31072021Sáb
AtualizadoQui, 29 Jul 2021 4pm

PUBLICIDADE
Daichii Sankyo

CABOSUN: sobrevida ajustada pela qualidade na primeira linha de tratamento do câncer renal

EDUARDO ZUCCA BXAnálise post hoc do estudo CABOSUN avaliou a sobrevida ajustada pela qualidade em pacientes com carcinoma de células renais avançado através do Quality‐adjusted Time Without Symptoms of disease or Toxicity of treatment (Tempo ajustado pela qualidade sem sintomas da doença ou toxicidade do tratamento - Q‐TWiST). “Em análise retrospectiva, mais pacientes no braço de cabozantinibe ficaram sem progressão da doença com menos toxicidade, inferindo uma melhor qualidade de vida”, afirma o oncologista Eduardo Zucca (foto), coordenador do Departamento de Uro-oncologia do Hospital de Câncer de Barretos.

CABOSUN foi um estudo de Fase II randomizado, aberto, que avaliou cabozantinibe em comparação com sunitinibe no tratamento de primeira linha em pacientes com carcinoma de células renais avançado e não foi avaliada a qualidade de vida prospectivamente. O objetivo principal da avaliação post hoc de Q-TWiST é avaliar o impacto da qualidade de vida dessas duas medicações

Nessa análise, os gráficos de sobrevida para cabozantinibe e sunitinibe (acompanhamento de 650 dias) foram divididos em 3 estados de saúde: tempo antes da progressão da doença sem toxicidade (TWiST; toxicidade baseada nos critérios de terminologia comum para eventos adversos graus 3/4 do National Cancer Institute (versão 4.0), tempo antes da progressão da doença com toxicidade (TOX; durações dos eventos adversos com base na literatura publicada) e tempo após progressão de doença até a morte (REL; recidiva).

O Q‐TWiST foi a soma do tempo médio gasto em cada estado de saúde, ponderado para refletir as preferências do paciente (de 0 [melhor] a 1 [pior]). O TWiST sempre foi ponderado como 1. A sobrevida global e o tempo até a progressão da doença foram baseados em todos os pacientes randomizados (157 pacientes); TOX foi baseado em todos os pacientes randomizados e tratados (150 pacientes).

Resultados

Em todas as combinações de utilidades testadas, Q‐TWiST foi mais longo com cabozantinibe versus sunitinibe (intervalo de diferenças, +24 dias a +137 dias). As diferenças de Q‐TWiST consideradas estatisticamente significativas (+92 dias [95% CI, 5-178 dias] a +137 dias [95% CI, 60‐214 dias]) foram de um tamanho de efeito clinicamente significativo ( ≥80 dias) com base em valores de utilidade considerados relevantes para pacientes com carcinoma de células renais avançado (peso de utilidade REL de 0,355, peso de utilidade de TOX de 0-1 e peso de utilidade TWiST de 1).

Em conclusão, cabozantinibe de primeira linha ofereceu sobrevida ajustada de qualidade mais longa em comparação com o sunitinibe em pacientes com câncer renal avançado.

“É importante que esse tempo adicional antes da progressão da doença não prejudique a qualidade de vida dos pacientes, que pode ser afetada pelos efeitos colaterais do tratamento e/ou sintomas do câncer. Esses achados podem ajudar a informar a tomada de decisão clínica, pois tanto a quantidade quanto a qualidade de vida são fundamentais para o tratamento ideal”, destacaram os autores.

O estudo foi financiado pela Ipsen. 

Referência: Quality‐adjusted survival with first‐line cabozantinib or sunitinib for advanced renal cell carcinoma in the CABOSUN randomized clinical trial (Alliance) - Ronald C. Chen; Toni K. Choueiri et al - First published: 06 October 2020 - https://doi.org/10.1002/cncr.33169

 


Publicidade
NEXT FRONTIERS 2021
Publicidade
MERCK
Publicidade
SANOFI
Publicidade
banner astellas 2019 300x250
Publicidade
banner libbs2019 300x250
Publicidade
Zodiac
Publicidade
300x250 ad onconews200519