTer, 24 Maio 2022 1pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

Gastrectomia ou preservação do estômago no câncer gástrico precoce?

laercio gomes 2006Dados já reportados sugerem que a gastrectomia laparoscópica com navegação do linfonodo sentinela (LSNNS) pode melhorar a qualidade de vida e a nutrição pela preservação do estômago em sobreviventes de longo prazo de câncer gástrico. Agora, estudo randomizado que comparou LSNNS com gastrectomia laparoscópica padrão (LSG) mostrou que a LSNNS se equiparou à LSG em termos de sobrevida livre de doença em 3 anos, com margem de 5%, mas promoveu melhor qualidade de vida e nutrição a longo prazo. Os resultados estão em artigo de Kim et al. no Journal of Clinical Oncology (JCO). O cirurgião Laercio Gomes Lourenço (foto), professor associado de cirurgia na Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), comenta os resultados.

Neste estudo multicêntrico, prospectivo, randomizado, o objetivo foi provar a não-inferioridade da LSNNS, aqui chamada de cirurgia com preservação gástrica, comparada à gastrectomia laparoscópica padrão (LSG). Foram elegíveis pacientes com adenocarcinoma gástrico precoce (IA), randomizados para LSG ou LSNNS. O objetivo primário foi a sobrevida livre de doença em 3 anos; os objetivos secundários envolveram complicações pós-operatórias, qualidade de vida, aspectos nutricionais, sobrevivência doença-específica e sobrevida global.

No total, 527 pacientes foram incluídos na análise por intenção de tratar, randomizados para LSNNS (N= 258) ou LSG (N=269). A cirurgia de preservação do estômago (ressecção endoscópica, por exemplo) foi realizada em 210 pacientes (81%) no grupo LSNNS.

Os resultados publicados online no JCO mostram que as taxas de sobrevida livre de doença em 3 anos nos grupos LSG e LSNNS foram de 95,5% e 91,8%, respectivamente (diferença: 3,7%; IC 95%, -0,6 a 8,1). Três pacientes com recorrência e cinco com câncer gástrico metacrônico no grupo LSNNS foram submetidos à cirurgia padrão. Dois pacientes com metástase à distância em ambos os grupos foram tratados com quimioterapia paliativa. As taxas de sobrevida doença-específica e sobrevida global em 3 anos nos grupos LSG e LSNNS foram de 99,5% e 99,1% (P = 0,59) e 99,2% e 97,6% (P = 0,17), respectivamente. Complicações pós-operatórias ocorreram em 19% do grupo LSG e 15,5% do grupo LSNNS (P = 0,294). O grupo LSNNS apresentou melhor função física (P = 0,015), menos sintomas (P < 0,001) e nutrição melhorada do que o grupo LSG.

Em conclusão, LSNNS não demonstrou SER inferior em relação à LSG para SLD em três anos, com uma margem de 5%. No entanto, os autores destacam que a sobrevida doença-específica e a sobrevida global em 3 anos não foram diferentes após a cirurgia de resgate em casos de recorrência/câncer gástrico metacrônico, e a LSNNS teve melhor qualidade de vida e nutrição em longo prazo do que o LSG.

O cirurgião Laercio Gomes Lourenço observa que os autores enfatizaram que o estudo tem várias limitações. “Primeiro, a navegação por linfonodo sentinela no estômago é ainda controversa e pode acarretar até 46% de falso negativo. Em segundo lugar, ainda permanece a dúvida de submeter o doente a uma cirurgia tida como curativa (gastrectomia) e um procedimento de preservação do estomago que pode ser não oncologicamente adequado”, ressalta.

“Por fim, critérios de elegibilidade deste estudo incluíram as indicações expandidas para ressecção endoscópica. Portanto, mais doentes com câncer gástrico precoce, que atendem às indicações expandidas para ressecção endoscópica, deveriam ter sido incluídos neste estudo. Em segundo lugar, os doentes nos quais a LSNNS foi indicada estão concentrados principalmente em áreas com alta prevalência de câncer gástrico precoce. Portanto, a prática de LSNNS pode estar limitada geograficamente. Vamos aguardar os resultados tardios de 5 anos serem publicados, conclui Laercio.

A íntegra do estudo está disponível, em acesso aberto.

Referência: Kim YW, Min JS, Yoon HM, An JY, Eom BW, Hur H, Lee YJ, Cho GS, Park YK, Jung MR, Park JH, Hyung WJ, Jeong SH, Kook MC, Han M, Nam BH, Ryu KW. Laparoscopic Sentinel Node Navigation Surgery for Stomach Preservation in Patients With Early Gastric Cancer: A Randomized Clinical Trial. J Clin Oncol. 2022 Mar 24:JCO2102242. doi: 10.1200/JCO.21.02242. Epub ahead of print. PMID: 35324317.

 


Publicidade
KITE PHARMA
Publicidade
NOVARTIS
Publicidade
https://xperienceforumoncologia21.com.br/
Publicidade
SANOFI
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
300x250 ad onconews200519