05082021Qui
AtualizadoTer, 03 Ago 2021 4pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

Uso de aspirina e risco de câncer colorretal em idosos

alexandre palladino inca bxO uso regular de aspirina está associado à redução do risco de câncer colorretal em idosos com 70 anos ou mais, mas apenas se administrado por 5 ou mais anos antes dessa idade. Os resultados de análise combinada de dois estudos de coorte com um total de 94.540 participantes foram publicados no Jama Oncology. “Os dados desta análise trazem a oportunidade de prevenção com uma droga barata, que também tem o potencial de reduzir o risco de eventos cardiovasculares dos pacientes”, avalia o oncologista Alexandre Palladino (foto), chefe da oncologia clínica do Hospital do Câncer I, do Instituto Nacional do Câncer (INCA).

Embora a aspirina seja recomendada para a prevenção do câncer colorretal (CCR) entre adultos de 50 a 59 anos, dados recentes de um ensaio clínico randomizado sugerem falta de benefício, e até mesmo possível danos, entre idosos.

Esta análise conjunta de dois grandes estudos de coorte dos Estados Unidos, o Nurses Health Study (1 de junho de 1980 a 30 de junho de 2014) e o Health Professionals Follow-up Study (1 de janeiro de 1986 a 31 de janeiro de 2014). Foram incluídos 94.540 participantes com 70 anos ou mais acompanhados até 30 de junho de 2014 (mulheres) ou 31 de janeiro de 2014 (homens).

Foram excluídos participantes com diagnóstico de qualquer tipo de câncer, exceto câncer de pele não melanoma ou doença inflamatória intestinal. As análises estatísticas foram realizadas entre dezembro de 2019 e outubro de 2020. Modelos de riscos proporcionais de Cox foram usados ​​para calcular taxas de risco ajustadas multivariadas (HRs) e intervalos de confiança de 95% para câncer colorretal incidente.

Resultados

Entre os 94.540 participantes (mediana de idade [SD], 76,4 [4,9] anos para mulheres, 77,7 [5,6] anos para homens; 67223 mulheres [71,1%]; 65 259 mulheres brancas [97,1%], 24 915 homens brancos [96,0%]) com 70 anos ou mais, foram documentados 1431 casos incidentes de câncer colorretal em 996463 pessoas-ano de acompanhamento. Após o ajuste para outros fatores de risco, o uso regular de aspirina foi associado a um risco significativamente menor de câncer colorretal aos 70 anos ou mais em comparação com o uso não regular (HR, 0,80; 95% CI, 0,72-0,90).

“No entanto, a associação inversa foi evidente apenas entre usuários que iniciaram o uso de aspirina antes dos 70 anos (HR, 0,80; 95% CI, 0,67-0,95). O início do uso aos 70 anos ou mais não foi significativamente associado a um menor risco de câncer colorretal (HR, 0,92; 95% CI, 0,76-1,11)”, destaca a publicação.

Em comentário publicado no NEJM Journal Watch, o oncologista David H. Ilson, do Memorial Sloan Kettering Cance Center, observa que a análise reforça o potencial benefício de proteção contra o câncer do uso regular de aspirina, demonstrando que o benefício continua após os 70 anos. “No entanto, o benefício é limitado ao uso de aspirina por 5 anos ou mais antes dos 70 anos de idade. Ou seja, iniciar aspirina preventiva aos 70 anos ou mais pode não conferir uma redução nesse risco”, observa. “O dano potencial do uso de aspirina em pacientes mais velhos não foi abordado nesta análise”, acrescenta Ilson.

“O câncer colorretal é o terceiro mais comum entre homens e mulheres no Brasil. Não há dúvida que este é um dado muito interessante pelo potencial de impacto na nossa prática médica. Devemos observar a importância do benefício ter sido observado quando iniciada antes dos 70 anos e por um período de pelo menos 5 anos”, conclui Palladino.

Referências: 

1 - Guo C, Ma W, Drew DA, et al. Aspirin Use and Risk of Colorectal Cancer Among Older Adults. JAMA Oncol. 2021;7(3):428–435. doi:10.1001/jamaoncol.2020.7338

2 - Benefit of asprin to reduce colon caner risk is age and duration dependent - David H. Ilson, MD, PhD, reviewing 


Publicidade
MERCK
Publicidade
SANOFI
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
300x250 ad onconews200519