30072021Sex
AtualizadoQui, 29 Jul 2021 4pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

FDA aprova isatuximabe no mieloma múltiplo

approved NET OKA agência norte-americana Food and Drug Administration (FDA) aprovou o uso de isatuximabe (Sarclisa®, Sanofi) em combinação com carfilzomibe e dexametasona para pacientes com mieloma múltiplo recorrente ou refratário (MMRR) que receberam uma a três linhas de tratamento.

A decisão da FDA é baseada nos resultados do estudo de Fase 3 IKEMA, que demonstrou benefícios com a adição de isatuximabe a carfilzomibe e dexametasona nessa população de pacientes, reduzindo o risco de progressão da doença ou morte em 45%. O ensaio envolveu 302 pacientes com MMRR, selecionados em 69 centros em 16 países. O benefício (HR 0,548, IC 95% 0,366-0,822, p = 0,0032) foi observado em uma população de pacientes de difícil tratamento, incluindo idosos e aqueles com alto risco citogenético ou insuficiência renal.

As reações adversas mais frequentes (em ≥20% dos pacientes) no braço de intervenção foram infecção do trato respiratório superior (67% vs. 57%), reações relacionadas à infusão (46% vs. 3,3%), fadiga (42% vs. 32%), hipertensão (37% vs. 32%), diarreia (36% vs. 29%), pneumonia (36% vs. 30%), dispneia (29% vs. 24%), bronquite (24% vs. 13%) e tosse (23% vs. 15%). As reações adversas graves reportadas em mais de 5% dos pacientes tratados com isatuximabe foram pneumonia (25%) e infecções do trato respiratório superior (9%). A descontinuação do tratamento por reações adversas (Grau 1-4) ocorreu em 8% dos pacientes no braço de intervenção.

Para Thomas G. Martin, Diretor do Programa de Mieloma Múltiplo da Universidade da Califórnia e membro do Programa de Malignidades Hematopoéticas do Helen Diller Family Comprehensive Cancer Center, a aprovação marca um avanço importante para os pacientes com recidiva da doença e reforça o potencial do novo agente como um padrão de tratamento no mieloma múltiplo recorrente ou refratário. Isatuximabe é um anticorpo monoclonal anti- CD38 que induz a atividade imunomoduladora e a apoptose nas células tumorais de MM.

O mieloma múltiplo é a segunda neoplasia hematológica mais comum, afetando mais de 130 mil pacientes nos Estados Unidos. A cada ano, estimativas apontam que cerca de 32 mil americanos são diagnosticados com mieloma múltiplo.

 

Publicidade
NEXT FRONTIERS 2021
Publicidade
MERCK
Publicidade
SANOFI
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
300x250 ad onconews200519