02122021Qui
AtualizadoSeg, 29 Nov 2021 7pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

Ácido folínico de resgate na neoplasia trofoblástica gestacional de baixo risco

braga 21 2Estudo publicado no periódico Gynecologic Oncology comparou os resultados de pacientes com neoplasia trofoblástica gestacional de baixo risco tratadas com metotrexato por 8 dias com dois regimes diferentes de ácido folínico. Antonio Braga (foto), Professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro e da Universidade Federal Fluminense, é autor sênior do trabalho realizado em colaboração com a Harvard Medical School.

O estudo de coorte retrospectivo acompanhou pacientes com neoplasia trofoblástica gestacional (NTG) de baixo risco tratadas na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) entre janeiro de 2000 a dezembro de 2019. As pacientes receberam metotrexato (MTX) por 8 dias com ácido folínico (AF) de 0,1 mg/kg (esquema padrão) versus dose fixa de 15 mg (regime proposto em 2013 pelo Charing Cross Hospital de Londres).

Resultados

Entre 667 pacientes com GTN de baixo risco, 323 foram tratadas com AF 0,1 mg/kg e 142 com AF em dose fixa de 15 mg. Os dois grupos foram comparáveis ​​em termos de perfil clínico, mas diferiram no nível de pré-tratamento de hCG (8883 versus 5127 IU / L, p <0,01) e pontuação de risco FIGO 5/6 (3,4% versus 18,3%, p <0,01), respectivamente. Apesar disso, não houve diferença na taxa de remissão no tratamento de primeira linha (76,8 versus 81%, p = 0,33), embora o ácido folínico a 0,1 mg/kg tenha apresentado um número significativamente maior de ciclos de quimioterapia para remissão (5 versus 4, p <0,01), necessidade de atrasar a quimioterapia devido à toxicidade (6,8 versus 2,8%, p <0,01) e tempo para remissão, (12 versus 8 semanas, p <0,01), respectivamente.

Uma análise de regressão logística mostrou que os diferentes regimes de resgate de ácido folínico pareciam comparáveis ​​em termos de obtenção de remissão na quimioterapia de primeira linha para GTN de baixo risco (OR: 5,16, IC95%: 0,84–31,64, p = 0,08).

"Ácido folínico dose fixa de 15 mg em comparação com AF 0,1 mg/kg foi associada a taxa de remissão primária semelhante, recidiva ou morte entre pacientes com neoplasia trofoblástica gestacional de baixo risco tratadas com metotrexato por 8 dias. Este regime é altamente prático, reduz as visitas às unidades de saúde, parece igualmente seguro e pode ser preferível com o regime demetotrexato por 8 dias no tratamento de GTN de baixo risco", observaram os autores. "A facilidade de administração, menor toxicidade e custo mais baixo indicam a dosagem fixa de ácido folínico como a opção preferida para o tratamento dessa população de pacientes", conclui Braga.

Referência: Folinic acid rescue during methotrexatetreatment for low-risk gestational trophoblastic neoplasia – How much is just right? - Juliana Gomes Poli; Gabriela Paiva; Fernanda Freitas; Paulo Mora; Luis Guillermo Coca Velarde; Joffre Amim Junior; Jorge Rezende Filho; Kevin M. Elias; Neil S. Horowitz; Antonio Braga; Ross S. Berkowitz - Published: July 13, 2021 - DOI:https://doi.org/10.1016/j.ygyno.2021.07.013

 

Publicidade
NOVARTIS
Publicidade
Publicidade
https://xperienceforumoncologia21.com.br/
Publicidade
MERCK
Publicidade
SANOFI
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
300x250 ad onconews200519