21012021Qui
AtualizadoQua, 20 Jan 2021 8pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

Guideline: terapia sistêmica em câncer de mama HER-2 positivo

cancer_de_mama_News_Ok.jpgA Sociedade Americana de Oncologia Clínica apresentou os resultados de uma revisão sistemática para fornecer recomendações baseadas em evidência sobre a terapia sistêmica em pacientes com câncer de mama com expressão positiva do receptor do fator de crescimento epidérmico humano (HER 2 positivo).

Ao todo, 16 estudos preencheram os critérios da revisão sistemática. O estudo CLEOPATRA apontou benefícios de sobrevida global (SG) e sobrevida livre de progressão da doença (SLP) com docetaxel, trastuzumabe, e pertuzumab no tratamento de primeira linha, enquanto o trial EMILIA mostrou ganhos de SG e SLP com o uso do conjugado trastuzumab emtansine (T- DM1) em tratamento de segunda linha. Um estudo enfocou a duração da terapia-alvo para HER2 positivo e outros três relataram a terapia endócrina em pacientes com câncer de mama avançado HER-2 positivo.

A terapia-alvo fica como recomendação de tratamento padrão para pacientes com câncer de mama avançado HER-2 positivo, exceto para aqueles com insuficiência cardíaca congestiva ou fração de ejeção do ventrículo esquerdo significativamente comprometida, que devem ser avaliados individualmente. Os agentes trastuzumabe e pertuzumabe, assim como os taxanos, ficam para o tratamento de primeira linha e o uso de T-DM1 é recomendado para o tratamento de segunda linha.

Na configuração de terceira linha terapêutica, a diretriz de conduta recomenda aos médicos oferecer outras combinações de terapia-alvo, como o pertuzumab ou T-DM1, se não administrados anteriormente. A duração óptima da quimioterapia é de pelo menos 4 a 6 meses, ou até a resposta máxima ou progressão, dependendo da toxicidade.
Para pacientes com câncer de mama HER2 positivo e receptor positivo de estrogênio/progesterona, os médicos devem recomendar a terapia padrão de primeira linha, ou, para pacientes selecionados, a terapia endócrina mais a terapia-alvo ou terapia endócrina isoladamente.

A revisão sistemática é assinada por Sharon H. Giordano e colegas e considerou estudos selecionados no período de janeiro de 2009 a outubro de 2012, a partir de desfechos de sobrevida global, sobrevida livre de progressão e eventos adversos.

Referência: jco.ascopubs.org
 


Publicidade
banner pfizer 2018 institucional 300x250px
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
banner_janssen2016_300x250_v2.jpg
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
Astrazeneca
Publicidade
IBCC
Publicidade
300x250 ad onconews200519