19092021Dom
AtualizadoSáb, 18 Set 2021 9pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

Impacto da robótica na cirurgia hepática

raphael araujo bxO cirurgião oncológico Raphael Araújo (foto), docente na Escola Paulista de Medicina (EPM-Unifesp), é coautor de revisão sistemática mundial e meta-análise que buscou demonstrar o status atual da cirurgia robótica do fígado (do inglês, robotic liver surgery - RLS) e identificar seus resultados em curto prazo. O trabalho foi publicado no Journal of Hepato-Biliary-Pancreatic Sciences.

A disseminação da cirurgia robótica hepática é lenta e deve enfrentar o obstáculo de demonstrar vantagens sobre as abordagens aberta e laparoscópica (LLS). Nesse trabalho, os autores realizaram uma revisão sistemática baseada na metodologia PRISMA para identificar estudos comparando RLS vs abordagens abertas ou LLS. Tratando-se de estudos não randomizados, a análise de qualidade foi realizada usando o escore de Newcatle ‐ Ottawa. A análise estatística foi realizada com modelos de efeito fixo ou randomizado escolhidos em conformidade com a heterogeneidade obtida. O trabalho incluiu meta-análises secundárias por tipo de ressecção, etiologia e análise de custo. 

Foram identificados, 2.728 casos de cirurgia robótica do fígado do conjunto final de 150 estudos. Mais de 75% das cirurgias foram realizadas por doenças malignas.


A meta-análise dos 38 relatórios comparativos mostrou que a RLS pode oferecer melhores resultados de curto prazo em comparação com os procedimentos abertos na maioria das variáveis ​​rastreadas. Comparado à abordagem laparoscópica, algumas vantagens podem ser observadas em favor da cirurgia robótica do fígado para ressecções maiores em termos de tempo operatório, permanência hospitalar e taxa de complicações. As análises de custo mostraram um aumento no custo por procedimento de cerca de 5 mil dólares.

Os autores observaram que embora os primeiros resultados sejam promissores, as vantagens da cirurgia robótica do fígado ainda precisam ser demonstradas. “Em comparação com a cirurgia laparoscópica, pequenas vantagens perioperatórias podem ser observadas para ressecções maiores, embora as análises de custo ainda sejam desfavoráveis ​​à abordagem robótica”, concluíram.

Referência: Ciria, R, Berardi, G, Alconchel, F, et al. The impact of robotics in liver surgery: A worldwide systematic review and short‐term outcomes meta‐analysis on 2,728 cases. J Hepatobiliary Pancreat Sci. 2020; 00: 1– 17. https://doi.org/10.1002/jhbp.869


Publicidade
https://xperienceforumoncologia21.com.br/
Publicidade
MERCK
Publicidade
SANOFI
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
300x250 ad onconews200519