26102021Ter
AtualizadoSeg, 25 Out 2021 12am

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

FDA aprova combinação no tratamento de segunda linha do câncer colorretal metastático BRAF-mutado

cancer colorretal 2018 NET OKA agência norte-americana Food and Drug Administration (FDA) aprovou uma nova indicação para o anticorpo anti-EGFR cetuximabe (Erbitux®), agora em combinação com encorafenibe (Braftovi®) para o tratamento de pacientes adultos com câncer colorretal metastático com mutação BRAF V600E. A aprovação é baseada nos resultados do ensaio fase III BEACON CRC.

O ensaio fase III BEACON CRC, randomizado, ativo-controlado, aberto, multicêntrico, avaliou cetuximabe em combinação com encorafenibe em pacientes com câncer colorretal metastático com mutação BRAF V600E (detectada por um teste aprovado pela FDA), com progressão da doença após um ou dois regimes anteriores. Os pacientes foram randomizados 1: 1: 1 para um dos seguintes braços de tratamento: encorafenibe 300 mg por via oral uma vez ao dia em combinação com cetuximabe (braço encorafenibe / cetuximabe); encorafenibe 300 mg via oral uma vez ao dia em combinação com cetuximabe e binimetinibe; e irinotecano com cetuximabe ou FOLFIRI com cetuximabe (braço de controle).

O principal endpoint foi a sobrevida global. Endpoints secundários incluíram sobrevida livre de progressão, taxa de resposta objetiva (ORR) e duração da resposta (DoR), conforme avaliado por revisão central independente cega (BICR).

A sobrevida global e sobrevida livre de progressão foram avaliadas em todos os pacientes randomizados. ORR e DoR foram avaliados no subconjunto dos primeiros 220 pacientes incluídos na parte randomizada de encorafenibe/cetuximabe e no braço controle do estudo. Um total de 220 pacientes foram randomizados para o braço encorafenibe/cetuximabe e 221 para o braço controle. O estudo foi conduzido em mais de 200 centros de investigação na América do Norte, América do Sul, Europa e região da Ásia-Pacífico.

A combinação de cetuximabe e encorafenibe demonstrou uma mediana de sobrevida global de 8,4 meses (95% CI: 7,5, 11,0), em comparação com 5,4 meses (95% CI: 4,8, 6,6) para o braço de controle (irinotecano com cetuximabe ou FOLFIRI com cetuximabe) ([HR 0,60, (95% CI: 0,45, 0,79), p = 0,0003]). Além disso, cetuximabe mais encorafenibe mostrou uma taxa de resposta objetiva (ORR) de 20% (95% CI: 13%, 29%), em comparação com 2% (95% CI: 0%, 7%) para o braço de controle (p < 0,0001), e uma mediana de sobrevida livre de progressão (mPFS) de 4,2 meses (95% CI: 3,7, 5,4), em comparação com 1,5 meses para o braço de controle (95% CI: 1,4, 1,7) ([HR 0,40, (95% CI: 0,31, 0,52), p <0,0001]).

A segurança de cetuximabe (infusão inicial de 400 mg/m2, seguido de 250 mg/m2 semanalmente) em combinação com encorafenibe (300 mg uma vez ao dia) foi avaliada em 216 pacientes com câncer colorretal metastático com mutação BRAF V600E.

As reações adversas mais comuns (≥25%) em pacientes recebendo cetuximabe em combinação com encorafenibe foram fadiga, náusea, diarreia, dermatite acneiforme, dor abdominal, diminuição do apetite, artralgia e erupção cutânea.

 

Publicidade
Outubro Rosa A.C.Camargo 2021
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
https://xperienceforumoncologia21.com.br/
Publicidade
MERCK
Publicidade
SANOFI
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
300x250 ad onconews200519