19012021Ter
AtualizadoSeg, 18 Jan 2021 11pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

Tendências na mortalidade por melanoma no Brasil

guilherme nader marta bxEstudo liderado pelo oncologista Guilherme Nader Marta (foto), médico do Instituto do Câncer do estado de São Paulo (ICESP), buscou descrever as tendências de mortalidade por melanoma no sudeste do Brasil e sua relação com variáveis ​​demográficas. Os resultados foram publicados no JCO Global Oncology.

Um aumento substancial na incidência de melanoma foi observado de forma consistente em todo o mundo nas últimas décadas. No entanto, as taxas de mortalidade por melanoma permaneceram estáveis ​​ou diminuíram nos últimos anos na maioria das regiões.

Essa análise transversal baseada em registro foi conduzida para descrever as tendências de mortalidade por melanoma no estado de São Paulo entre 1996 e 2016. Informações demográficas de registros de óbitos relacionados ao melanoma, incluindo sexo e idade, foram coletadas no banco de dados da Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados. A variação percentual anual (APC) foi calculada para identificar as tendências de mortalidade ao longo do período.

Os resultados demonstraram uma tendência crescente de mortalidade por melanoma entre os homens, independentemente da idade (APC, 1,72%; P <0,001), mais pronunciada para homens ≥ 60 anos (APC, 2,63%; P <0,001). As taxas de mortalidade por melanoma também aumentaram para pacientes ≥ 60 anos, independentemente do sexo (APC, 1,11%; P <0,001). Um aumento não estatisticamente significativo na taxa geral de mortalidade por melanoma foi observado ao longo do período de 20 anos analisado (APC, 0,36%; P = 0,4).

“Nossos dados sugerem uma mortalidade estável por melanoma nas últimas duas décadas para a população geral estudada; entretanto, foi demonstrado um aumento significativo nas taxas de mortalidade por melanoma entre homens e na população ≥ 60 anos, enfatizando a necessidade de implementação de estratégias de prevenção e ampliação do acesso a terapias eficazes para essa população”, destacaram os autores.

Referência: Trends in Melanoma Mortality in Brazil: A Registry-Based Study – Guilherme Nader Marta et al - DOI: 10.1200/GO.20.00426 JCO Global Oncology no. 6 (2020) 1766-1771. Published online November 17, 2020.

 


Publicidade
banner pfizer 2018 institucional 300x250px
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
banner_janssen2016_300x250_v2.jpg
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
Astrazeneca
Publicidade
IBCC
Publicidade
300x250 ad onconews200519