14062021Seg
AtualizadoQui, 10 Jun 2021 9pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

Estudo global avalia imunogenicidade da vacina contra COVID-19 em pacientes oncohematológicos tratados com terapia celular

covid hematoO Centro Internacional de Pesquisa de Transplante de Sangue e Medula óssea (CIBMTR®) anunciou o lançamento de um grande estudo observacional para entender a segurança, eficácia e durabilidade das respostas às vacinas contra COVID-19 em pacientes com doenças hematológicas malignas e não malignas tratados com transplante de células hematopoiéticas (HCT) ou terapias celulares. O estudo iniciou o recrutamento e pretende inscrever 732 pacientes que receberam HCT ou terapia CAR T cells nos últimos 12 meses, prevendo como parte do padrão de cuidados a vacinação contra a COVID-19.

Atualmente, a National Comprehensive Cancer Network (NCCN) recomenda a vacinação da COVID-19 pelo menos três meses após a terapia celular, mas afirma que a eficácia da vacina contra COVID-19 em pacientes imunocomprometidos ainda é desconhecida. Os resultados deste estudo devem trazer informações relevantes para médicos e pacientes transplantados sobre a vacinação contra COVID-19. O estudo tem a colaboração da Rede de Ensaios Clínicos de Transplante de Sangue e Medula (BMT CTN).

“É fundamental entender como pacientes imunocomprometidos com distúrbios hematológicos graves que recebem terapias celulares respondem a essas vacinas", disse Jeffery J. Auletta, vice-presidente senior e diretor científico da CIBMTR. “É particularmente importante entender o efeito do momento da vacinação sobre a imunogenicidade, porque esses dados informarão as futuras recomendações de vacinação e identificarão os pacientes que podem ser avaliados quanto à necessidade de revacinação ao longo do tempo. A infraestrutura que desenvolvemos neste processo pode ser facilmente expandida para estudar vacinas SARS-CoV-2 adicionais à medida que se tornarem disponíveis”, acrescentou Mary M. Horowitz, diretora científica e principal pesquisadora do BMT CTN.

Neste estudo multicêntrico, os 732 pacientes inscritos estarão em seis coortes definidas pelo tipo de terapia celular e momento da vacinação. O objetivo principal é comparar a imunogenicidade das vacinas contra COVID-19 em pacientes que iniciaram o esquema de vacinação menos de seis meses após o HCT / CAR-T versus aqueles que iniciaram o esquema de vacinação seis a 12 meses após o HCT / CAR-T. Os pacientes que atenderem aos critérios de elegibilidade do protocolo e que consentirem na coleta de quatro amostras de sangue serão inscritos. A previsão é concluir este estudo observacional no período de um ano.

Referência: https://web.emmes.com/study/bmt2/protocol/2101_protocol/2101_protocol.html

 

 

Publicidade
NEXT FRONTIERS 2021
Publicidade
MERCK
Publicidade
SANOFI
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
300x250 ad onconews200519