01082021Dom
AtualizadoDom, 01 Ago 2021 10pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

NALA: resultados em pacientes com câncer de mama HER2-positivo e metástases do sistema nervoso central

cristiano padua 2020 ok bxEm um subgrupo de pacientes com câncer de mama HER2-positivo e metástases do sistema nervoso central (SNC) previamente tratados com terapias anti-HER2, a combinação de neratinibe mais capecitabina foi associada a sobrevida livre de progressão prolongada e resultados do SNC em comparação com lapatinibe mais capecitabina. Os resultados de análise do estudo de fase III NALA foram publicados na The Oncologist, em artigo que tem o oncologista Cristiano de Souza Pádua (foto), do Hospital de Câncer de Barretos, como coautor.

Nessa análise, foram relatos os resultados em os pacientes com metástases do SNC no início do ensaio clínico randomizado, controlado, de fase III NALA, que avalia neratinibe mais capecitabina (N + C) versus lapatinibe mais capecitabina (L + C) em pacientes com câncer de mama câncer de mama metastático HER2-positivo que receberam dois ou mais regimes anteriores anti-HER2.

Foram elegíveis pacientes com metástases cerebrais assintomáticas/estáveis ​​(tratadas ou não). As pacientes foram randomizadas para receber neratinibe 240 mg por dia + capecitabina 750 mg/m2 duas vezes ao dia (N+C) ou lapatinibe 1.250 mg por dia + capecitabina 1.000 mg/m2 duas vezes ao dia via oral (L+C). A sobrevida livre de progressão (SLP), sobrevida global (SG) e os desfechos do SNC foram avaliados de forma independente. 

Resultados

De 621 pacientes inscritos, 101 (16,3%) tinham metástases do SNC conhecidas no início do estudo (N + C, n = 51; L + C, n = 50); 81 haviam recebido radioterapia e/ou cirurgia prévia dirigida ao SNC. No subgrupo SNC, a mediana de sobrevida livre de progressão em 24 meses foi de 7,8 meses com N + C versus 5,5 meses com L + C (hazard ratio [HR], 0,66; 95% CI, 0,41-1,05), e mediana de sobrevida global em 48 meses de 16,4 versus 15,4 meses (HR, 0,90; 95% CI, 0,59-1,38).

Aos 12 meses, a incidência cumulativa de intervenções para doença do SNC foi de 25,5% para N + C versus 36,0% para L + C, e a incidência cumulativa de doença progressiva do SNC foi de 26,2% versus 41,6%, respectivamente. Em pacientes com lesões alvo do SNC no início do estudo (n = 32), as taxas de resposta objetiva intracraniana confirmadas foram de 26,3% e 15,4%, respectivamente. Não foi observado nenhum novo sinal de segurança.

“Essas análises sugerem melhores resultados de sobrevida livre de progressão e do sistema nervoso central com N + C versus L + C em pacientes com câncer de mama HER2-positivo e metástases no SNC, e apoiam o papel do neratinibe como uma opção de tratamento sistêmico no manejo dessa população de pacientes”, concluíram os autores.

Referência: Efficacy of Neratinib Plus Capecitabine in the Subgroup of Patients with Central Nervous System Involvement from the NALA Trial - Sara A. Hurvitz et al - https://doi.org/10.1002/onco.13830

 


Publicidade
MERCK
Publicidade
SANOFI
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
300x250 ad onconews200519