28012021Qui
AtualizadoQua, 27 Jan 2021 7pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

Assinatura BR-BCSC: células-tronco, metástases cerebrais e prognóstico no câncer de mama linfonodo positivo

cristiano padua 2020 ok bxCristiano de Pádua Souza (foto), oncologista do Hospital de Câncer de Barretos, é coautor de estudo que demonstrou que o enriquecimento de uma assinatura de células-tronco do câncer de mama (BCSC) foi encontrado em metástases cerebrais e pode ser utilizado como um novo fator prognóstico em pacientes com câncer de mama. Os resultados foram publicados no periódico Cells, em artigo realizado em parceria com pesquisadores da Universidade do Porto.

As metástases cerebrais continuam sendo uma necessidade clínica não atendida na oncologia mamária, sendo frequentemente encontradas em tumores com superexpressão de HER2 e triplo-negativo. Anteriormente, foi relatado que esses tumores são altamente enriquecidos em células-tronco cancerígenas, sugerindo que as metástases cerebrais provavelmente surgem pela disseminação de células cancerosas com características de células-tronco.

Os pesquisadores descobriram que as células do câncer de mama com tropismo cerebral apresentam aumento da atividade das células-tronco e da capacidade tumorigênica na membrana corialantóide do embrião de galinhas quando comparadas à linhagem celular parental. Estas observações foram apoiadas por um aumento significativo na frequência de células-tronco e pelo enriquecimento para o fenótipo CD44+CD24-/low de células-tronco do câncer de mama.

Com base nesses dados, a expressão de marcadores BCSC (CD44, CD49f, P-caderina, EpCAM e ALDH1) foi determinada e encontrada significativamente enriquecida em metástases cerebrais de câncer de mama quando comparada a tumores primários. “Definimos uma assinatura cerebral (BR)/BCSC) com 3 a 5 marcadores de células-tronco do câncer de mama que se mostrou associada à diminuição da sobrevida global e sobrevida livre de metástases cerebrais”, esclarecem os autores.

“Esta assinatura foi significativamente preditiva de um pior prognóstico em pacientes com linfonodos positivos, agindo como um fator prognóstico independente”, concluíram.

Referência: Dionísio MR, Vieira AF, Carvalho R, Conde I, Oliveira M, Gomes M, Pinto MT, Pereira P, Pimentel J, Souza C, Marques MMC, Duval da Silva V, Barroso A, Preto D, Cameselle-Teijeiro JF, Schmitt F, Ribeiro AS, Paredes J. BR-BCSC Signature: The Cancer Stem Cell Profile Enriched in Brain Metastases that Predicts a Worse Prognosis in Lymph Node-Positive Breast Cancer. Cells. 2020 Nov 9;9(11):2442. doi: 10.3390/cells9112442. PMID: 33182375; PMCID: PMC7695320.


Publicidade
banner pfizer 2018 institucional 300x250px
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
banner_janssen2016_300x250_v2.jpg
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
Astrazeneca
Publicidade
IBCC
Publicidade
300x250 ad onconews200519