26102021Ter
AtualizadoSeg, 25 Out 2021 12am

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

Índice de toxicidade e adesão à terapia endócrina no CDIS

MAMA NET OKQue razões mais levam à interrupção da terapia endócrina em pacientes com carcinoma ductal in situ (CDIS) tratadas com terapia conservadora de mama? Estudo que analisou os participantes do ensaio NRG Oncology/NSABP B-35 apresenta dados reportados pelos próprios pacientes sobre toxicidade e desistência ao tratamento com anastrozol ou tamoxifeno, em artigo no Journal of Clinical Oncology.

Com o objetivo de analisar o relato de toxicidade e a tolerabilidade ao tratamento endócrino em mulheres com CDIS, os pesquisadores consideraram os dados do questionário de eventos adversos (EA) do estudo NSABP B-35 e resultados relatados pelos próprios pacientes (PRO) para explorar as razões para a interrupção do anastrozol ou do tamoxifeno.

Nesta análise, mulheres na pós-menopausa com carcinoma ductal in situ tratadas com terapia conservadora da mama foram randomizadas para anastrozol ou tamoxifeno por 5 anos. O endpoint primário foi o tempo para a descontinuação do tratamento. Os EAs foram coletados a cada 6 meses após a randomização de todos os 3.104 participantes e resumidos usando o Índice de Toxicidade (IT). Os dados do PRO foram coletados no início do tratamento e a cada 6 meses e 1.194 participantes tiveram informações disponíveis para análise. As análises univariadas e multivariadas do tempo até a descontinuação do tratamento foram realizadas usando modelos de regressão de Cox com ITs e PROs como covariáveis ​​dependentes do tempo. 

Resultados

Os autores reportam que dos 3.046 participantes analisados, 869 (28,5%) interromperam o tratamento prematuramente. Na análise multivariada, trombose e artralgia foram as razões mais associadas à descontinuação do tamoxifeno e do anastrozol; EAs adicionais associados à descontinuação variaram de acordo com o medicamento. “Além disso, a interferência da dor, ondas de calor e infelicidade foram associadas à descontinuação do tamoxifeno (n = 589; índice de concordância de 0,686 [IC 95%, 0,640 a 0,732]). Quando apenas os PROs desde o baseline foram examinados, a interferência da dor, ondas de calor e infelicidade foram associados a um menor tempo para a descontinuação do tamoxifeno; apenas ondas de calor foram associadas à descontinuação do anastrozol, relata a publicação.

Para os autores, a análise dos EAs usando o Índice de Toxicidade gerou percepções importantes sobre as razões que levam à descontinuação da terapia endócrina. “Esses achados podem ser clinicamente úteis para a identificação a priori de pacientes que terão dificuldade em tolerar um tratamento endócrino específico. Além disso, o uso do IT pode enriquecer a avaliação da tolerabilidade ao tratamento a partir de dados de ensaios clínicos realizados anteriormente”, destacam.

Referência: Toxicity Index, Patient-Reported Outcomes, and Early Discontinuation of Endocrine Therapy for Breast Cancer Risk Reduction in NRG Oncology/NSABP B-35 - N. Lynn Henry et al - DOI: 10.1200/JCO.21.00910 Journal of Clinical Oncology - Published online September 23, 2021.


Publicidade
Outubro Rosa A.C.Camargo 2021
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
https://xperienceforumoncologia21.com.br/
Publicidade
MERCK
Publicidade
SANOFI
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
300x250 ad onconews200519