27092021Seg
AtualizadoSex, 24 Set 2021 3pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

Terapia-alvo e tratamento endócrino combinados no câncer de mama luminal

marcelle ponde 2021Artigo de revisão discute os dados disponíveis sobre combinações de terapia-alvo com terapia endócrina para as configurações iniciais e avançadas do câncer de mama luminal, o subtipo mais comum de câncer de mama, incluindo medicamentos aprovados e agentes em desenvolvimento. O trabalho foi publicado no periódico Expert Review of Anticancer Therapy, em artigo que tem os oncologista Marcelle Goldner e Noam Pondé (foto) como primeiro autor e autor sênior, respectivamente.

Por décadas, a terapia endócrina tem sido a base do tratamento do câncer de mama luminal, subtipo mais comum de câncer de mama. No entanto, apesar do benefício substancial, as resistências primária e secundária à terapia endócrina são questões clínicas importantes.

Hoje, no ambiente avançado, três classes distintas de agentes direcionados mTOR, CDK4/6 e inibidores de PI3K estão aprovados para uso. “A associação de terapias-alvo com a terapia endócrina tem mudado a história natural do câncer de mama luminal, uma vez que atua sobre potenciais mecanismos de resistência da hormonioterapia isolada, resultando em incremento de sobrevida e taxa de resposta. A sobrevida livre de quimioterapia possibilitada por estas combinações infere em ganho de funcionalidade e qualidade de vida, desfechos cruciais para os pacientes, embora muitas vezes subvalorizados”, ressaltam os autores. “O tratamento de primeira linha com inibidores de CDK4/6 associado à hormonioterapia é o padrão nos dias atuais quando não há crise visceral, e observamos na prática diária resultados expressivos com a combinação. Mais recentemente, estamos nos familiarizando com os inibidores de PI3K”, acrescentam.

Os pesquisadores observam que foram apresentados resultados promissores no cenário adjuvante, que ainda precisam de maior follow-up. “Aguardamos dados sobre a neoadjuvância e possibilidades de descalonamento do tratamento quimioterápico num futuro próximo. O uso de biomarcadores, aliado a terapias menos tóxicas e mais efetivas permite o cuidado individualizado do paciente e sua extensão para populações mais fragilizadas”, concluem.

Referência: Marcelle Goldner, Natasha Pandolfi, Debora Maciel, Julianne Lima, Solange Sanches & Noam Pondé (2021) Combined endocrine and targeted therapy in luminal breast cancer, Expert Review of Anticancer Therapy, DOI: 10.1080/14737140.2021.1960160

 

 

Publicidade
https://xperienceforumoncologia21.com.br/
Publicidade
MERCK
Publicidade
SANOFI
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
300x250 ad onconews200519