Vacinação contra HPV em jovens adultos nos EUA

Vacina cancer NET OKAs taxas de vacinação contra o papilomavírus humano (HPV) são monitoradas para adolescentes de 13 a 17 anos. No entanto, pouco se sabe sobre as taxas de vacinação em jovens adultos. Usando dados do National Health Interview Surveys de 2010-2018, pesquisadores da Michigan Medicine demonstraram que apenas 16% dos homens e 42% das mulheres entre 18 a 21 anos receberam pelo menos uma dose da vacina contra o HPV em qualquer idade. Os resultados foram publicados no Jama Network.

A vacina do HPV foi aprovada para mulheres em 2006 e homens em 2009 para a prevenção de câncer anogenital e verrugas. As indicações foram expandidas em 2020 para incluir a prevenção do câncer orofaríngeo, mais comum em homens. O Comitê Consultivo em Práticas de Imunização recomenda a vacinação de rotina com 2 doses na idade de 11 a 12 anos, com vacinação de recuperação entre 13 e 26 anos (idade limitada a 13-21 anos de 2011 a 2019 para homens). Se a primeira dose ocorrer após os 15 anos de idade, a recomendação é uma série de 3 doses.

Neste estudo, os pesquisadores analisaram os dados da National Health Interview Survey 2010-2018, uma pesquisa domiciliar anual com entrevistas pessoais e uma taxa de resposta de mais de 70% das famílias elegíveis. Foram incluídos entrevistados com idades entre 18 e 21 anos, questionados com que idade foram vacinados contra o HPV e quantas doses receberam. Os resultados primários foram o autorrelato do recebimento de qualquer dose de vacinação contra o HPV antes dos 21 anos de idade e o recebimento da primeira dose entre os 18 e 21 anos. Além disso, foi avaliada a conclusão da série de vacinas (3 doses) para aqueles que iniciaram a vacinação entre 18 e 21 anos. Os resultados foram analisados ​​por sexo, e foram avaliadas as tendências de recebimento de uma dose de vacinação em qualquer idade por ano.

Resultados

Dados sobre o recebimento da vacinação estavam disponíveis para 93% dos entrevistados. O estudo inclui dados não ponderados de 6.606 mulheres (52%) e 6.038 homens (48%). Após a ponderação, 42% das mulheres (95% CI, 40% -43%) e 16% dos homens (95% CI, 15% -18%) dos homens receberam pelo menos 1 dose da vacina contra o HPV em qualquer idade. Entre as mulheres, a porcentagem aumentou de 32% (95% CI, 28% -37%) em 2010 para 55% (95% CI, 49% -61%) em 2018 (P = 0,001). Entre os homens, a porcentagem aumentou de 2% (95% CI, 1% -4%) em 2010 para 34% (95% CI, 29% -40%) em 2018 (P <0,001).

Entre 6.606 mulheres, 254 (ponderado, 4% [95% CI, 3% -4%]) receberam sua primeira vacinação contra o HPV entre 18 e 21 anos. Entre 6.038 homens, 162 (ponderado, 3% [95% CI, 2% -3%]) receberam sua primeira dose entre 18 e 21 anos. Destes, 46% (95% CI, 38% -55%) das mulheres e 29% (95% CI, 20% -40%) dos homens completaram a série de vacinação.

“Descobrimos que as taxas de vacinação contra o HPV autorreferidas para mulheres e homens, seja para recebimento de uma dose em qualquer idade ou entre as idades de 18 e 21 anos, foram baixas, embora tenham aumentado com o tempo. Em comparação, o recebimento de 1 ou mais doses entre adolescentes em 2018 foi de 68,1%. Todas as taxas foram menores para homens do que para mulheres”, observaram os autores.

“Possíveis estratégias para melhorar a captação e a conclusão da vacinação entre os adultos jovens incluem o aproveitamento de campanhas de vacinação em universidades ou comunidades, especialmente voltadas para os homens, identificação da necessidade de vacinação contra o HPV no momento da vacinação contra influenza, eliminação de barreiras de custo e melhor educação dos médicos de atenção primária em relação ao risco de cânceres associados ao HPV, especialmente em homens”, concluíram.

Referência: Chen MM, Mott N, Clark SJ, et al. HPV Vaccination Among Young Adults in the US. JAMA. 2021;325(16):1673–1674. doi:10.1001/jama.2021.0725